23 setembro 2019

Assassino de PM acumula vários crimes e estava solto. Porquê?

Começou a circular nas redes sociais a foto e nome do homem que executou um PM na tarde de hoje (23) em Imperatriz.

As primeiras informações seriam que o assassino teria matado o PM após reagir ao assalto, mas também circulam as informações que o matador, Pedro Vinicius, também teria dito algo após atirar no PM.

A polícia agora tenta capturar o assassino que possui uma vasta ficha na polícia, considerado de alta periculosidade, e mesmo assim circulava tranquilamente nas ruas de Imperatriz. 

Ações do MP contra Policiais Militares referente a modelo de abordagens são comuns, e talvez por isso parte da "bandidagem" circula livremente e com um impulso da justiça através da "audiência de custódia", por exemplo. Policiais temem ações e prejuízos com advogados ao avançar ou, simplesmente, atender um delinquente na mesma proporção, já que o MP é cuidadoso de mais com a deliquencia e pouco menos preocupado com a polícia. 

Se continuarmos com esse cuidado com a marginalidade daqui a pouco a cidade de Imperatriz irá colher os mesmos frutos colhidos atualmente na cidade de Araguaina, que após a consolidação das facções e perda de espaço dentro do sistema social, agora mata um bandido atrás do outro, mas sem resultado efetivo. Ou trata agora ou vamos enxugar gelo no futuro. 

Nenhum comentário: