28 abril 2015

Por temor de novo panelaço, Dilma cancela pronunciamento de 1º de maio

A presidente Dilma Rousseff não fará o tradicional pronunciamento em cadeia de rádio e televisão, alusivo ao Dia do Trabalho, comemorado em 1º de maio. Temendo a repetição de panelaços anteriores, Dilma optou por celebrar a data por meio das redes sociais. Não está definido ainda se ela publicará um vídeo na internet ou se o recado aos brasileiros será feito por mensagens de texto. A decisão foi tomada durante reunião do conselho político do governo no começo da noite desta segunda-feira (27/4).

Ministros próximos à presidente afirmaram ao Correio que "a construção da imagem é trabalho gradativo e se, neste momento, ainda estamos analisando fatos positivos a serem divulgados, é mais prudente guardarmos anúncios para momento posterior".

Protesto
A sequência de panelaços começou em 8 de março, quando Dilma fez um pronunciamento em cadeia de rádio e TV, a propósito do Dia Internacional da Mulher. A atitude se repetiu no domingo (15/3), enquanto os ministros José Eduardo Cardozo e Miguel Rosseto falavam em Brasília sobre a manifestação que levou mais de 1 milhão de brasileiros às ruas.  O ato se repetiu em 16 de março, quando Dilma voltou a falar sobre os protestos em canal aberto.


O imparcial
Postar um comentário