28 janeiro 2019

Nova manobra de vereadores impede cassação do prefeito preso Rubem Firmo


Estimulados pelo interesse de permanecerem ditando o comando da câmara de vereadores e da prefeitura, atualmente dominada pelo parlamento, vereadores da cidade de Davinópolis operaram novamente na surdina e impediram através de denuncias no Ministério Publico a abertura de Sessão Extraordinária que abriria o pedido de cassação do prefeito preso Rubem Firmo, acusado da morte do prefeito Ivanildo Paiva, ocorrido em Dezembro/2018. 

O pedido de Abertura da Sessão foi feito pelo presidente do PP (Partido Progressista) de Davinópolis, Edivanio Mota e também na qualidade de cidadão de Davinopolis (sic) que encaminhou no último dia 24/01, à câmara, o pedido de cassação do prefeito preso Rubem Firmo ou Rubem LavaJato, argumentando os fatos e as leis para a abertura do processo de cassação e a instabilidade democrática. 

No documento protocolado na câmara, Edivanio Mota expressou o desejo das manifestações recentes que pedem a cassação do prefeito preso e eleições para a escolha do novo prefeito. 

A situação de Davinópolis hoje é extremamente complicada e se a câmara não intervir e seguir o desejo popular é bem provável que a situação se torne insuportável. 



Nenhum comentário: