31 outubro 2018

Prefeitura já banca transporte de pessoas em tratamento de HIV

Uma indicação do vereador Paulinho Lobão (PDT), aprovada por seus pares, sugere ao poder executivo a gratuidade no transporte público para pessoas portadoras da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (HIV), o problema é que a gratuidade dos serviços de transporte para esses pacientes já existe e é pago pela prefeitura para a empresa que por sua vez, concede o passe livre a esses pacientes. 

Isentar através de uma lei a passagem do portador, a empresa passa a bancar o serviço, pelo menos teoricamente, e a lei de autoria do parlamentar apenas transfere os custos do poder público para a empresa concessionária do serviço, que já trabalha em regime de autorização precária e custos operacionais também considerados precários. 




Postar um comentário