16 setembro 2019

Prefeitura celebra contrato de 4 milhões para compra de livros com empresa falida e ainda pode pagar parte do montante.


A empresa Merlin Sistema de Ensino LTDA conseguiu faturar um contrato na ordem de 4 milhões e 600 mil reais pelo período de 12 meses com a Secretaria de Educação do município de Imperatriz mesmo estando financeiramente inviável. 

Mesmo assim a prefeitura celebrou contrato (756/2019), publicou e recebeu os livros didáticos no inicio do mês de julho/2019 mesmo a licitação tendo ocorrido no inicio de 2018. 

A empresa entrou com recuperação judicial ainda em 2010, mas sem conseguir obter êxito e ainda colocar à venda duas das principais fontes de recursos, as escolas do grupo Expoente, em Curitiba, a justiça atendeu um pedido de autofalência acatado pela 2.ª Vara de Falências de Curitiba. A instituição estava com dificuldades para honrar o plano de recuperação judicial e não quitou valores devidos em maio deste ano [2019]. Na decretação de falência foram incluídas quatro empresas do grupo: Grupo Expoente, Sociedade Educacional Expoente Ltda, Merlin Sistema de Ensino Ltda [FORNECEDORA DA PREFEITURA DE IMPERATRIZ] e Ane Class – Participações e Administração de Bens Ltda. (fonte: plural)

Assessorias da secretaria de educação comemoraram em suas redes sociais e grupos de whatsapp a chegada dos livros que estranhamente anunciavam uma força tarefa para a entrega. Com a entrega do “refugo” do expoente, a prefeitura agora deve projetar o pagamento para a empresa pelo menos meio milhão de reais, equivalentes aos livros que já foram entregues.

“"Em uma nota distribuída aos pais dos alunos do Expoente, por email, o diretor da instituição, Armindo Angerer, anunciou, na tarde desta terça-feira (20), que os atuais sócios do Grupo Educacional estão "abrindo mão da gestão dos negócios". O motivo, de acordo com o comunicado, é uma somatória de razões, entre elas as dificuldades do mercado, "a conjuntura nacional" e quesitos financeiros. (fonte: gazeta do povo). 





Nenhum comentário: