25 abril 2018

Mais policiais, viaturas, helicópteros e delegacias explicam queda dos crimes no Maranhão


As mais de 1.000 viaturas novas entregues desde 2015 são um importante pedaço da mudança que a Segurança Pública do Maranhão vem experimentando, incluindo a queda acentuada da criminalidade. Mas existem muitas outras estratégias e medidas que também ajudaram na transformação. Veja algumas delas abaixo:

A maior tropa de policiais da história

O Maranhão superou pela primeira vez a marca de 12 mil policiais em serviço. Desde 2015, já foram feitas mais de 3 mil novas nomeações. Os recentes concursos públicos com mais de mil vagas para Polícia Militar e outras cem para a Civil vão manter esse número subindo. Os policiais também têm sido valorizados: foram 8 mil promoções em três anos. Antes, eram décadas. 

Homicídios caem 40%

Os investimentos em segurança estão dando resultado concreto: os homicídios na Grande São Luís caíram 40% em 2017 na comparação com 2014. A criminalidade vem caindo ano a ano, confirmando a tendência de queda desde 2015. Isso significa cerca de 700 vidas salvas em três anos.

Mais de mil viaturas novas

De 2015 para cá, mais de mil novas viaturas da Polícia, dos Bombeiros e do sistema penitenciário estão circulando em todo o Maranhão. Os veículos têm equipamentos modernos para ajudar no combate ao crime.

Delegacias novas e reformadas

Dezenas de prédios vêm sendo construídos e reformados para melhorar as investigações e dar mais segurança à população. Já são 20 obras concluídas para a Polícia Civil. O Corpo de Bombeiros teve grande expansão, com mais 11 novas unidades. E 19 unidades da Polícia Militar foram construídas ou reformadas.

Mais de 2 mil vagas nas cadeias

De 2015 para cá, foram abertas mais de 2.000 vagas no sistema penitenciário maranhenses. Foram oito presídios concluídos e 15 reformados e ampliados.

Helicópteros combatem o crime

O Maranhão agora tem três bases do Centro Tático Aéreo (CTA) espalhadas pelo Estado: São Luís, Imperatriz e Presidente Dutra. Antes, era só na capital. Agora, são quatro helicópteros que levam rapidamente os policiais para onde for necessário em mais de 170 cidades. Isso significa uma resposta imediata ao crime. As aeronaves também fazem atendimentos médicos emergenciais.

Mais de 2 mil vidas salvas no trânsito

Nos últimos três anos, foram salvas 2.079 vidas no trânsito no Maranhão. O cálculo leva em conta o cenário que havia em 2014 e os números mais positivos que passaram a existir de 2015 em diante. Em 2014, foram 2.149 mortes. De 2015 em diante, esse número foi reduzido. Educação, conscientização e fiscalização estão entre as estratégias adotadas pelo Governo do Maranhão.

Operações da Lei Seca sobem 39 vezes

Entre as diversas ações para levar mais segurança ao trânsito, está o cuidado para coibir a combinação entre álcool e direção. O número de operações da Lei Seca aumentou 39 vezes no Maranhão, entre 2014 e 2017, passando de oito para 312.
Postar um comentário