11 agosto 2020

Qualquer um, menos um...


A estratégia do prefeito Assis Ramos segue a mesma linha da pesquisa que fala de uma possibilidade que não existe.

As pesquisas atualmente estão em descréditos tão acentuados que os principais interessados em publicar uma 'coisinha' são os candidatos que estão atrás, com o animo fictício de alimentar eleitorado, interessados e animar a militância a ir pra cima.

Mas a contratada [pesquisa tabajara que saiu na segunda-feira], pesquisa que ficou com o descrédito maior que o seu próprio desconhecimento, criou uma linha de raciocínio para os candidatos com menor pontuação, de que se juntar todos, aumentaria as chances de eleição.

A unidade é quase impossível, mas fica claro que a unica saída para uma eleição do atual prefeito é estratégia da unidade. Os estrategistas são muitos, mas acreditar que alguns candidatos não sobem, outros não crescem e um não passa do que já tem, daria a eleição para Assis. 

Por isso o estrategista teve que vir de fora, de um instituto desconhecido e uma estratégia definida para plantar na cabeça de alguns. 

Não existe complô do "todos contra um", o que existe é uma unidade de pensamentos; Qualquer um pode vencer as eleições, menos o que tá ai.




Nenhum comentário: