16 outubro 2018

AGORA VAI!!! Ex-prefeito Jomar Fernandes lidera o PT contra Bolsonaro em Imperatriz

O ex-prefeito da cidade de Imperatriz, Jomar Fernandes (PT) e também ficha suja por conta de uma centena de processos por improbidade administrativa, foi o interlocutor, ou, a pessoa mais capacitada no petismo para representar o partido na tentativa de representar a virada do PT contra Bolsonaro, e enviou uma tal 'carta a cidade de Imperatriz' que seria do candidato Fernando Haddad, ao povo de Imperatriz. (veja abaixo).

Em Imperatriz a votação do presidenciável do PSL Jair Bolsonaro passou dos 48% dos votos, considerada avassaladora e ainda a maior e mais expressiva votação em cima de um candidato do petismo, que ha 4 eleições não perdia na cidade.

Recebo do ex-prefeito Jomar Fernandes, a carta do presidenciável Fernando Haddad ao povo de Imperatriz-MA.
Na chapa de Haddad, a candidata a vice, Manuela D'Ávila, é do PCdoB, o mesmo partido do governador reeleito, Flávio Dino, com mais de 65% dos votos válidos em nossa cidade.
CARTA AO POVO DE IMPERATRIZ – MA
Amigas e amigos de Imperatriz, quero deixar bem claro que o meu compromisso é com o povo, com a verdade e com a justiça. Nesta eleição você vai receber muitas notícias falsas e mentirosas sobre minha candidatura, minha vida e minhas propostas. Pare e pense um pouco o que já fizemos pelo país. Os empregos, o Minha Casa Minha Vida, o Luz para Todos, a oportunidade do filho do pobre ir para a faculdade e a alegria das famílias terem direito a três refeições por dia.
Por termos feito governos voltados para defender os direitos dos mais humildes, nos atacam agora com um discurso do ódio, logo aqueles que querem acabar com o 13º salário, com 1/3 de férias, com a estabilidade do servidor público e tantos outros direitos duramente conquistados pelas lutas do povo trabalhador. Nestas eleições, aqueles que defendem a tortura e pregam o preconceito, usam até a religião para me atacar, pensando que o povo não sabe que tortura e preconceito são inimigos do Cristo.
Defendemos um Brasil para todos e não apenas para os ricos e poderosos que até hoje não aceitaram o fim da escravidão decretado pela Lei áurea, assim como não aceitam a CLT e os direitos trabalhistas, sem os quais nenhuma sociedade pode se desenvolver.
Nós não queremos um Brasil de ódio, com o povo armado, com irmão matando irmão como se a morte fosse solução para os graves problemas do país. Nós queremos de volta o crescimento da economia, com empregos, com mais educação e oportunidades e, especialmente, com liberdade, fraternidade e amor ao próximo. Contra o ódio, vamos todos fazer o Brasil feliz de novo.
Fernando Haddad
Postar um comentário