Saiba quem são os candidatos a vereador de Imperatriz que tem obrigação de se eleger

 


A câmara de vereadores há muito é uma das grandes ambições de pequenos e também dos grandes nomes da política local. Ser vereador de Imperatriz, segunda cidade do Maranhão, apesar de, poucos ainda entenderem a importância do cargo, é um sonho de consumo de muitos candidatos e pelo menos 400 nomes concorrem as 21 vagas.

Mas alguns candidatos tem a obrigação de eleger-se por conta do tamanho da imagem lançada em meio da disputa, ou por conta de grandes apoios, ter exercido algum cargo que o credencia a eleição, “pela foba”, ou apenas por conta da nossa análise, o credenciar a, seja por conta de algo, a ter peso ou a obrigação de eleger-se.

Baseado numa analise empírica, o blog resolveu analisar entre os candidatos a vereador, qual desses tem a OBRIGAÇÃO DE ELEGER-SE.

Segue abaixo, os ban ban bans dessa eleição;

 

Francisco de Assis  -  Presidente do STEEI, apoiado pelo prefeito Assis Ramos, mesmo contra os professores.

Flamarion Amaral  - Irmão do Deputado Rildo Amaral. Tem a difícil façanha de superar o vereador Carlos Hermes que obteve 1951 votos na última a eleição ou eleger-se em segundo lugar no PC do B.

Rogério Avelino - Filho da vereadora Fátima Avelino e irmão do secretário de Infraestrutura do Município. Além da máquina, o mandato da mãe.

Felipe Miranda -  Filho do vereador Hamilton Miranda. O pai, conhecido por não fazer campanha no modelo tradicional e vencer as eleições na madrugada, no entanto, sem sentido o peso de realizar um mandato distante do povo, mandato caro e com votos diminuindo.

Dr. Alair - Ex-Secretário de Saúde. Talvez uma das maiores estruturas de campanha. A estrutura de saúde que já elegeu Esmeradson mas que pode escapar pelas mãos se não souber conduzir.

Célio Henrique – Candidato do Pastor Cavalcante presidente da Comadesma. Poderoso líder evangélico que utiliza a coação a título de transferência, para manter o poder de comandar os maiores conglomerado de igreja na cidade. Resta saber a densidade eleitorado de todo esse poder.

Bibiu -  Filho do Pastor Raul, presidente da IEAD (Assembleias de Deus). O pai, liderança nata que prefere silenciar ou se ausentar de debates polêmicos, mas que tem a obrigação de mostrar força dentro dos templos e eleger o filho.

Alessia Araújo - Cunhada do candidato a prefeito Marco Aurélio (PC do B)

Marlon Moura – Ex-secretário de Governo Assis. Esse entra na “cota” da foba. Se vencer, estará provando que, diferente dos outros idealizadores do projeto Assis (segue lista), tem voto suficiente para enveredar pela carreira política. Alex, Paulo Marcelo, Fiim e Fidelis já foram experimentados nas urnas.

Paulinho Lobão – Líder do Governo e ocupa o mesmo campo do prefeito. Na vila Lobão, foi um dos mais beneficiados pelas obras, resta saber se capitalizará os serviços em votos.

Fidelis Uchoa -  Ex-secretário da SEPLUMA e com vasta confiança do clã Assis, também beneficiado pelo poder, estrutura e obras na Vila Lobão, mas tem a difícil missão de superar a vereadora Terezinha Soares, que não falha 2 mil votos.

Alberto Sousa  – Presidente do PDT e principal aliado do Senador Weverton Rocha.

Jonas do PT  -  Ex-adjunto da SINFRA e candidato do Secretário Clayton Noleto

Richardson Lima – Filho do articulista Célio Lousa da Gráfica

Zeziel Ribeiro – Ex-secretário de Educação de Imperatriz.

Obs: A lista ainda pode ser atualizada por conta da quantidade de candidatos, um ou outro nome pode ter passado em branco.

 

 

 

 

 

 

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Imperatriz tem maior contaminação diária de Covid-19 no MA

Covid silencia cantor e compositor Cruz Gago

Imperatriz tem mais um registro fatal de Covid-19 com paciente fora do grupo de risco

Ex-vereador condenado pela Justiça e irmão do atual secretário de Agricultura detona os bastidores da gestão de Léo Cunha