26 março 2018

Câmara de Porto Franco trata como lixo a documentação da casa de Leis.




Recentemente a população ao entrar na Câmara Municipal de Porto Fraco tem se deparado com uma tragédia administrativa. É que os livros de registros, pastas, leis, projeto de leis, registros de sessões, prestações de contas de gestores anteriores tanto da câmara quanto do ex-chefes do executivo municipal estão sendo tratado como lixo pelo Presidente da Câmara Municipal, Sr. Gedeon Gonçalves, mais conhecido como “amigão”. (veja no vídeo abaixo)

 Os vídeos publicados em redes sociais e que o blog teve acesso não deixam dúvidas do desleixo e indiferença dada ao acervo da câmara. Não é difícil acreditar que muitos documentos, livros e registros já se perderam no “munturo” que fizeram com o acervo da câmara de vereadores. Além do mais, nesse amontoado de documentos, existem documentos antigos e novos, que não podem ser descartados, como prestações de contas que ainda estão lacrados nos malotes enviados pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado) e se quer foram analisadas pelo legislativo.

O presidente da câmara solicitou ao Ministério Público autorização para queimar toda a papelada sem antes disso realizar uma digitalização dos mesmos. É bem provável que prejuízos ao município já se consolidou.  A sociedade portofranquina só sentirá as consequências disso quando necessitar de algum registro que se perdeu. Da forma como se encontra essa documentação não seria absurdo dizer que os prejuízos são irreparáveis.



Postar um comentário