30 julho 2018

Homem afirma que matou empresário após "ouvir vozes do além"

G1/Maranhão

O servente de pedreiro, Raimundo Nonato Santos, conhecido como “Zé Pequeno”, autor confesso do assassinato do empresário Anderson Andrade da Silva, 48 anos, preso ainda no sábado (28), disse em depoimento à polícia que cometeu o crime porque estava "ouvindo algumas vozes do além". O caso aconteceu na madrugada de sábado, no Jardim Tropical em Imperatriz.

“Raimundo Nonato sustenta a tese de que foi para matar o empresário ao ouvir algumas vozes do além”, afirmou o delegado regional, Eduardo Galvão, ressaltando que, para a polícia, a motivação delitiva trata-se de um latrocínio (roubo seguido de morte).

“Mesmo se tratando de um latrocínio, a gente aguarda a esposa da vítima, que estava viajando, para que formalmente informe à polícia se foi levado algo do interior da residência, se deram falta de algum pertence”, complementa o delegado.
Postar um comentário