.

.

19 maio 2017

Onde foram parar as sucatas apreendidas pela Defesa Civil?

O abuso de autoridade e ações arbitrárias enrolam o superintendente da Defesa Cívil a cada dia e agora, mais um problema: As sucatas apreendidas simplesmente desapareceram! 

Uma denuncia grave que circula é sobre o desaparecimento de várias sucatas de veículos que foram apreendidos  pela Defesa Cívil no Jardim São Luis, na região conhecida como "ferro Novo". 

O blog tentou saber para onde foram encaminhadas as sucatas, mas ninguém da prefeitura tem conhecimento do material apreendido e nem pra onde foi. Uma fonte confirmou que a prefeitura já investiga o paradeiro do material e já tem informações de, pra onde e como a sucata desapareceu. 

O outro caso reforçou a repercussão negativa sobre o servidor conhecido pela alcunha de "autoritário". É o vídeo publicado hoje nas redes sociais que foi gravado por uma pessoa que passava pelo local do acidente no momento em que o Chico do Planalto abordava as crianças envolvidas no acidente que envolveu o seu carro, fato ocorrido no ultimo domingo.

Tudo ocorreu quando uma carroça conduzida por 2 adolescentes bateram no carro do Chefe da Defesa Cívil. Ao longo do vídeo é possível o abuso de autoridade, entra elas, a atitude do servidor de tomar a carroça e vendê-la para pagar o amassado da camioneta sw4.

Nas redes sociais várias pessoas se manifestam e cadastram o abuso no site do Ministério Publico afim de ver alguma atitude ser tomada. 

Segundo uma fonte, a pessoa pra quem o Chico do Planalto vendeu a carroça já devolveu e sustou o cheque após a repercussão negativa. 

O superintendente Chico do Planalto era um especie de trunfo do governo Madeira. E mesmo com várias irregularidades, abusos de autoridade, prisão por porte de arma de fogo, e pedido pessoal do presidente da câmara de vereadores para que fosse demitido, o homem de confiança do ex-prefeito continuou imexível. 

Resta agora saber como o atual prefeito Assis Ramos vai se comportar frente a tantos problemas causados pelo servidor. 





Postar um comentário