09 setembro 2020

Continuam as fiscalizações do vazio sanitário da soja no Sul do Maranhão

Soja voluntária durante o período do vazio sanitário deve ser destruída conforme a legislação vigente (Foto: Divulgação)
A Unidade Regional da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED/MA) de Balsas notificou o dono de uma propriedade rural no município de Tasso Fragoso, após receber uma denúncia sobre a soja guaxa, que é uma soja voluntária que se origina a partir dos restos da colheita da soja.

O proprietário foi orientado a destruir a soja voluntária, através do método mecânico, como determina a legislação. O método é necessário para o combate à praga da Ferrugem Asiática, que traz enormes prejuízos econômicos à safra da soja.

Durante o período do vazio sanitário da soja não é permitido ter qualquer planta de soja viva na área. O período para cumprimento do vazio na região Sul do Estado começou em 1º de agosto e vai até o dia 30 de setembro. Durante este período todas as medidas fitossanitárias são obrigatórias para prevenção, controle e erradicação da Ferrugem Asiática da soja no Maranhão.

O próximo período de vazio sanitário da soja é para a Região Produtiva II, que vai de 15 de setembro a 15 de novembro e engloba os municípios que compõem a região Norte, Leste e Oeste do estado, além das regiões dos Lençóis, Baixada, Médio Mearim e Baixo Parnaíba.

Nenhum comentário: