01 junho 2020

DECADÊNCIA: UMA GESTÃO QUE COMEMORA OPERAÇÃO TAPA-BURACOS...

O desastre administrativo que se tornou a gestão pública da cidade de Imperatriz,  segunda maior cidade do Maranhão, surpreende até quem deveria cuidar, é tão impressionante a ausência de ação, que até em pequenos feitos, são motivos para uma enxurrada de publicações megalomaníacas. 

Quem ver a produção visual para a "operação tapa-buracos", acredita que a cidade ha pouco estava sem gestão, e agora, à partir dessa ação, teria passado a ter um prefeito. Se olharmos nesse ângulo, podemos tratar realmente como uma grande obra, afinal, parecia mesmo que a cidade estava largada as traças. 

O problema é que o contexto é outro. Sempre existiu um prefeito,  mas pouco preocupado em criar ações permanente que mantivesse a malha viária. Se tudo se acabou, se a cidade está cheia de buracos, foi por incapacidade de resposta da gestão municipal diante dos problemas. 

Ha uma produção midiática gigantesca, bancada com recursos públicos, para apresentar buracos tapados com pá e rodo, sem rolo para compactar, o que deixa a malha no aspecto de estrada de chão, cheio de ondulações e com cara de "serviço mal feito".

Gestores comemorar operação "Tapa Buracos" é a decadência administrativa. 

Nenhum comentário: