Hacker de Imperatriz foragido da justiça é preso em São Luis

 

A Polícia Civil do Maranhão (PCMA), através da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC (Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos) e o Centro de Inteligência da Polícia Civil (CIPC), prendeu M. B. A, um dos líderes da quadrilha de hackers de Imperatriz e considerado foragido da justiça.

O suspeito foi localizado em um condomínio no bairro do Calhau, em São Luís.

Com ele, foram encontrados a quantia de R$ 15.000,00, dois notebooks, vários chips, bolsas de grife, celulares, comprovantes de transferências bancárias e uma pequena quantidade de drogas.

A prisão é um desdobramento da Operação Ostentação que vem investigando esta quadrilha que causou prejuízo de quase R$13 milhões ao banco virtual Nubank.

O fato que ocorreu nas cidades de São Luís, São José de Ribamar, Paço Do Lumiar, Imperatriz, Coroatá, Carolina, Açailândia, São João do Paraíso, Governador Nunes Freire e nos Estados do Goiás e Tocantins em dezembro de 2020.

Imperatriz_

Na operação foi efetuado várias prisões além de busca e apreensões nas residências dos bandidos, alguns, transvestidos de "meninos bem sucedidos", "advogados" "empresários" e até gravaram 'vídeozinhos' para se safar. O crime praticado por Hackers é o mesmo praticados por assaltantes, bandidos perigosos, estelionatários e outros, mas com o nome de crime virtual. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Imperatriz tem maior contaminação diária de Covid-19 no MA

Covid silencia cantor e compositor Cruz Gago

Imperatriz tem mais um registro fatal de Covid-19 com paciente fora do grupo de risco

Ex-vereador condenado pela Justiça e irmão do atual secretário de Agricultura detona os bastidores da gestão de Léo Cunha