14 janeiro 2017

Governo realiza mutirão de cirurgias e beneficia pacientes da região Tocantina



Entre os dias 16 a 21 de janeiro, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), realizará no Hospital Macrorregional Dr. Ruth Noleto, um mutirão de cirurgias para atender uma média de 100 pacientes regulados da região de Imperatriz, Açailândia, Balsas e Barra do Corda.

O mutirão resolve uma demanda reprimida da região com a realização de procedimentos como: histerectomias,colecistectomia, biopsias hepáticas, de mama, pele e colo uterino, herniorrafia inguinal, incisional eepigástrica.

“Concentrar essa atividade de mutirão nessa fase de transição dos gestores municipais, demonstra que a gestão estadual dá suporte à saúde e quer utilizar o perfil de alta complexidade do hospital para melhorar a assistência a população de toda essa região”, explicou o Diretor Clínico do hospital, Gumercindo Leandro da Silva Filho.

Os pacientes que serão operados foram regulados por meio das Unidades Regionais de Saúde (URS) que receberam das Unidades Básicas de Saúde dos municípios a relação de pacientes que aguardavam para realizar os procedimentos.

O coordenador operacional do Instituto Gerir, que administra o hospital, João Antunes, explica como funcionou esse fluxo. "Os pacientes que serão atendidos neste mutirão já passaram pela etapa de exames e só estão aguardando a cirurgia, regulados pelo sistema da Secretaria de Estado da Saúde”, ressaltou João Antunes.

Quem será beneficiado pela assistência, garante a satisfação em conseguir o atendimento. É o caso da profissional de saúde Solange de Carvalho, de 56 anos, que fará no mutirão uma histerectomia com ooforectomia, a qual também retira trompas e ovário. 

“Em menos de 15 dias foi possível agendar a minha cirurgia. Já tinha a maioria dos exames e, após fazer o risco cirúrgico, já tive a liberação. Essa cirurgia vai interromper a evolução de um tumor. Ter essa oportunidade de vida novamente é algo indescritível”, contou Solange.

Moradora do município de Imperatriz a mais de 25 anos, ela, que veio de Goiânia para o Maranhão, faz questão de ressaltar as mudanças que observou na saúde da região. “A saúde tem melhorado muito. Precisávamos há muito tempo de uma estrutura como a desse hospital. Às vezes, os pacientes precisavam ir para fora do estado buscar atendimento. Hoje o que se vê aqui é gente sendo valorizada e tratada como gente. Uma saúde de verdade”, completou a paciente.

Hospital Macrorregional

Inaugurado em agosto de 2016, o Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto foi estruturado para ser uma referência em oncologia, com acesso referenciado pelas unidades de Atendimento Integrado da Rede do Sistema Único de Saúde (SUS) vinculado à Secretaria Estado da Saúde (SES). A unidade é gerida pelo Instituto Gerir, que no Maranhão também administra o Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

O Macrorregional Drª Ruth Noleto é referência regional para o atendimento oncológico adulto, de média e alta complexidade, com prestação de serviços para a região.
Postar um comentário