26 junho 2020

Seir e Setres apresentam plataforma RESOLVI a gestores municipais e lideranças quilombolas


A Secretaria de Igualdade Racial promoveu uma reunião virtual com 35 gestores municipais de igualdade e lideranças quilombolas e de matriz africana com a finalidade de apresentar, junto a Secretaria do Trabalho e Economia solidária, a Rede Solidária de Comércio Virtual – RESOLVI, uma plataforma voltada para promover a comércio de pequenos empreendimentos solidários ou familiares, microempreendedores, autônomos, prestadores de serviços e demais trabalhadores formais ou informais.

A plataforma RESOLVI foi apresentada aos participantes da reunião pelo subsecretário de trabalho e economia solidária, Genilson Alves e pelo coordenador de economia solidária, Ricarte Almeida. “A RESOLVI foi desenvolvida pela Secretaria do Trabalho e Economia Solidária neste momento de pandemia e isolamento social e pretende ser o elo de ligação entre quem produz e comercializa e quem compra e consome”.

Nesta plataforma, o produtor ou prestador de serviços cadastra seu empreendimento, posta informações e fotos de seu produto ou serviço, estipula a forma de pagamento e o consumidor, ao acessar o site www.trabalho.ma.gov.br/resolvi/, seleciona os produtos de seu interesse e o receberá por meio de entregadores. É a mesma dinâmica dos grandes aplicativos de vendas online, só que voltado para pequenos empreendimentos.

Para a secretária de políticas de igualdade racial de Itapecuru-Mirim, Eliana Cardoso, a plataforma RESOLVI traz possibilidades de expandir a produção e agregar valor aos produtos. “Em Itapecuru os quilombolas tem potencial para produzir e vender, e o acesso ao comércio virtual é uma nova modalidade de ampliar as vendas e gerar mais renda aos quilombolas”.

O secretário Gerson Pinheiro afirma que a RESOLVI é um ponto de encontro virtual entre o produtor e o consumidor com produtos de qualidade e certificados. “Além de facilitar o comércio dos produtos, a plataforma está linkada com o Selo Quilombos do Maranhão e outros selos de qualidade e de origem para dar garantia de produtos a partir de uma produção sadia e sustentável”.

“Esta plataforma virtual é uma inovação voltada para o povo do Maranhão que produz e precisa comercializar”, finaliza o secretário.

Nenhum comentário: