30 julho 2020

VALÉRIA MACEDO QUER INTERNET GRÁTIS PARA A POPULAÇÃO DA ZONA RURAL

A deputada Valéria Macedo (PDT) defendeu na sessão plenária desta quarta-feira (29) a inclusão digital da zona rural maranhense com indicação ao governo e projeto denominado de Casas Digitais Rurais, pelos quais pretende que seja assegurada conexão gratuita de internet para a população que vive na zona rural de todo o Maranhão.

Segundo o IBGE, o Maranhão tem 2.427.640 de pessoas morando na zona rural e, além disso, o estado tem a maior população rural do Brasil. O último Censo Agropecuário de 2017 do IBGE mais de 70% das propriedades rurais brasileiras e dos estabelecimentos rurais não têm conexão com a internet. “A exclusão digital na zona rural maranhense, como Vossas Excelências podem ver, é altíssima”, disse Valéria Macedo.

A deputada disse que o celular é o meio principal em que os maranhenses acessam a internet. “São incríveis 97% dos entrevistados em pesquisas de 2017 e 2018 que dizem usar o celular para entrar na web”, disse a parlamentar. 

Como o Maranhão tem a maior população vivendo na zona rural do Brasil (2.427.640), tem também cerca de 1,6 sem internet só na zona rural, ou seja, uma população girante sem acesso à internet em seus celulares.

Por outro lado, a economia rural do estado é relevante na composição do PIB do estado, de modo que levar tecnologia para o campo é uma forma inteligente de turbinar o crescimento econômico e os negócios. 

Para a deputada, a expansão da internet rural tem duas frentes: política pública gratuita como, por exemplo, o Projeto das Casas Digitais Rurais e a outra solução, é de mercado pelas empresas de telecomunicações. “Temos que trabalhar nos dois sentidos, pois há muitos lugares em que as empresas de telefonia não só podem como devem oferecer os serviços de internet e celular móvel de modo comercial, mas noutros só o estado mesmo poderá oferecer como política pública, especialmente para os trabalhadores rurais”, disse. 

Os requisitos para à implementação das Casas Digitais Rurais, dentre outros, são: o povoado, assentamento, distrito tem que ter localização na zona rural, preferencialmente nas proximidades de escolas ou unidades básicas de saúde, ou que tenha existência do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PRONERA) na comunidade, ter energia elétrica, ter uma organização social sem fins lucrativos, possibilitar acesso a toda comunidade, aberto nos três turnos e todos os dias das semana e possuir capacidade de prover condições de segurança para o público e demais equipamentos.

A deputada Valéria, por fim, pediu apoio do Governador Flávio Dino e pediu ao Presidente Othelino Neto que mobilizasse os órgãos de comunicação da Assembleia Legislativa, no sentido de implementar alguns projetos pilotos de Casas Digitais Rurais em municípios da Região Tocantina e sul do Maranhão. 

Nenhum comentário: