.

.
.

20 maio 2022

Ministério Público e câmara vão pra cima da Caema

 




O MP abriu Inquérito Cívil para apurar irregularidades na CAEMA (companhia de Aguas e esgotos do MAranhão). 

O bojo do processo ocorre por conta da ausência de informações solicitadas tanto pela câmara de vereadores de Imperatriz, através do vereador Ricardo Seidel como também do próprio MP, que solicitou inclusive para a diretoria estadual, em São Luís, relatórios de faturamentos. Foram solicitados ainda, arrecadação dos valores gerados, plano de ampliação, melhorias do esgoto municipal, além do fornecimento de cópia de contrato realizado entre a citada Companhia e a Prefeitura Municipal de Imperatriz, no entanto, nenhuma das indagações foram respondidas. 


Após a apresentação de ausência de informações sobre as indagações acima, o MP também recebeu o silencio como resposta. 

O MP, através do promotor Sandro Biscaro, responsável pela defesa do direito do consumidor, ainda solicitou a regional de Imperatriz as informações mas foi respondido que apenas São Luís, a diretoria estadual teria tais informações ou condições de respondê-las, 

Com o descaso com as informações o MP decidiu pela abertura de Inquérito Civil e possivelmente a abertura de processo de improbilidade administrativa para os diretores da companhia. 

Nenhum comentário:

Postagem em destaque

Avenida Imperatriz recebe recuperação asfáltica no Conjunto Planalto

Frentes de serviços avançam nos bairros Nova Imperatriz, Juçara, Bacuri, Mercadinho e Centro.   Equipes dinamizam trabalhos de infraestrutur...