13 março 2017

Lajeado Novo: Sem ambulância no municipio, vereador perde sessão para socorrer paciente

Desconfiado, prefeito entregou a unica ambulância na delegacia de Porto Franco, agora o município não tem como socorrer os pacientes.

     
O Municipio de Lajeado Novo-Ma segue no drama administrativo sem precedentes, mesmo com a eleição do novo prefeito.

Na gestão do ex-prefeito Doutor Edson (PC do B), devido sua ausência quase permanente em função de atendimentos que o mesmo realizava no Estado do Tocantins, a cidade passava na maioria do tempo sendo administrada por seus parentes.  Com o novo prefeito, Raimundinho Barros (PRB) a população ainda aguarda com expectativa terminar a sessão de fotos para rede social e o prefeito descer definitivamente do palanque para a gestão iniciar.

O Municipio de Lajeado Novo segue como antes, e não possui Hospital e nem ambulância para socorrer os pacientes que na maioria são levados em carros particulares para as cidades vizinhas de Porto Franco ou Imperatriz, distante mais de 150 quilômetros do ponto de partida.

vice-prefeito, bom de rede social
Com o drama a população fica a mercê das oportunidades ou de um vereador que possa substituir os serviços que deveriam ser feitos pela Secretaria de Saúde do Município. “A única ambulância que tem está quebrada e sem documento”, alerta um morador.

Uma ambulância nova foi entregue no município através de emendas de um deputado Federal, mas sem portar documentos e outras irregularidades, o prefeito preferiu entregar a viatura na delegacia, onde se encontra guardada debaixo de sol e chuva, enquanto isso os pacientes procuram outras formas de buscar atendimento.

Em uma sessão recente considerada importante para o parlamento, o vereador Adailton Santos (PDT) simplesmente perdeu a sessão para utilizar seu veículo como ambulância no transporte de pacientes. Para justificar a sua ausência o mesmo postou na rede social afim de evitar polêmicas por sua ausência. Segundo a recepcionista de um hospital público de Imperatriz, as ligações feitas para Lajeado para transferências de pacientes, não são respondidas pela gestão Municipal.

Agora resta saber quando o sistema de saúde deve iniciar em Lajeado.


Postar um comentário