30 novembro 2016

Eleições judicializadas em Davinópolis...

Eleições municipais da cidade de Davinópolis está judicializada e pode tomar rumos diferente.


Na imagem captada do site do TSE e no link que você pode acessar logo abaixo, pode-se verificar que ele NÃO DECLAROU GASTOS por exemplo, com: Contratação de militância e mobilização de rua; Produção de Vídeos e Publicidade por carro de som; E ainda, o advogado contratado pelo prefeito, Sr. Rodrigo Teles, não foi contabilizado pela campanha, tampouco cedeu seus serviços ao candidato.

São absurdos facilmente de serem identificados em uma análise técnica simples da justiça eleitoral.

Pois é público e notório, as centenas de pessoas que trabalharam ativamente na militância de rua do candidato, assim como os vídeos, amplamente divulgados nas redes sociais, e que foram produzidos com o padrão da campanha, inclusive identificando a coligação de que fazia parte o candidato.

E os carros de som! Não há como esconder, pois, a população de Davinópolis é a maior testemunha disto.

Fica claro e evidente o uso de caixa dois e do abuso de poder econômico no caso de Davinópolis e como imprensa o nosso dever é informar e alertar a população e as autoridades desses fatos para os quais estamos atentos.

A nova lei eleitoral (13.165/2015), tem como objetivo combater justamente o caixa 2 e o abuso de poder econômico e político.

E nós não podemos admitir, simplesmente por se tratar de uma cidade pequena do interior do Maranhão que alguém rasgue a lei, zombe da justiça e fraude o processo eleitoral.

Temos certeza que o cartório eleitoral fará a análise técnica de acordo com as leis e resoluções que regeram o processo eleitoral, assim como esperamos do Ministério Público Eleitoral a aplicação da lei e somente dela em seu parecer.

Link do site Divulgacand do TSE:

Postar um comentário