17 novembro 2014

Pra onde vai o PSDB?

Na coluna desta semana do jornal o progresso, o jornalista Coló Filho dá como certa a filiação no PSDB do atual presidente da câmara de vereadores Hamilton Miranda, atualmente no PSD.
Hamilton Miranda - Sou candidato a prefeito!
Se isso ocorrer, Hamilton Miranda também pode estar a prestes a assumir a liderança do governo na câmara, já que seria um dos poucos com estatura e conhecimento politico para defender o governo, assim restabeleceria seu fortalecimento no meio do tucanato, como fez nas intervenções desta semana em defesa das evoluções e conquistas na saúde publica. 
Em menos de 90 dias o até então derrotado Hamilton Miranda, vem revertendo todo o quadro de desgaste quando tentou reeleger-se pela terceira vez presidente da câmara, e, retornando ao PSDB, assumindo a presidência do partido, a liderança do governo e até uma provável candidatura, só as especulações já o retorna ao páreo dos grandes nomes pretensos a concorrer a sucessão de Madeira.

Hamilton deixou claro não intencionar concorrer outro cargo eletivo que não seja para o executivo. No PSDB, o vereador Esmeradson de Pinho também posa de candidato, o que traria mais emoção e muito jogo de cintura ao prefeito Sebastião Madeira, que terá a complicada missão de administrar e unificar o partido até o inicio do processo eleitoral, o que dificilmente fara sem frustrar algum dos pretensos.

Esmeradson, ainda no PSDB.
O vereador Esmeradson de Pinho considera fortalecido o seu projeto pessoal desde a eleição do vereador Zé Carlos a presidente da câmara e a reeleição do Deputado Antônio Pereira(DEM), mas assiste apreensivo o desgaste do seu outro entusiasta, Cândido Madeira, ainda presidente do PSDB e agora cidadão imperatrizense. Com a divisão da fatia e sem chances de uma definição antes do prazo de filiação a unica saída para Esmeradson seria filiar-se em outro partido ou concorrer a reeleição para vereador. 
PSDB e PC do B
Nesse meio há quem acredite que o PSDB dificilmente conseguiria projetar um nome com chances de conquistar a aceitação popular a ponto de concorrer com chances reais de eleição até o inicio do processo eleitoral. Outros, porém, acreditam que Madeira abriria mão de forçar uma cabeça de chapa e indicaria apenas o vice para Clayton Noleto - com quem manteve uma boa relação durante a eleição e pode estar prestes a ser a bola da vez, dependendo da sua alavancada a frente da secretaria de infraestrutura do Estado - , deixando a chapa encabeçada pelo PC do B,  Madeira se projetaria ao Senado ocupando o cargo de secretário de infraestrutura do Estado no lugar de Clayton. No momento são apenas especulações em função da grandeza do grupo que hoje domina as maiores prefeituras e o governo do Estado, e espera continuar ampliando o projeto onde cada liderança deve ser tratada do seu tamanho, e isso será ponto de partida para qualquer definição quanto a prefeitura de Imperatriz, onde a maior liderança do município é o prefeito Madeira, aliado do governador.

Um exemplo de onde até os acordos podem ir pode ser retratado na prefeitura de São Luis e a aliança com o prefeito Edvaldo Holanda (PDT), que concorrerá a reeleição, onde pelos menos dois dos pré-candidatos; Neto Evangelista e Bira do Pindaré assumiram secretarias de Estado para não concorrer a prefeitura.
Em meio a uma série de especulações, acordos e reviravoltas, o PSDB vem se apresentando ainda como a maior e mais organizada força politica de Imperatriz.
Postar um comentário