08 janeiro 2019

Repórter acusado de manter esposa em cárcere privado já havia cumprido medidas protetivas

Esposa retornou ao convívio e renunciou denuncias após Alex Alves abrir uma igreja e fingir de convertido. 

A prisão do apresentador e jornalista Alex Alves, ocorrida na manhã de hoje (8), acusado de manter a esposa em cárcere privado e constantes agressões aos filhos já era de conhecimento da polícia. 

Em medida judicial recente, conhecida como ‘medida protetiva’, quando a justiça afasta o agressor da mulher, Alex Alves evitou a intimação que só foi entregue na cidade de Senador La Roque, onde também presta serviço. 

Devido as agressões a esposa foi mantida na “casa abrigo”, (onde ficam  mulheres que ainda correm riscos de serem agredidas pelo companheiro), por 3 meses. Apesar de haver separado, o jornalista conseguiu uma igreja para pastorear e estimular o retorno da esposa ao lar. Convencida da recuperação, a esposa retornou, mas os atos violentos contra a família permaneceram. 

Alex Alves deve ser acusado por cárcere privado, tortura além de abusos sexuais contra a própria esposa. Os relatos constam nas várias denuncias em que o apresentador investigado pela delegacia da mulher, apesar de negar a autoria dos fatos. Segundo informações de profissionais de saúde que acompanharam o caso anteriormente, os vários tipos de agressões contra a família e contra a esposa, possuem indícios de psicopatia. 

ENTENDA AS CIRCUNSTANCIAS DA PRISÃO_ 


A Ronda Escolar do 14° Batalhão de Policia Militar, entrou em contato com a Tenente Josmara solicitando apoio da Patrulha Maria da Penha, informando o caso que envolve uma aluna (filha de Alex Alves) em uma escola no bairro vila Lobão, que relatou sofrer agressões assim como sua mãe e seus irmãos por parte de seu pai (acusado) além de serem mantidos em cárcere privado já há muitos anos. A Guarnição da PMP juntamente com a Ronda Escolar se deslocaram ao endereço, e ao adentrar a residência se depararam com a esposa do acusado nos pedindo socorro. A polícia ouviu de imediato os relatos da esposa que se encontrava muito abalada emocionalmente assim como as crianças, segundo registro da PM. A esposa confirmou o cárcere privado, que o acusado a oprimia com ameaças e sempre portanto uma faca. Segundo ela ninguém podia usar celular, computador e ainda sofriam maus tratos. A vítima ainda denunciou que todos passavam fome, além de muitas agressões físicas. (informações da b.o. da polícia militar)

o QUE É MEDIDA PROTETIVA_ As medidas protetivas podem ser o afastamento do agressor do lar ou local de convivência com a vítima, a fixação de limite mínimo de distância de que o agressor fica proibido de ultrapassar em relação à vítima e a suspensão da posse ou restrição do porte de armas, se for o caso. O agressor também pode ser proibido de entrar em contato com a vítima, seus familiares e testemunhas por qualquer meio ou, ainda, deverá obedecer à restrição ou suspensão de visitas aos dependentes menores, ouvida a equipe de atendimento multidisciplinar ou serviço militar.



Postar um comentário