21 fevereiro 2015

Madeira inaugura Escola Lia Evangelista no Itamar Guará

Essa foi a declaração do professor Juscelino Pereira, ontem pela manhã no Conjunto Itamar Guará durante a solenidade de inauguração da Escola Municipal Lia Evangelista, no instante em que saudava a entrega pelo prefeito Madeira e o secretário de Educação Zesiel Ribeiro de mais uma escola construída pela atual gestão.


Além da comunidade o evento foi prestigiado por secretários e uma grande delegação da Câmara Municipal representada pelos vereadores Adonilson, Antônio José, Zé da Farmácia, Pimentel, Teresinha Soares, Fátima Avelino, Fidelis Uchoa, Buzuca, Raimundo Roma e Enoc Serafim, este último com base eleitoral naquela comunidade.

A escola ampla e construída com recursos do Tesouro Municipal de acordo com o que preconiza o Ministério da Educação, vai atender 608 alunos. Conta com 11 salas de aula, secretaria, Diretoria (com banheiro para funcionários), Sala de professores (com banheiro e vestiário), biblioteca, cozinha (com banheiro para funcionários), depósito de materiais, dispensa, refeitório, seis banheiros femininos e seis masculinos para alunos, mais quatro banheiros para alunos com necessidades especiais.

Sobre a obra o vereador Enoc disse que no inicio do ano passado quando o bairro foi entregue para a comunidade os pais começaram a sair para outras localidades atrás de escolas pra que os filhos pudessem estudar, o edil procurou o prefeito e este o atendeu prontamente juntamente com o secretário de educação. O parlamentar compreende que existem necessidades ainda não atendidas no bairro, mas que todas serão sanadas e ao final agradeceu ao prefeito Sebastião Madeira e ao secretário Zesiel pela sensibilidade de terem percebido a necessidade da construção de uma escola ali tão logo para lá se dirigiram as mais de 1000 famílias que hoje habitam o “ grande Guará. “ Nós, enquanto comunidade, só temos a agradecer” Presente no evento o vice-prefeito Pastor Porto saudou a “ boa nova “ dizendo que se a educação é prioridade, podemos ter certeza de um futuro muito seguro e concluiu: "Lia Evangelista ter o nome nesta Escola foi uma decisão muito acertada porque ela de fato foi como servidora, alguém que por sua competência e excelência, resolvia tudo que se colocava em suas mãos".

Já o secretário de educação, professor Zesiel Ribeiro, resumiu a satisfação de inaugurar mais uma escola asseverando que "refletindo um pouco sobre a historia da escola que leva o nome de Lia Evangelista me orgulha muito ter recebido este desafio e estar devolvendo a escola entregue, pois a equipe da SEMED tem enfrentado grandes demandas e todas tem sido enfrentadas". Zesiel informou também que outra escola de educação infantil que fica ao lado do Bairro Itamar Guará será entregue dentro de 1 ano e que seria impossível fazer tudo isso sem o apoio dos vereadores.

Homenagens - Para o prefeito Madeira, a inauguração da Escola Municipal Lia Evangelista significa uma marco, pois já é a décima escola construída nesta gestão: "temos mais 10 para entregar já estão autorizadas as escolas do conjunto Sebastiao Regis e Canto da Serra, pois lá entregaremos as casas junto com as unidades de educação". Durante sua fala Madeira fez uma pausa para prestar duas homenagens. Á servidora do município Lia Evangelista, que deu nome à escola, e à sua ex-professora, com mais de 40 anos de magistério, Evane Santos. Presente no evento a professora Evane, que já foi secretaria municipal de educação, foi apanhada de surpresa pelo prefeito que ao mencionar seu nome disse: "Ela foi minha professora de Geografia no ginásio Bernardo Sayão e Também do Pastor Porto e em seu nome quero homenagear toda essa equipe maravilhosa da educação de Imperatriz".

Sobre Lia Evangelista, que morreu ano passado, o prefeito, diante dos convidados e dos familiares da homenageada falou da importância dela para sua gestão e para as gestões anteriores. O prefeito encerrou sua fala dizendo que: "A educação é feita por vocês professores, diretores e gestores. A escola é só um prédio, a educação é o que acontece dentro dessas paredes e quem faz isso são vocês",concluiu.

Sidney Rodrigues - ASCOM




20 fevereiro 2015

ITZ: Notícia sobre 400 grávidas infectadas é mentirosa, refuta coordenadora do DST/AIDS


A coordenadora do Programa DST/Aids da Secretaria de Saúde da Prefeitura de Imperatriz, Anna Flávia de Alencar Moura, desmente que a manchete do G1-MA e republicada por outros blogs locais que a segunda maior cidade do Maranhão tenha registrado 400 casos de gestantes com HIV somente no ano passado. 

Anna Flávia desmente portal G1-MA
"De 2004 a 2014, ou seja, em 10 anos, foram notificados 282 casos de mães grávidas com o vírus causador da Aids", confirma Anna Flávia.
Em 2014, em vez de 400 casos, como noticiou o G1-MA, foram somente 23 casos registrados no Sistema de Notificação de Agravos de Notificação, Sinan. Anna Flávia destaca: somente 9 das 23 mães infectadas residem em Imperatriz. "É uma pena que um órgão de comunicação que deveria informar as pessoas, prestam-se a desinformar e espalhar o pânico", finaliza.

Da assessoria

FHC: Dilma adere à tática de quem rouba carteira e grita 'pega ladrão'

Ex-presidente respondeu às declarações da petista, que culpou o governo do tucano por não ter iniciado uma investigação sobre desvios na Petrobras

Por Carolina Farina/ VEJA ONLINE


O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso respondeu nesta sexta-feira às declarações da presidente Dilma Rousseff, que lançou mão da velha tática petista e culpou o governo FHC por não ter iniciado uma investigação sobre os desvios na Petrobras na década de 1990. Em nota, o ex-presidente afirma que Dilma aceitou “a tática infamante da velha anedota do punguista que mete a mão no bolso da vítima, rouba e sai gritando ‘pega ladrão’."

FHC salientou o fato de Dilma tratar do trecho da delação premiada em que o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco afirma que começou a receber propina da empresa holandesa SBM offshore em 1997, mas ignorar as demais revelações feitas por ele. “O delator a quem a presidente se referiu foi explícito em suas declarações à Justiça. Disse que a propina recebida antes de 2004 foi obtida em acordo direto entre ele e seu corruptor. Somente a partir do governo Lula a corrupção, diz ele, se tornou sistemática”, afirmou. E questiona: “Como alguém sério pode responsabilizar meu governo pela conduta imprópria individual de um funcionário se nenhuma denúncia foi feita na época?”.

Ainda segundo o ex-presidente, o petrolão não é caracterizado por desvios de conduta individuais de funcionários da Petrobras – nem são os empregados, em sua maioria, os responsáveis. “Trata-se de um processo sistemático que envolve os governos da presidente Dilma e do ex-presidente Lula. Foram eles ou seus representantes na Petrobras que nomearam os diretores da empresa ora acusados de, em conluio com empreiteiras e, no caso do PT, com o tesoureiro do partido, de desviar recursos em benefício próprio ou para cofres partidários”.

O ex-presidente encerra a nota recomendando mais cuidado a Dilma diante dos fatos. “Em vez de tentar encobrir suas responsabilidades, jogando-as sobre mim, que nada tenho a ver com o caso, ela deveria fazer um exame de consciência”, afirma.

Ao tratar da delação de Barusco, a presidente se calou sobre a mais grave informação prestada pelo delator: a de que o tesoureiro do PT João Vaccari Neto recebeu até 200 milhões de dólares em propina do escândalo do petrolão.

Valéria Macedo festeja sucesso do carnaval de Porto Franco e Região em 2015

A deputada Valéria Macedo (PDT) festeja o sucesso do carnaval de Porto Franco em 2015. O carnaval de Porto Franco tem tido uma trajetória de sucesso, crescimento e inovação sucessivos nos últimos 12 anos. E hoje já é, seguramente, um dos melhores carnavais do interior do Maranhão.
Deputada Valéria Macedo com brincantes
dos blocos de rua

Em 2015, o carnaval contou com apoio do Governo do Estado diretamente e, também, através de emenda da Deputada Valéria Macedo. Foi um sucesso de público, de organização, de inovações, palcos, bandas, atrações, blocos, e movimentou toda a rede hoteleira e de alimentos e bebidas da cidade. Mais de 50 mil brincantes estiveram presentes nos cinco dias de folia. Mais que o dobro da população do município, que é de 22.956 mil habitantes.

A deputada Valéria Macedo, acompanhada do marido Marco Aurélio Gonzaga, familiares e amigos participou dos principais dias da programação: na sexta-feira (14/02) participou com o Prefeito Adersinho, o ex-prefeito Deoclides Macedo e vários outros membros do grupo político em Porto Franco e região da abertura do carnaval de Porto Franco. A abertura é denominada como “noite do Carnaval do Maranhão do Sul”. Nos demais dias além de visitar outros municípios da região prestigiou o bloco dos “Periquitos da Madame”, bloco espontâneo que desfilou no sábado a tarde com mais de 2 mil pessoas entre jovens, adultos e idosos . Na segunda-feira, Valéria visitou todos os blocos e acompanhou o desfile do maior bloco do Carnaval de Porto Franco, que é o “Chicleteiro”. De acordo com o responsável pelo bloco, Jeferson Milhomem, 4 mil brincantes estiveram presentes no desfile. “O sucesso do evento se deve principalmente a estrutura e o apoio logístico oferecido. O apoio da parlamentar em favor da região tem sido muito importante, a deputada Valéria Macedo já conquistou muitas coisas para o município”, ressaltou o organizador, que agradeceu a presença da deputada no bloco.

Corredor da folia lotado em Porto Franco

Além da animação, a segurança também foi garantida aos foliões que compareceram no carnaval de Porto Franco. Durante os cinco dias, policiais militares estiveram assegurando a proteção dos moradores e visitantes. Segundo informações da Polícia Militar, não houve nenhuma ocorrência de natureza grave.

Valéria disse ainda que, além de propiciar momentos de lazer para a população o carnaval promovido pela Prefeitura de Porto Franco, com apoio direto do governo do estado e da própria deputada através de emenda parlamentar, trás dividendos para a economia do Município e para as pessoas, pois promove um “choque de demanda”, ou seja, um aumento da procura por produtos e serviços. A procura na rede hoteleira de Porto Franco, o movimento nos restaurantes e bares, a procuração por imóveis para locação por temporada, os serviços de transportes (alternativo, taxi, mototaxi), enfim, uma coisa muito boa para os setores do comércio e dos serviços de nossa cidade.

O Município de Porto Franco tem um calendário de eventos bem definido e organizado, pois além do carnaval tem a exposição agropecuária, a festa do divino e o São João, além evidentemente do aniversário do município. Praticamente todos esses eventos são regionais e contam com a participação de pessoas de vários municípios das regiões Tocantina, Sul e Centro. O carnaval de Porto Franco já recebe também muita gente do sul do Pará e Norte do Tocantins.

VÍDEO: Ribamar Alves é vaiado na abertura do carnaval de Santa Inês

Considerado um dos piores gestores da história do município de Santa Inês, o prefeito Ribamar Alves(PSB) amarga a rejeição popular.
Envolvido numa sucessão de escândalos, o socialista comprovou no resultado da eleição de outubro de 2014 que sua reeleição é quase impossível.
ssss
Cantora Mara Pavanelly bem que tentou evitar os vaias, mas não conteve o povo que rejeitou o prefeito Ribamar Alves(PSB).
Neste carnaval de 2015, a “operante” de assessoria comunicação do prefeito disse que uma grande festa aconteceu no Parque da Raposa desde o último sábado (14), onde o prefeito expressou sua alegria.
Mas não foi bem assim! O grande público que prestigiou o carnaval no Vale do Pindaré, assim que avistou no palco o grandalhão José de Ribamar Costa Alves ao lado da cantora Mara Pavanelly, não economizou vaias.
O prefeito não conseguiu falar mais de 20 segundos, o povo santa-inesense abafou a voz do gestor inoperante ao som de vaias e sinais de negativo.
O vexame foi histórico, puro reflexo de sua administração desastrosa. Acompanhe no vídeo acima.
Por domingos Costa

Colunista social do 'Estado' visita camarote do novo governo.

Uma das cenas curiosas dos bastidores do Carnaval maranhense está registrada nesta foto que foi badalada em blogs, redes sociais e imprensa. O colunista PH, de O Estado do Maranhão, que, há pucos dias se incomodava até com a posição que o governador Flávio Dino (PCdoB) ocupa no carro oficial, estava “driblando” todo mundo, na Passarela do Anel Viário, por uma sélfie ou click de fotógrafos ao lado do chefe do Executivo.

Como diz o ditado popular: “O rio só corre para o mar”. O governo é doce e tem gente que não sobrevive sem ele.

Se tivesse que colocar uma nuvenzinha no PH, nessa foto, a ideal seria: “Eu quero é governo”! ou ainda: “O meu rio quer correr é para o mar”.

E interpretando o ditado popular, neste seu caminho até o mar, o rio constroi e destroi seu leito, sempre se aproveitando do caminho mais fácil. É o natural! E tenho dito…

Por Silvia Tereza

19 fevereiro 2015

Após detectar superfaturamentos na saúde, novo secretario reduz repasses a prestadores


NOTA DE ESCLARECIMENTO – SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DO MARANHÃO

Sobre a Portaria Conjunta SES/STC Nº 002/2015, de 6 de fevereiro de 2015, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) esclarece que:

A Portaria estabelece no Art. 3º que as entidades com contratos, convênios e termos de parceria com a Secretaria de Estado da Saúde não poderão reduzir postos de trabalho ou o valor das remunerações; 

Caso seja formalizada denúncia por parte de funcionário sobre eventual redução em seus salários junto à Secretaria de Estado da Saúde serão adotadas providências e, caso constatado o fato, serão aplicadas sanções contratuais e legais previstas ao respectivo instituto; 

Por fim, informa que a portaria foi editada devido aos resultados preliminares de auditoria realizada pela Secretaria de Estado da Transparência e Controle nos contratos de serviços e fornecedores dos Institutos ICN, Bem Viver e Idac apontarem indícios de superfaturamento da ordem de 25% a 30%.

Secretaria de Estado da Saúde

Abaixo a matéria publicada pelo blog Marrapá sobre a auditoria que confirmou os indícios de superfaturamento nos contratos de saúde do Estado
Ex- secretário Ricardo Murad - Vampiro Mór 

Resultados preliminares da auditoria promovida nas contas da Secretaria de Saúde do Maranhão apontam para superfaturamento de 30% nos contratos de serviços e fornecedores firmados pelo ex-secretário Ricardo Murad.

De acordo com a Secretaria de Transparência e Controle do Estado, responsável pela devassa na pasta comandada até o final do ano pelo cunhado cleptomaníaco da ex-governadora Roseana Sarney, existem indícios de irregularidades principalmente na contratação das Oscips Bem Viver, ICN e Idac.

Em nota enviada à imprensa na tarde desta quarta-feira (18), o Governo do Maranhão informou que as referidas entidades “não poderão reduzir postos de trabalho ou o valor das remunerações dos servidores”. A versão vai de encontro às denúncias de redução nos salários dos terceirizados da rede estadual de saúde.

“Caso seja formalizada denúncia por parte de funcionário sobre eventual redução em seus salários junto à Secretaria de Estado da Saúde serão adotadas providências e, caso constatado o fato, serão aplicadas sanções contratuais e legais previstas ao respectivo instituto”, diz a nota.

O resultado da auditoria na SES deverá ser divulgado nas próximas semanas, razão para o destempero dos políticos e empresários envolvidos nas negociatas de Ricardo Murad com recursos milionários da saúde.

Deputada Valéria Macedo solicita instalação de poço artesiano em comunidade do Sitio Novo-MA.


A deputada Valéria Macedo (PDT) apresentou indicações solicitando ao governador Flávio Dino (PCdoB) a instalação de sistemas de abastecimento de água em povoados do município de Sítio Novo. A parlamentar explicou que as comunidades enfrentam problemas de saúde devido à falta de poços artesianos.

Na primeira indicação, Valéria Macedo pede que o governador adote as medidas legais e administrativas necessárias, no sentido de viabilizar a implantação de um sistema simplificado de abastecimento de água (poço artesiano) na localidade Pingador, em Sítio Novo.

A deputada disse que a comunidade possui cerca de 30 famílias e fica localizada a cinco quilômetros da sede. “A comunidade não possui nenhum sistema de abastecimento de água potável para consumo e higiene pelos moradores. Em vista a isso, ela é obrigada a utilizar água de rios, açudes e cacimbas, sem o tratamento adequado necessário, colocando a saúde daquelas pessoas em constante risco”, justificou.

O sistema de abastecimento de água pedido na segunda indicação é para o assentamento Nova Conceição, no município de Sítio Novo, localizado a 23 quilômetros da sede. Também vivem lá cerca de 30 famílias e enfrentando os mesmos riscos para a saúde.

Na terceira indicação, a deputada pede a instalação de um sistema simplificado de abastecimento de água na localidade Fazenda Grande, com cerca de 30 famílias e localizada a cinco quilômetros da sede.

“A implantação de um poço artesiano é de considerável importância para aquela localidade, o que virá a contribuir para uma relevante melhora das condições de vida e saúde dos seus habitantes, bem como viabilizar a produção de horticulturas e agricultura familiar, base da economia daqueles moradores”, afirmou a parlamentar.

Agência Assembleia

Testemunho de Andressa Urach

Fonte: O dia Gospel
O site da Igreja Universal do Reino de Deus divulgou o vídeo onde a modelo Andressa Urach conta seu testemunho diante de mais de 10 mil pessoas que assistiam ao culto no Templo de Salomão, em São Paulo, no dia 8 de fevereiro pela manhã.
Urach teve a oportunidade de relatar como resolveu se entregar para Cristo, contando uma experiência sobrenatural que teve quando saiu do coma. Foram 25 dias de internação por conta de uma infecção nas pernas por conta da aplicação do hidrogel, neste período a vice miss bumbum 2012 ficou entre a vida e a morte.
Mas esta não foi a primeira vez que a modelo quase morreu, ela relatou que teve overdose pelo consumo de drogas chegando a passar mal em um de seus aniversários diante de amigos. “Eu passei pela beira da morte quatro vezes na minha vida. Duas por overdose, porque eu fui para festas eletrônicas tentando achar minha felicidade e pelo excesso de drogas eu quase morri”, conta.
Andressa confessou que tentou preencher o vazio que sentia com riquezas, drogas, homens e fama, mas não conseguiu. Ela também relatou que procurou outras religiões para suprir esse vazio e que fez trabalhos de macumba para ter dinheiro e para ter um marido.
O bispo Clodomir Santos era o responsável pelo culto e ouviu atentamente a modelo contando sua transformação, em parte do testemunho ele pede para falar e observa que a maior prova de que Andressa teve um encontro sincero é por ela reconhecer e se arrepender de seus erros.
“Uma das marcas da ação do Espírito Santo na vida dela é o que ela está colocando, porque o diabo trabalha através dos formadores de opinião para inserir na cabeça das pessoas o seguinte: ‘eu não tenho do que me arrepender’. Todos os artistas falam isso, todos os formadores de opinião falam isso”, observa o bispo.

Bigode continua inrresistivel e atende assedio dos fans

Agora como autoridade ao estilo 'bigodô', - mais representadas pelos pistoleiros dos filmes de western ou figuras politicas como Sarney, Sadan Hussen, ou dos delegado nas antigas -  O Bigode, como é mais conhecido, (veja foto), figura simpática do meio politico, agora exerce a chefia da segurança da câmara de vereadores de Imperatriz. Além do seu carisma natural, não faltam os assédios dos fans que a todo momento tentam tirar uma casquinha. 
Ao seu lado nessa foto o jornalista Joãozinho Cesar (JC), que também resolveu dar uma lambidinha na pedra.

17 fevereiro 2015

Polícia Federal abre inquérito contra Lula

Por Gabriel Castro, na VEJA.com:
A Polícia Federal confirmou, nesta sexta-feira, ter aberto inquérito para investigar a atuação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em uma das operações financeiras do mensalão. Agora, Lula é oficialmente investigado por sua participação no esquema que movimentou milhões de reais para pagar despesas de campanha e comprar o apoio político de parlamentares durante o primeiro mandato do petista.
O presidente teria intermediado a obtenção de um repasse de 7 milhões de reais de uma fornecedora da Portugal Telecom para o PT, por meio de publicitários ligados ao partido. Os recursos teriam sido usados para quitar dívidas eleitorais dos petistas. De acordo com Marcos Valério, operador do mensalão, Lula intercedeu pessoalmente junto a Miguel Horta, presidente da companhia portuguesa, para pedir os recursos. As informações eram desconhecidas até o ano passado, quando Valério – já condenado – resolveu contar parte do que havia omitido até então.
A transação investigada pelo inquérito estaria ligada a uma viagem feita por Valério a Portugal em 2005. O episódio foi usado, no julgamento do mensalão, como uma prova da influência do publicitário em negociações financeiras envolvendo o PT.
O pedido de abertura de inquérito havia sido feito pela Procuradoria da República no Distrito Federal. As novas acusações surgiram em depoimentos de Marcos Valério, o operador do mensalão, à Procuradoria-Geral da República. Como Lula e os outros acusados pelo publicitário não têm foro privilegiado, o caso foi encaminhado à representação do Ministério Público Federal em Brasília. Ao todo, a PGR enviou seis procedimentos preliminares aos procuradores do Distrito Federal. Um deles resultou no inquérito aberto pela PF. Outro, por se tratar de caixa dois, foi enviado à Procuradoria Eleitoral. Os outros quatro ainda estão em análise e podem ser transformados em outros inquéritos.
Segredos
Com a certeza de que iria para a cadeia, Marcos Valério começou a contar os segredos do mensalão em meados de setembro, como revelou VEJA. Em troca de seu silêncio, Valério disse que recebeu garantias do PT de que sua punição seria amena. Já sabendo que isso não se confirmaria no Supremo – que o condenou a mais de 40 anos por formação de quadrilha, corrupção ativa, peculato e lavagem de dinheiro – e, afirmando temer por sua vida, ele declarou a interlocutores que Lula “comandava tudo” e era “o chefe” do esquema.
Pouco depois, o operador financeiro do mensalão enviou, por meio de seus advogados, um fax ao STF declarando que estava disposto a contar tudo o que sabe. No início de novembro, nova reportagem de VEJA mostrou que o empresário depôs à PGR na tentativa de obter um acordo de delação premiada – um instrumento pelo qual o envolvido em um crime presta informações sobre ele, em troca de benefícios.

Dilma, a surpreendida.

O Estado de S.Paulo
A presidente Dilma Rousseff parece ter cada vez menos controle sobre o governo, a julgar pela frequência com que se mostra surpreendida pelos acontecimentos relativos à sua administração. A extensa lista de episódios, que vão do anedótico ao grave, serve apenas para confirmar a crescente sensação de desgoverno no Planalto. Mesmo com todo o poder e o aparato de inteligência de que dispõe, Dilma, cujo isolamento já se tornou proverbial, parece saber cada vez menos sobre o que passa à sua volta, com evidente prejuízo para a tomada de decisões.
O caso mais recente foi sua reação diante do resultado da última pesquisa do Datafolha sobre sua popularidade. O governo já esperava uma aprovação menor, num momento em que medidas de ajuste fiscal se combinam com um noticiário negativo sobre a corrupção na Petrobrás. Mas, no mundo da fantasia em que vive, a presidente imaginava que seria uma queda administrável, como a verificada durante as manifestações de junho de 2013. No entanto, a realidade se impôs, e ela ficou sabendo - para seu espanto, segundo comentaram seus assessores - que a maioria dos brasileiros finalmente se convenceu de sua inépcia e, pior, parece suspeitar cada vez mais de sua honestidade.
Outra surpresa manifestada recentemente nos corredores da Presidência foi com o tamanho da derrota na eleição para a presidência da Câmara. Os mais de 260 votos contrários à orientação do governo foram um choque para Dilma, pois ela, baseada em sabe-se lá qual avaliação, imaginava poder dobrar ou pelo menos enfraquecer o PMDB no Congresso - um erro de proporções ainda desconhecidas. Ficou claro, se ainda restava alguma dúvida, que Dilma não tem nenhuma habilidade política e que, ao cercar-se de sabujos que só dizem o que ela quer ouvir, potencializou a ocorrência de erros como esse.
Mas Dilma não foi surpreendida só no Congresso. Mesmo em ambientes nos quais tem condições de exercer controle quase absoluto, como na Petrobrás, a presidente fica à mercê dos ventos. A prova disso foi a maneira como ela conduziu a substituição da diretoria da estatal, tão desastrada que resultou na antecipação da renúncia coletiva dos executivos. Mais uma vez, assessores de Dilma disseram que a presidente se surpreendeu com o desfecho - que, no entanto, era perfeitamente previsível diante da lambança em que se transformou a administração da crise por parte do Planalto.
Até mesmo em seu próprio Ministério as "surpresas" se multiplicam. Já houve ministro que pediu demissão sem avisar - como Marta Suplicy, que deixou o Ministério da Cultura questionando a credibilidade de Dilma - e outro que anunciou uma medida e teve de voltar atrás um dia depois, após levar um pito da irascível presidente - caso de Nelson Barbosa (Planejamento), que falou em nova regra para o reajuste do salário mínimo.
Que ninguém se surpreenda, portanto, com a dificuldade de Dilma de se antecipar aos fatos. Desde o início de seu primeiro mandato, a presidente vem exibindo preocupantes sinais de desconhecimento e de desinformação. Houve momentos em que essa ignorância teve resultado apenas cômico - como quando, em entrevista a uma TV portuguesa, em março de 2011, Dilma ficou atônita ao receber do entrevistador a notícia de que o primeiro-ministro com quem ela deveria se encontrar, em visita de Estado a Portugal, havia renunciado.
Na maior parte das vezes, no entanto, seu descontrole administrativo, cujos resultados sempre a "surpreendem", trouxe prejuízos imensos ao País. No primeiro mandato, um dos momentos mais significativos dessa inépcia se deu durante as manifestações de junho de 2013. Por falha de seus assessores de inteligência, Dilma desconhecia a extensão da insatisfação popular que resultou naqueles protestos e, como tem sido habitual, agiu a reboque dos acontecimentos.
Para cargos com tamanha responsabilidade, como o da Presidência da República, há um limite para os erros. Dilma não pode mais se proteger deles com o manto da ignorância.

13 fevereiro 2015

VALÉRIA MACEDO PROPÕE DERRUBADA DE VETO ÀS 30 HORAS DA ENFERMAGEM

A Deputada Valéria Macedo voltou à tribuna hoje (12/02) para propor a derrubada do veto da ex-governadora Roseana Sarney ao projeto de lei 159/2011, que fixou em 30 horas semanais a carga horária para enfermeiros, técnicos em enfermagem e auxiliares.

Valéria disse que depois de muita discussão na legislatura passada a Casa reduziu de 40 para 30 horas semanais a carga horária para todos os profissionais de enfermagem, que trabalham para o estado sob regime administrativo ou estatutário. O projeto foi à sanção da governadora Roseana Sarney que o vetou sob o argumento que a iniciativa da referida matéria é privativa da União Federal.
A deputada explicou que o argumento que ensejou o veto “é equivocado, uma vez que a regra criada é de direito administrativo e não trabalhista”, ou seja, a carga horária destina-se aos servidores do estado vinculados a este, sob regime estatutário ou de contratação temporária, dentro, pois, da competência da Assembléia.  
Ao final pediu apoio dos seus pares para derrubar o veto ao projeto 159/2011 aprovado por todos os deputados da legislatura passada, ao mesmo tempo que sugeriu ao próprio Governador Flávio Dino, se for o caso, que mande projeto de lei para a Casa regulando a matéria, considerando que este se comprometera com a categoria durante a campanha em 2014, ou seja, a deputada pugna por uma resolução dessa questão que se arrasta a anos no estado.   

Lula insinua que não conhece Genoíno e Dirceu, em entrevista a TV portuguesa



“O que eu acho é que não houve mensalão”, disse o ex-presidente Lula na entrevista concedida à RTP, publicada neste domingo no site da emissora de televisão portuguesa. “Eu também não vou ficar discutindo a decisão da Suprema Corte”, tratou de desdizer-se na frase seguinte. E mudou de ideia na continuação: “Eu só acho que essa história vai ser recontada para saber o que aconteceu na verdade”. A hipótese é tentadora para o país que presta.
Se a história fosse recontada como se deve, não ficaria sem castigo o chefe supremo do esquema que produziu o maior escândalo político-policial desde o Descobrimento. Se a verdade prevalecesse, seria restaurada a decisão original do Supremo Tribunal Federal, desfigurada pela nomeação de Teori Zavaschi e Roberto Barroso. Ao tornar majoritária a bancada dos ministros da defesa de culpados, a dupla de togas ajudou a parir a obscenidade segundo a qual  um bando de quadrilheiros é diferente de uma quadrilha.
O camelô de empreiteira não parece preocupado com o destino dos condenados, revelou o melhor dos piores momentos da conversa. Quando a entrevistadora lembrou que estão na cadeia alguns velhos parceiros do entrevistado, Lula atirou ao mar a carga incômoda: antes de admitir o óbvio ─ “Sabe, tem companheiros do PT presos…” ─ recitou a ressalva abjeta: “Não se trata de gente da minha confiança”.
Nem a turma da cela S13?, talvez perguntasse a jornalista se conhecesse melhor a trajetória dos casos de polícia hospedados na Papuda. Os telespectadores portugueses e brasileiros então ouviriam Lula dizer que não sabe direito quem é José Genoino, acha que Delúbio é nome de rio e conhece José Dirceu só de vista.

Por Augusto Nunes

11 fevereiro 2015

ITZ: Hamilton Miranda é contra a regulamentação que beneficia usuários do transporte Urbano

O vereador e pré-candidato a prefeito, disse hoje em discurso na câmara, ser contra a faixa exclusiva para ônibus e defende que os veículos pequenos deveriam ter mais espaço para trafegar.

Na ansia de atirar no Secretário Transito J. Ribamar o vereador Hamilton Miranda (PSD) acabou acertando na maioria da população economicamente ativa de Imperatriz, exatamente aquela que é beneficiada com a faixa exclusiva para ônibus.

Imagem blog da Kelly
Segundo o vereador, a faixa exclusiva demarcada na Rua Luiz Domingues  estaria atrapalhando os condutores comuns, que estariam se deparando com um ‘beco’ (sic) no lugar da rua. Segundo ele a cidade não comportaria as medidas que estão sendo implantadas no trânsito de Imperatriz.  

O problema é que a prioridade lançada pelo parlamentar Hamilton Miranda está invertida, e vai contra a maioria da população, já que são eles que buscam diariamente esse tipo de transporte e esperam que tenha cada vez mais agilidade ou, mobilidade. A ideia de mobilidade, no entanto, não ter por objetivo, a priori, facilitar a trafegabilidade de veículos de transporte individuais - como o veículo de passeio - , mas sim, de diminuir o tempo de percurso dos veículos coletivos, neste caso, os VLT’s, BRT’s ou o ônibus, no caso de Imperatriz.

Em Imperatriz o “programa mais asfalto”, por exemplo,  executado pelo governo do Estado em parceria com o município, está sendo executado nas ruas de maior fluxo, mas principalmente as vias de acesso do transporte coletivo.

O desejo do vereador Hamilton não só vai de encontro com as novas normas mundiais de mobilidade, mas também contra a maioria da população de Imperatriz, que se deslocam diariamente para escolas ou atividades profissionais dos mais diversos e distantes bairros, e que sonham que a sua permanência dentro do ônibus coletivo seja cada vez menor.

10 fevereiro 2015

Deputado Marco Aurélio justifica garfe na tribuna da Assembléia.

O confuso Marco Aurélio...
O confuso Marco Aurélio…
Depois de se confundir todo e misturar alhos com bugalhos, ontem, na sessão da Assembleia Legislativa, o vice-líder governista Professor Marco Aurélio (PCdoB) foi obrigado a voltar hoje á tribuna para e explicar.
Na sessão de ontem, após afirmar que o governo foi recebido com um rombo, ele revelou que Flávio Dino (PCdoB) já está executando uma obra de 15, quilômetros de asfaltamento em Imperatriz, o que chamou atenção do oposicionista Adriano Sarney (PV).
Na tentativa de explicar onde o dinheiro saiu para a ora, Marco Aurélio se atrapalhou ainda mais, e disse que Flávio Dino “foi obrigado a fazer” um empréstimo de R$ 100 milhões.
discurso
…E a parte do discurso em que ele trocou as bolas
Hoje, após crítica do blog e a repercussão negativa de seu pronunciamento, o comunista voltou à tribuna para se explicar.
- Na verdade, a obra trata-se de uma sobra de contrato de R$ 70 milhões feito ainda na época do secretário Luis Fernando Silva. Não é dinheiro em caixa. Nem precisou licitar por que já estava licitada. A Edeconsil foi apenas completar o contrato -explicou o atrapalhado líder.
Ficou claro também que a questão do empréstimo foi um ato falho de Marco Aurélio, provavelmente tirado do eixo pela intervenção de Adriano Sarney.
- Deve ter sido uma palavra errada. Na verdade, quis dizer que o governador foi obrigado a pagar (e não fazer) um empréstimo de R$ 100 milhões - disse ele, ao titular do blog, após a sessão.
Corrigida a questão, ficou a lição ao comunista, de que é preciso concatenar as ideias.
Antes de falar pelos cotovelos…
Com informações do blog Marco Dça.

09 fevereiro 2015

JOÃO LISBOA: TRE arquiva processo da oposição e frustra golpe contra Jairo Madeira.

O golpe tentado pela oposição de João Lisboa foi frustrado pelo  (TRE) Tribunal Regional Eleitoral, na manhã de hoje (09), que determinou por unanimidade o arquivamento do processo que pedia a cassação do registro eleitoral do prefeito Jairo Madeira (PSDB).

A sessão que determinou o arquivamento do processo foi um banho de água fria na oposição, que perdeu a ultima eleição e tentava um golpe perante o prefeito eleito
legitimamente.


O prefeito Jairo Madeira vem inovando e revolucionando a gestão pública na princesa da gameleira desde o primeiro dia do seu mandato, motivo no qual, certamente, a oposição, desolada, tenta tirar as conquistas que há muito a população de João Lisboa não via, como a construção de Escolas, quadras, praças, pontes, unidades de saúde, asfalto em povoados (fato nunca visto), e muitas outras ações que vem mudando radicalmente a realidade de João Lisboa, e pedir a cassação de um prefeito como Jairo Madeira certamente é tentativa de golpe para impedir a população de continuar sonhando com uma cidade melhor. 

A vitória de Jairo Madeira certamente é mais uma conquista para a cidade de João Lisboa.

E Madeira segue tirando o sono e ditando pautas dos mirabolantes analistas de plantão...

É Impossível falar em sucessão municipal e não aguardar a manifestação do prefeito Sebastião Madeira. A expectativa é tanta que Madeira só precisa permanecer em silêncio, para pautar até mesmo as rodas e artigos da oposição. Foi assim na eleição Estadual, quando na renuncia de Luis Fernando, foi assim quando anunciou que apoiaria o atual governador Flávio Dino.

O desejo da oposição em ter o prefeito de Imperatriz fora da disputa é tão grande que chega ao ponto de criar os mais variados factoides. Foi assim na eleição Estadual e será assim em todas as eleições Estaduais que virão. Desde o inicio do seu segundo mandato na segunda cidade do Estado Sebastião Madeira vem rompendo as fronteiras da região Sul e se tornou um dos mais comentados e prestigiados prefeitos do interior do Estado. O seu respaldo é tamanho ao ponto de superar o prefeito da capital. 

É por estes e outros motivos que, qualquer candidato que almeje entrar no processo eleitoral do próximo ano deseja o apoio de Madeira, ou até mesmo a sua ausência do processo, no entanto, a segunda hipótese é quase imensurável.

E assim segue a mídia em todos os seus aspectos tentando adivinhar o que passa na cabeça do prefeito de Imperatriz sobre a sucessão municipal, e este, certamente, é o sonho de consumo de todos os pré-candidatos. 

05 fevereiro 2015

Para Financial Times, escândalo na Petrobras 'ameaça engolir governo'

BBC BRASIL_
A dificuldade de encontrar um substituto para Graça Foster e o impacto negativo da crise na Petrobras sobre o governo da presidente Dilma Rousseff são destaque na imprensa internacional nesta quinta-feira.
O jornal britânico Financial Times afirmou que o escândalo de corrupção na petroleira "ameaça engolir o governo" brasileiro.
Guardian, também da Grã-Bretanha, destacou que até R$ 23 bilhões poderiam ter sido desviados da estatal para o pagamento de propina a políticos. Ao se referir a Foster, o jornal disse que o escândalo fez "sua vítima mais proeminente" até agora.

Le Monde, da França, disse que Foster foi "expelida" da Petrobras junto com cinco diretores e ressaltou o suposto envolvimento de grandes empreiteiras brasileiras em esquemas de suborno para a conclusão de contratos.
O americano New York Times chamou a atenção para o fato de Foster ter sido escolhida pessoalmente por Rousseff.
O jornal afirmou também que prevaleceu a sensação de que a ex-presidente da estatal não teria capacidade para lidar com o escândalo em um momento em que a baixa dos preços do petróleo forçam a redução de investimentos em projetos de alto custo.

'Financial Times'

Guardian e Financial Times (foto: BBC): Troca de diretoria da Petrobras seria tentativa de recuperar confiança de investidores© Copyright British Broadcasting Corporation 2015 Troca de diretoria da Petrobras seria tentativa de recuperar confiança de investidores
Financial Times afirmou que a Petrobras deixou de ser conhecida por suas "proezas tecnológicas e descobertas gigantes de petróleo" para se tornar "um símbolo de conduta ilegal e objeto de ridicularização para muitos brasileiros".
Financial Times deixa claro que a ex-chefe executiva da Petrobras não foi ligada ao esquema de corrupção, mas sofreu críticas pela forma como conduziu a crise.
O periódico também destacou a dificuldade que o governo brasileiro terá para encontrar um substituto para Foster capaz de reaver a confiança de investidores.
Especialistas entrevistados na reportagem afirmam que muitos executivos de alto perfil pensam duas vezes antes de aceitar cargos como os que ficaram vagos na Petrobras. Isso porque a lei brasileira permitiria que seus bens pessoais sejam afetados.

Assim, o próximo ocupante do cargo poderia ser responsabilizado pessoalmente por futuros desdobramentos do escândalo – especialmente depois de auditorias externas terem se recusado a aprovar as contas apresentadas pela Petrobras – o que torna difícil a escolha do sucessor.
O jornal também afirmou que o governo brasileiro não estaria disposto a atribuir oficialmente um montante ao dinheiro desviado da Petrobras para que a cifra não seja usada eleitoralmente. O jornal atribui a informação a fontes anônimas.

Valéria Macedo defende aprovação de projeto para área da saúde na região Tocantina

A Deputada Valéria Macedo (PDT) voltou à tribuna hoje (4) tratando de duas questões essenciais para a região Tocantina. A primeira foi sobre a assinatura do governador Flávio Dino de convênio com a clínica de Imperatriz Oncorradio - especializada em tratamento de câncer por radioterapia.
Deputada Estadual Valéria Macedo
Valéria também solicitou uma força-tarefa do governo para aprovação do projeto da UNACON para Imperatriz, em virtude de cobertura maior, cerca de 1,2 milhão de pessoas nas regiões Tocantina, Sul e Centro do Maranhão, como prevê o projeto. 

O convênio entre o Estado e a ONCORRADIUM possibilita o tratamento radioterápico de 50 pacientes/mês, ou seja,  atendimento de cerca de 300 pessoas em seis meses.

Valéria diz que “é um bom começo e uma solução emergencial para um problema crônico que se arrasta há tempos, mas a solução mais ampla passa pela aprovação do projeto da Unacon no Hospital Municipal de Imperatriz”.

A deputada rememorou sua luta juntamente com a Ampare, com o Prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, com o próprio Dr. Gumercindo Leandro, que é sócio-proprietário do Oncorradio e várias outras pessoas pela habilitação do HMI como unidade de Assistência em Alta Complexidade em oncologia – UNACON junto ao Ministério da Saúde em Brasília.

“Realizei audiências públicas, fiz pronunciamentos nesta casa, fiz indicações, requerimentos, participei de audiências e sessões na Comissão Intergestores Bipartite – CIB/MA; enfim, realizei muitos esforços para que estes serviços chegassem para a população”, disse.

Acrescentou que os serviços estão chegando, numa “louvável ação administrativa do governador Flávio Dino”, e que agora “é necessária uma força-tarefa para aprovação do projeto junto ao Ministério da Saúde da habilitação da UNACON em Imperatriz”.

Em segundo lugar, a deputada voltou a tratar do plebiscito que envolve os municípios de Senador La Rocque, Buritirana e João Lisboa, sobre os seus limites territoriais. 

Segundo a parlamentar, fez relatório da audiência em Imperatriz com o Governador Flávio Dino e uma Comissão formada pelo promotor dos municípios de Senador La Rocque e Buritirana Dr. Eduardo, do prefeito Francisco Nunes de Senador La Rocque e Vagtônio Brandão de Buritirana, de vereadores, lideranças comunitárias, dentre outras.

Valéria informou que “o governador Flávio Dino comprometeu-se no sentido de fazer gestão junto ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão para que organize e realize a consulta plebiscitária”.

Solicitou ao Presidente Humberto Coutinho que encaminhasse ao presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, desembargador Froz Sobrinho, cópia do Decreto Legislativo referido e, ao mesmo tempo, solicitando dele providências para realização da consulta plebiscitária, uma vez que a indefinição territorial tem deixado a população de cerca de 10 povoados com mais de 5 mil pessoas sem serviços públicos essenciais de saúde e educação, dentre outros”.

A Deputada Francisca Primo (PT) aparteou Valéria reconhecendo sua luta pela Unacon em Imperatriz, o mesmo fazendo o deputado Professor Marco Aurélio, que também defendeu a realização do plebiscito.

Assecom/Deputada Valéria Macedo

04 fevereiro 2015

Governo do estado dinamiza atendimento da Casa do Cidadão em Imperatriz

Imperatriz - Um órgão sem longas filas sem que sejam necessárias pessoas dormindo nas calçadas para poderem obter uma senha e oferecer prestação de serviços de qualidade ao povo da região tocantina, é assim que deseja o governo do Maranhão em relação ao antigo Viva Cidadão em Imperatriz agora com novo nome de “casa do Cidadão”, sob a responsabilidade da Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular.


Para dar inicio a reestruturação desse órgão que vem sofrendo com uma grande demanda de pessoas em busca de seus serviços, esteve na cidade na última terça-feira, a Diretora  Geral  da casa do Cidadão, Mari Silva Maia, que pela manha fez visitas a alguns órgãos parceiros, conheceu a Casa Cidadão e concedeu entrevistas anunciando ações que já começam a surtir efeitos positivos.

“As medidas a serem tomadas são de caráter emergencial visando melhorar o atendimento, mas ao mesmo tempo estamos identificando os problemas para buscar soluções que de uma vez por todas a curto e médio prazo vão melhorar a prestação de serviços desse órgão ao povo da região tocantina”, disse Mari Silva ao anunciar que a partir da próxima sexta-feira, 06/02/2015, duas Unidades Móveis da Casa do Cidadão estarão atendendo nas praças de Fátima (centro) e da Bíblia (bairro Bacuri).
“Estamos providenciando também  o conserto de duas máquinas que fazem o serviço de emissão de CTPS, devendo estas estar prontas até o inicio da semana que vem, pois atualmente apenas uma máquina está em funcionamento”, informou.

Outra medida emergencial tomada foi um acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, através da Delegacia Regional do Trabalho, que resultou no aumento da oferta na emissão de Carteiras de Trabalho, as CTPs, um dos serviços mais procurados pelo público que a partir de agora poderá também recorrer à referida Delegacia, diminuindo assim as filas na Casa do Cidadão, que continuará sendo responsável pela triagem. “Desde a última segunda-feira que estamos oferecendo 50% a mais de CTPs na Delegacia do Trabalho”, informou Mari Silva.

Mari Silva também se reuniu com os servidores da casa do Cidadão que se queixaram de déficit de pessoal e apresentaram reivindicações salariais. “Anotamos essas reivindicações e vamos levar ao secretário Chico Gonçalves. Quanto ao déficit de pessoal inicialmente vamos deslocar alguns servidores da capital para Imperatriz para um reforço emergencial, até o serviço ser normalizado”, informou Mari Silva, agradecendo a maneira carinhosa como foi recebida pelos funcionários da Casa Cidadão e o apoio da imprensa de Imperatriz na divulgação dessas providencias.

“A melhoria na prestação de serviços da Casa Cidadão é uma determinação do governador Flávio Dino, que em seu governo buscará cada vez mais melhorar o acesso do povo do Maranhão aos direitos de cidadania”, finalizou. 

Da Assessoria