14 maio 2019

Inquérito Civil aponta motivos da falta de material no Socorrão e pede providencias imediatas ao prefeito e secretário


Em meio ao bombardeio de denuncias, prefeito não consegue REAGIR e volta a ser o principal deleite da oposição


    Investigação do Ministério Público que culminou com o Inquérito Civil N°14/2019 aberto pela 5ª Promotoria Especializada na Defesa da Saude de Imperatriz/MA, apurou após fiscalização dos mecanismos de aquisição e utilização de equipamentos cirúrgicos do Hospital Municipal, que a prefeitura não vinha realizando as cirurgias por falta desses equipamentos. A investigação da promotoria esbarrou na informação da própria empresa SÍNTESE COMERCIAL HOSPITALAR que alega ter problemas com prefeitura que ferem termos das obrigações contratuais contidos no processo licitatório, portanto, impedindo que a empresa forneça o material necessário para que ocorra as cirurgias. 

Diante da gravidade dos fatos e a necessidade de apurar os fatos através de atos investigatórios a Promotoria deu o prazo de 15 dias (ATÉ O DIA 15/05) para que o prefeito Assis Ramos e o secretário de saúde, Alair Firmiano apresentem soluções imediatas e comprove através de relatórios os motivos do impasse com os fornecedores. 

MÉDICO CANCELA CIRURGIAS, DENÚNCIA VEREADOR_

      Mesmo após graves denuncias que vem ocorrendo sobre falta de equipamentos e medicamentos no Hospital Municipal, o vereador da oposição, Ditola, voltou a apresentar denuncias graves. Segundo um áudio distribuído nas redes sociais, o parlamentar afirma através de uma paciente, que o médico cirurgião despachou todas as cirurgias que estavam marcadas alegando falta de equipamentos. Segundo ele, o Clip, que é utilizado nas cirurgias, seria emprestado e já teria sido devolvido. O parlamentar disse que o material teria sido usado apenas para ludibriar as cobranças, portanto, sem ter tido uma solução definitiva. 

Com a falta d'água desde a noite de domingo (13) após problemas elétricos na principal sub estação da CAEMA, asseclas ligados a prefeituras tentaram esconder os problemas da cidade na falta d'água compartilhando mensagens combinadas. 





Nenhum comentário: