05 abril 2015

Assinatura com peso duplo de Dilma valeu R$ 100 milhões em propina para o PT.

A revista Isto É está publicando reportagem onde, pela primeira vez, aparecem as digitais de Dilma Rousseff em negócio fraudulento envolvendo o PT, a Petrobras e "laranjas" com um esquema de propina que pode chegar a R$ 100 milhões de reais.Clique aqui para ler.

O que ainda não foi destacado pela Imprensa é que esta assinatura de Dilma Rousseff era um poderoso aval duplo.

Dilma Rousseff assinava como ministra-chefe da Casa Civil, cargo que exercia desde a queda de José Dirceu. Seu nome estava imediatamente abaixo de Lula como garantidora oficial da transação. Seu nome estava implícito do outro lado do papel, acima da assinatura de Renato Duque, pois Dilma também presidia o Conselho de Administração da Petrobras, sendo a liderança máxima e a última palavra em todo o processo de gestão da estatal. 

Resumo: a Petrobras sabia o que estava fazendo e o governo federal também. A assinatura da ministra chefe da Casa Civil e presidente do Conselho de Administração da Petrobras foi a prova de confiança que os corruptos precisavam para liberar com tranquilidade a propina para o PT, que, segundo a revista, pode ter chegado a R$ 100 milhões.

CoturnoNoturno
Postar um comentário