21 março 2017

6º sentido ou informação privilegiada? Governador exonerou servidor 11 dias antes da prisão


O policial Federal, Danilo dos Santos Silva, preso pela “Operação Turing”, exercia o cargo de Secretário Adjunto de Administração, Logistica e Inovação Penitenciária, portanto, de primeiro escalão no governo Flávio Dino (PC do B).
Estranhamente no ultimo dia 09 de março, exatamente 11 dias antes da operação, o agente foi exonerado da função pelo governador.
O ato, no entanto, continua deixando em aberto questionamentos sobre prováveis vazamentos de informações privilegiadas para personagens do Governo. Jornalistas já haviam confidenciado o desejo particular de pessoas do governo em ver a prisão de blogueiros que estão na relação de conduzidos na operação, o que intriga mais ainda a lisura das ações da PF.

A operação da Polícia Federal foi deflagrada nas primeiras horas da manhã de hoje, com o objetivo de desarticular uma organização criminosa composta por servidores públicos e particulares que causavam embaraço a investigações da PF no estado.
Postar um comentário