05 agosto 2018

Eliziane Gama prega tolerância zero a fakenews e vai a justiça contra postagens difamatórias

Em 2016 a então candidata à prefeitura de São Luís Eliziane Gama foi vítima de algo que hoje já é tipificado como crime, o fakenews.
A disseminação de notícias falsas ou caluniosas com objetivo de alterar o resultado das eleições. Na época a deputada Federal aceitou até de forma passiva os ataques que ajudaram a desconstruir sua imagem, talvez por ser jornalista e a prática ser relativamente nova por causa dos meios de disseminação via redes sociais.
Por Martin Varão
Ao que tudo indica a hoje pré candidata ao Senado federal aprendeu a lição, fontes na coordenação de campanha de Eliziane dão conta que a ordem agora é “tolerância zero”, toda e qualquer notícia falsa ou caluniosa será criminalizada imediatamente e há um setor jurídico na pré campanha apenas com este fim, desta forma e usando como base o posicionamento do ministro Fux, que recentemente deu duras declarações sobre o uso e disseminação de notícias falsas a pre campanha da candidata ao Senado assumirá uma postura reativa e forte contra as fakenews que segundo Fux: a
A legislação prevê coibir propagandas abusivas. Uma propaganda que visa destruir o candidato alheio configura um abuso de poder que pode levar à cassação.”
Para que o processo eleitoral não chegue a esse ponto, o ministro tem ressaltado que o TSE irá montar um comitê, com participação da Polícia Federal, do Ministério Público e da Agência Brasileira de Inteligência para impedir a proliferação de notícias falsas.
“As fake news acabam contaminando o ambiente politico e ferindo de morte o principio democrático.” Relata Fux.
Está semana um blog de São Luís fez postagem considerada agressiva e caluniosa, a pré campanha da Deputada Federal mostrou o que parece que será a tônica de todo o processo eleitoral, judicializou a ação imediatamente após a postagem e entrou com processo civil e criminal contra o blogueiro. Desta forma ao que tudo indica a pre candidata ao Senado Eliziane Gama não está para brincadeira nessa corrida eleitoral.
Postar um comentário