21 março 2018

Roseana Sarney faz discurso agressivo e abre caminho para uma campanha agressiva


Surpreendeu, sob todos os aspectos, o destempero verbal da ex-governadora Roseana Sarney na sua incursão de pré-campanha por algumas dezenas de municípios. “Vou enfrentar a fera”, “Não tenho medo de cara feia”, “Não tenho medo de bucho grande”, disparou em discursos na Região Sul, na semana que passou. Se de um lado tais declarações endereçadas ao governador Flávio Dino arrancaram sorrisos e até alguns aplausos de partidários e simpatizantes que a ouviam, por outro demonstraram que Roseana Sarney ainda não encontrou um pacote de argumentos para justificar sua pré-candidatura. 

Sua fala mesclada de ataques pessoais ao governador passa a impressão de que a ex-governadora não ouviu ecos nas críticas às ações do atual Governo, levando, ao que parece, sua campanha para uma espécie de “vale tudo” no campo discursivo, abrindo assim a guarda para ser alvejada também com ataques verbais duros, que poderão tirá-la do eixo. Os sinais mais evidentes de que discurso agressivo pode ser um equívoco estão na repercussão negativa das suas declarações nas redes sociais. 

A ex-governadora Roseana Sarney sabe que enfrenta um adversário articulado, com discurso eficiente e que dificilmente mergulhará numa troca de ofensas, preferindo dizer o que fez e o que fará se reeleito for. Ela tem agora a oportunidade de mostrar que está de fato credenciada para a difícil desafio de virar o jogo.
Postar um comentário