28 agosto 2013

Um palanque para Aécio no Maranhão...

A deputada Eliziane Gama (PPS), deixou clara a sua intenção de concorrer a eleição para o governo do Estado do Maranhão. Uma das condições que viabilizaria suas chances de vitória, sem duvidas, seria o apoio do PSDB, que já deu sinal para uma possível aliança, dependendo somente da conjuntura nacional ou o final do prazo de filiação e mudança de partido, visto que o PPS, teria feito o convite a José Serra para concorrer a presidência pelo partido, o que inviabilizaria o palanque para o candidato tucano, Aécio Neves, no Estado.

Eliziane PPS, reforço com o PSDB.
O partido tucano até então estava indefinido e solitário na conjuntura Estadual. Primeiro por conta de uma quase improvável aliança com o PMDB do governo e de Roseana, que para isso ocorrer, o partido a nível nacional teria que se deslocar do PT. Segundo, a possibilidade de aliança com o PC do B, que apesar de ter boas chances de vitória eleitoral, sustenta a possibilidade de uma aliança também com o partido petista, dado principalmente a proximidade de Dino, o pretenso candidato, com o Governo Federal, o que afastaria também a possibilidade de palanque junto com os tucanos.

Dino não tem escondido nos últimos dias sua decepção em ver um novo grupo se fortalecer com mais um candidato que não vem do ciclo governista, mas não demonstrou a mesma preocupação ao desprezar essas  vertentes que cresciam como opção no Estado. Por isso, tentam agora negociar a desistência de Eliziane, até com uma proposta de ser escolhida como a vice-candidata no projeto comunista. Eliziane, por sua vez, aguarda somente uma definição dos demais partidos, como o PP, que também é simpático a candidatura do PPS.
Eliziane PPS, à mesa com tucanos...
O PSDB tem deixado claro que teria dificuldade em fazer aliança com o PC do B, principalmente por conta das mágoas deixadas na eleição municipal do ano passado. Como para os comunistas também seria uma “faca de dois gumes” não enfrentar a eleição em São Luis contra o tucano João Castelo.


O final do prazo de filiação poderá desvendar vários atores importantes que deve contribuir para a eleição Estadual. Se o PSDB não tem ainda sua indicação para vice, o findar do prazo também poderá haver alguma novidade, como a filiação vindo da cidade de Imperatriz, que ainda é considerado um campo desconhecido para Eliziane, mas que poderá defini-la como forte candidata eleitoralmente.
Postar um comentário