24 janeiro 2013

Câmara de vereadores ainda não pagou sepultamento de ex-servidora


 Com direito a um minuto de silencio, aplausos e referencia, Dona Lucineide foi homenageada pela câmara de vereadores de Imperatriz. Assim ocorreu seus últimos minutos antes de ser sepultada.

Muito alinhada a suas obrigações no legislativo, a ex-servidora chegou a ser antipatizada, mas respeitada por seu posicionamento firme, que lhe concedeu uma permanecia na casa de leis durante 30 anos.

No seu velório realizado na câmara de vereadores, o presidente Hamilton Miranda prometeu que custearia as despesas póstumas, o que ainda não ocorreu.

Lucineide exerceu seu dever durante todo esse tempo, vendo entrar presidente e sair presidente, trocar prefeito, intervenção, vereador querendo ser prefeito e tudo mais...
Agora, passado os momentos sensíveis e delicados de sua partida, é hora de pagar as despesas que foram acertadas entre a prestadora e a câmara. O problema é que a contratante não aceita o valor cobrado pela contratada e a família vai acabar tendo que reassumir toda a despesa, só que desta vez por um serviço realizado a altura do ex-contratante, caro por sinal.

Tomara mesmo que este não seja a imagem que permaneça, entre uma relação de trabalho de tantos anos de dedicação e lealdade, e que o presidente seja sensível ao descanso eterno da ex-servidora e que apague esta lembrança de cobranças que ainda permanece a quem precisa somente, descansar em paz.
Pague a funerária presidente.
Postar um comentário