05 maio 2020

OAB-sub sessão de Imperatriz cobra explicações a prefeitura sobre destino de 43 milhões



A presidente da OAB subseção Imperatriz, a advogada Márcia Cavalcante de Aguiar, encaminhou no ultimo dia 22 de Abril um pedido de explicações expressa ao prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, sobre a destinação final dos recursos provenientes do Ministério da Saúde recebidos pelo município, ainda no ano passado.

A Presidente da Comissão de direitos Difusos e Coletivos da OAB, advogada Gabriela Bonfim e o presidente da Comissão de Saúde, advogado Fábio Santana, também assinam o requerimento onde solicita relatório completo sobre os repasses federais e estaduais, e de que forma o município vem enfrentando a crise causada pela pandemia.

A OAB solicitou ainda a Câmara de Vereadores o relatório de análise da prestação quadrimestral. Segundo resposta do presidente José Carlos Soares prestados a Ordem, a prefeitura ainda não prestou conta de tais informações no último quadrimestre, o que naturalmente será analisado pela câmara”, explica.  Em entrevista a uma rádio, o prefeito Assis chegou a afirmar que teria feito a prestação de contas, o que seria desconectado da informação do presidente da câmara.

A prestação sobre os gastos de 43 milhões enviados pelo Ministério da Saúde se tornou um dos principais gargalos da prefeitura, junto a pandemia, que também agrava o sistema de saúde pública local. Em contrapartida a prefeitura tem utilizado as informações sobre o COVID para justificar gastos elevados, no entanto, os valores questionados chegaram e foram gastos ainda o ano passado, portanto, bem antes da crise.






Nenhum comentário: