26 outubro 2018

Falso pastor assassinado Maranhão era ligado a traficantes de drogas de São Paulo


O falso pastor Jediel Pereira da Luz foi assassinado a tiros por volta das 21h30 do último domingo (21), no bairro Moropóia, em São José de Ribamar. Ele estava voltando do culto quando foi surpreendido por homens que, de dentro de um carro, que dispararam contra ele. A vítima morreu antes da equipe de socorro chegar no local.

Segundo a polícia, Jediel Pereira já havia praticado muitos crimes antes de se converter e tornar-se evangélico. Em 2016, foi preso em flagrante no município de Coelho Neto depois de ameaçar de morte a companheira, sogra e cunhada, após ela propor o fim do relacionamento.

Quatro processos 

A polícia revelou que na época o suposto pastor ainda alegou ter ligações com traficantes de São Paulo, sua cidade natal. Ele já respondia a outros quatro processos por crimes contra a mulher, dois deles em São Paulo e um em São Luís.

Em 2017, ele foi novamente preso em flagrante em Paço do Lumiar por ameaça, injúria e cárcere privado de sua então companheira. Ela foi resgatada ao mandar mensagens a família pedindo socorro e dizendo onde estava sendo mantida presa, após quase 24 horas desaparecida. 

Gilberto Lima
Postar um comentário