26 junho 2013

Pelo inicio de uma nova realidade democrática e pelo fim da demagogia petralha.

O partido dos Trabalhadores acreditava que permaneceriam no poder por 20 anos, com isso, subestimavam a inteligência e a vontade popular que, em tempos em tempos ressurge com o desejo de mudar. Foi assim na história, é assim no Brasil.  No Golpe 64, na diretas ou no Fora Collor, a história ditava aos camaradas que tudo poderia ocorrer.

Com as condenações do mensalão, o povo passou a acreditar que, definitivamente, políticos corruptos poderiam ir para a cadeia, o que até agora não ocorreu, então, ocorre exatamente o que a sua excelência o povo, acreditava ocorrer, a impunidade ainda imperava, pelo menos por enquanto. Com a chantagem imposto pelo PT, ao mandar um recado aos consumidores do bolsa família, naquela jogada em que o Brasil se desmantelou e quebrou dezenas de caixas eletrônicos e vidros das agencias da caixa, o povo (Sua Excelência o povo) percebeu e anotou o recado: -  mais uma vez o governo estava disposto a testar seu poder de compra de voto através do sistema legalizado que é o bolsa família, não deu certo.

Em São Paulo as movimentações cresciam e, apesar do estopim ter sido o calculo dos 0,20 centavos e até os rumores de que a ação orquestrada serviria para prejudicar a liderança de Alckmin  visto que os movimentos iniciaram logo após o anuncio da pesquisa que anunciava uma pré-reeleição ao governador tucano em primeiro turno, comprovando assim, que o ato, pode ter iniciado com a esquerda, e se foi, o tiro realmente saiu pela culatra.

Os movimentos cresceram e tomaram o país,  oficializando de vez o que o povo achava do governo e as limitações da justiça para condenar ou prender corruptos que esfolam os serviços públicos. O governo federal é corrupto e isso o povo sabe, onde todo o sistema é prejudicado por ausência de investimento, enquanto isso, mais aditivos financeiros eram colocados em cada estádio, e a privatização, que tanto o PT demagogicamente condenava, resolveu realizar na maioria dos estádios construídos ou reformados com recursos públicos. Roubo duas vezes.

Não se pode esperar que os movimentos parem, antes que se aproveite-os, sem perca de tempo, para  moralizar de vez esta nação, sob pena da instalação de um regime autoritário e socialista, quer dizer, comunista, onde o verdadeiro interesse não será a satisfação do interesse popular, mas sim, a permanência definitiva do poder.


Pelo inicio de uma nova realidade democrática e pelo fim da demagogia petralha.

Postar um comentário