19 junho 2017

Grupo de turistas paquistaneses atrai curiosos na cidade de Estreito


Um grupo de paquistaneses estiveram na ultima quarta-feira (14) na cidade de Estreito, por volta 17 horas, e atraíram vários curiosos, levados, principalmente, pelos debates em torno de refugiados Sírios e os ataques terroristas diariamente propagados nos canais de noticias.

No entanto, segundo informações que obtivemos com exclusividade, os paquistaneses solicitaram apenas uma área da empresa Xiru-ar para que fosse feito uma oração da tradição islâmica. O empresário Tiago Wendler cedeu o local e logo após eles seguiram viagem em uma perua kombi. Segundo consta a tradição do Islã, eles realizam 3 orações por dia, todos os dias no mesmos horários, seguidos com a leitura do alcorão, o livro sagrado da fé islâmica.

Tiago disse ainda que os paquistaneses conversaram em português e disseram que vinham do Estado de Roraima e estão indo para a cidade de Terezina, capital do Estado do Piauí, mas não informaram o objetivo da viagem.

 Em meio as polêmicas nas redes sociais de que os “homens com pano na cabeça” estariam prestes a morar na cidade de Estreito, teve outros que defenderam; “São boas pessoas, são educados, só fiquei chateado pelo que falaram deles nas redes sociais, pois os compararam com terroristas, e nem todo mulçumano é terrorista”, defendeu uma senhora na rede social.

Veja o vídeo gravado no pátio do Xiru-ar:




Postar um comentário