31 outubro 2016

FOTOS: Primeiro Fórum em defesa do Rio Tocantins





Assim que tivermos mais informações atualizaremos o post.

Prefeito de Grajaú renuncia e passa a bomba pra frente


O prefeito de Grajaú, Junior Otsuka, renunciou seu mandato e empossou o vice-prefeito, que governará a cidade pelos próximos 2 MESES.

A solenidade ocorreu no prédio do IFMA no final da tarde de hoje (31).

O agora ex-prefeito Otsuka (PT) governou os últimos 3 anos e 10 meses como se fosse os últimos da sua vida. Com um governo desastroso e sem muitos méritos para ficar para a história, Otsuka deixa a prefeitura sem se quer concorrer a reeleição, visto que o desgaste e a falta de popularidade foram as marcas do seu governo.


Assume o vice-prefeito, Abmael Neto , pelos próximos 2 longos meses e terá pela frente o governo de transição e pouco compromisso eleitoral, já que nem tempo dá pra fazer alguma coisa. 

ITZ_ Vice-prefeito eleito realiza, hoje, "1° Fórum de debate sobre Rio Tocantins"



O vice-prefeito eleito, Apostolo Alex, usou a rede social para divulgar o Primeiro Fórum de debates sobre o Rio Tocantins. 

O Fórum de debates será realizado na noite de hoje (segunda-feira) a partir das 19:00 h, no Auditório da Igreja Nova Vida, que fica localizada no inicio da Avenida Coronel Manoel Bandeira n° 230, no Bairro Nova Imperatriz, na região conhecida popularmente por Quinta do Jacó.

Desde a campanha onde a coligação formada pelo Delegado Assis Ramos e Apostolo Alex, foi travado um debate com relação as condições que se encontram o Rio Tocantins, onde enormes bancos de areias tomaram os espaços antes ocupados pelas águas. Alex chegou a gravar vários vídeos onde cobrou responsabilidades e estimulou as autoridades a procurar soluções.

Imperatriz possui em parte da sua extensão (na divida do Estado do Maranhão e Tocantisn) às margens de uma das mais belas obras da natureza, o Rio Tocantins, hoje pauta de intenso questionamento sobre as razões que transformaram a imagem natural.  A válida atitude do novo vice-prefeito, Apostolo Alex, inicia também uma nova política, onde os discursos de campanha devem permanecer e proceder de ações que venham fortalecer ao eleitor que os votos de esperança não foram em vão.




Com a força dos leões, Edivaldo Holanda é reeleito

O vira-vira da eleição de São Luis deixou muito evidente a força da máquina em prol do candidato Edivaldo Holanda (PDT), demonstrando que a nova lei ou a mini-reforma pode ter deixado lacunas para operar um sistema montado em prol de candidatura de interesse de quem esteja à frente da maquineta que produz as notas.

Entretanto, o governo agiu como deveria para impedir mais uma derrota e talvez o crescimento de forças que serão usadas contra o palácio na eleição para governador, e ao certo, qualquer força politica sentada na cadeira mais poderosa do Estado, agiria na mesma proporção. 

Com relação a eleição em todo o brasil, a resposta às tendencias de apoio ao PT foi dada. O eleitorado praticamente expurgou-os de todos os municípios grandes e capitais brasileiras, mas a derrota mais humilhante ainda foi a de São José dos Campos e regiões do A B C, antes comandadas por Lula.

Enfim, pra frente.

30 outubro 2016

Evento em comemoração à Reforma Protestante é realizado em Imperatriz



As inscrições são gratuitas e podem ser feitas online ou no templo da IEADI Congregação Portas Abertas

Comemorada no dia 31 de outubro, a Reforma Protestante completa 599 anos em 2016 e para lembrar a data a Igreja Evangélica Assembleia de Deus promove o Reformare. O evento trata-se de um seminário que pretende reunir pastores, estudantes e todos os que quiserem aprender mais sobre o movimento, acontece nos dias 29 e 30 de outubro na congregação Portas Abertas.

No sábado (29), a partir das 17h, as palestras trazem como tema as grandes personalidades da Reforma e como tudo aconteceu. No domingo (30), a partir das 8h30, iniciando com um devocional, a programação segue com palestras sobre as 5 solas (príncipios base para os cristãos protestantes) e encerra com uma mesa redonda, na qual os participantes podem comentar e tirar dúvidas. Os ministrantes serão os pastores Felipe Moraes e Silas Chaves e o professor de teologia Chrystian Benígno.

Para o organizador, pastor Felipe Moraes, o evento tem importância não apenas para a igreja, mas para a sociedade em geral. “O Reformare é importante por ser um momento de reflexão sobre a história da Igreja e a Igreja contemporânea. Em que pontos precisamos melhorar  e onde estamos falhando na construção de uma igreja sadia. Pois acreditamos que uma igreja saudável é relevante para o crescimento de uma sociedade mais justa e pacífica”, afirma.

Para participar do evento, os interessados podem se inscrever gratuitamente no templo da congregação Portas Abertas, localizado na rua Urbano Santos, nº 300, Centro, atrás do Centro de Convenções, ou pela fan page “Portas Abertas” no Facebook.

Reforma –  A Reforma Protestante foi um movimento que iniciou no dia 31 de outubro de 1517 com quando o monge Martinho Lutero colocou as suas 95 teses contras as indulgências na porta da igreja do castelo de Wittenberg. Desde então o movimento protestante repercutiu na sociedade, alterando tanto a questão social quanto a política.


Assessoria de Imprensa

PSDB bate recorde e comandará maior eleitorado da história

Por Pieter Zalis/João Pedroso de Campos

A partir de 2017, PSDB comandará 34,4 milhões de eleitores brasileiros. Recorde pertencia ao PMDB que, em 2008, conquistou 28,5 milhões de eleitores

Com as vitórias neste segundo turno, o PSDB atingiu um novo recorde histórico. A partir de 2017, o partido comandará nada menos que 34,4 milhões dos eleitores brasileiros. O recorde até agora pertencia ao PMDB que, em 2008, conquistou 28,5 milhões de eleitores pelo país.

A quebra do recorde era esperada. O resultado do partido no primeiro turno já colocava 26,8 milhões de eleitores brasileiros sob o comando municipal tucano. Com a vitória em outras 14 cidades neste segundo turno, incluindo cinco capitais brasileiras – Belém, Maceió, Manaus, Porto Alegre e Porto Velho – tucanos garantiam o comando de 7,6 milhões novos eleitores.

A partir de agora, começam as disputas internas para saber quem será o candidato para presidente daqui a dois anos. Com resultado no estado de São Paulo, principal colégio eleitoral do país, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, larga na frente na disputa pela vaga de 2018. Principalmente devido a derrota de seu rival interno, Aécio Neves, cujo afilhado político, João Leite (PSDB), saiu derrotado pelo nanico Alexandre Kalil (PHS).

28 outubro 2016

Governador faz primeiro gesto e libera delegado para a Educação de Imperatriz


O próximo Secretário de Governo, o blogueiro e empresário Marlon Moura, confirmou, nesta manhã (28), através da rede social, a liberação por parte do governo do Estado, do delegado Josenildo, que foi convidado pelo prefeito eleito Assis Ramos, para assumir a Secretaria de Educação do Município de Imperatriz. O novo secretário é professor universitário.

Apesar de não ter sido recebido ainda no palácio, como ocorreu com os prefeitos comunistas eleitos, o prefeito da segunda maior cidade do Maranhão, Assis Ramos, recebe agora, com a liberação do delegado pelo Secretário de Segurança Jefferson Portela, o primeiro gesto do governador com a nova gestão. 

Assis Ramos, que é do PMDB, anunciou recentemente em entrevista para um jornal local, que apesar do governador ainda não ter lhe procurado, ele mesmo vai fazer frente e procurar o governador.

OSTRACISMO: Senadora parabeniza Lula em plenário vazio.


A senadora paranaense Gleisi Hoffman (PT) usou a tribuna do Senado Federal na tarde de ontem (27) para homenagear o ex-presidente Lula por conta da passagem do seu aniversário, no entanto, a senadora petista experimentou o ostracismo politico no qual conjulga este momento que vem passando os dois politicos, em um plenário solitário e vazio. 

27 outubro 2016

A Suprema humilhação de Lula


Hoje o senhor Luís Inácio Lula da Silva completa 71 anos. Sem festa. Sem homenagens. A extrema-esquerda tem coisas mais relevantes do que jogar confetes ao Grande Timoneiro. Hoje Lula é uma caricatura. Um fantasma. Um sujeito que não pode nem ouvir o interfone do apartamento tocar sem ter medo de que seja a Polícia Federal. De presente do povo, ganhou o ostracismo e repulsa. 

Lula até aproveitou para avisar por meio de seu capanga Paulo Okamoto que não vai votar no domingo, quando acontece o segundo turno das eleições. Em São Bernardo, berço do petismo, os dois candidatos à prefeitura brigam para ver quem é mais antipetista. Outro tapa na cara de Lula, que não conseguiu nem reeleger o filho para vereador. 

O máximo de homenagem que Lula teve foi a suína Gleisi Hoffmann com sua voz irritante declamando para um plenário vazio. No dia de seu aniversário, Lula ainda seria humilhado pelo Comissariado de Direitos Humanos da ONU, que desmentiu as bravatas de sua defesa. No dia do aniversário de Lula, uma garota filha de petistas teve mais holofotes que o chefe do plano criminoso de poder. 

Que vergonha Lula. Nem em seus piores pesadelos deveria imaginar viver algo assim. Convenhamos: ainda é pouco para quem praticou crimes tão grandes.  

Fonte: Blog O reacionário

Sai Carlos Hermes e entra Deir Vieira. Mas, pode?

O vereador Carlos Hermes (PC do B) usou a tribuna na manhã de hoje (27) para anunciar afastamento do legislativo municipal. Segundo ele,  ... para cuidar de questões particulares e responsabilidades partidárias de Imperatriz e região...
O parlamentar também anunciou que seu suplente, Deir Vieira, irá assumir o mandato pelos próximo e últimos 2 meses desta legislatura. Deir obteve 519 votos e ficou como segundo suplente da coligação PC do B/PRP na eleição de 2012.
 No entanto, agora pode entrar em cena a nova legislação eleitoral ou a conhecida Mini Reforma eleitoral, e que pode ou não impedir a posse do suplente nessas condições. 

O problema é que, segundo o texto da Lei Nº 13.165/2015 que alterou o artigo 108 da Lei Nº 4.737/1965, diz que “estarão eleitos, entre os candidatos registrados por um partido ou coligação que tenham obtido votos em número igual ou superior a 10% do quociente eleitoral, tantos quantos o respectivo quociente partidário indicar, na ordem da votação nominal que cada um tenha recebido”.
Na prática, isso quer dizer que mesmo que um partido ou coligação obtenha votos suficientes para eleger vereadores – não importando a quantidade – só assumem a cadeira no parlamento municipal os que conquistarem 10% do QE.
Resta saber se cabe ou não a alteração para o mandato anterior, se a resposta do parecer jurídico for positiva, Deir que obteve nesta eleição 1.051 votos, também pode fazer história, sendo o vereador com uma das mais baixas votações proporcional, a assumir um mandato no legislativo municipal de Imperatriz. 

ITZ_ Balsa PIPES encalha no meio do Rio Tocantins e gera pânico


A balsa da empresa Pipes, que faz a travessia diariamente no Rio Tocantins entre os Estados do Maranhão e Tocantins, encalhou e gerou pânico nos passageiros.

O encalhamento ocorreu no inicio da noite de ontem (26) e estar relacionado à seca histórica e nunca vista, e que ora incomoda a população dos dois Estados.

Apesar de não ter ocorrido maiores consequências, o receio de parte dos passageiros era sob que tipo de dano poderia ter causado no casco por causa do encalhamento. Segundo passageiros e comentários dos proprios funcionários da empresa, a balsa teria ficado presa nas pedras. 

A jovem Kelliane Carvalho, que utiliza o veículo semanalmente, disse que as pessoas se mantiveram tranquilas “...pelo menos aparentava, eu fiquei preocupada, porque a noite, no meio do rio, não é nada interessante”, relatou.

Da balsa, Kelliane utilizou a rede social para relatar a experiência.


E agora? Poder público deve cortar o ponto de servidores grevistas, decide STF


Maioria ponderou que o Estado não deve pagar por um serviço que não foi prestado

 
POR 

BRASÍLIA — Por seis votos a quatro, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira que o poder público tem o dever de descontar os dias parados do salário do servidor em greve desde o primeiro dia do movimento. Embora todos os ministros concordem que a greve no serviço público é permitida, a maioria ponderou que o Estado não deve pagar por um serviço que não foi prestado. A ação tem repercussão geral – ou seja, a decisão do STF deve ser aplicada por juízes de todo o país no julgamento de processos semelhantes.

A corte admitiu exceções à regra. Se a greve tiver sido motivada por atraso do empregador no pagamento de salários, ou se ficar comprovado que o poder público não fez esforço algum para negociar com a categoria, a justiça poderá decidir que o trabalhador tem direito a receber parte dos dias parados.
Formaram a maioria no STF os ministros Dias Toffoli, Luís Roberto Barroso, Teori Zavascki, Gilmar Mendes, Luiz Fux e a presidente, Cármen Lúcia. Por outro lado, os ministros Edson Fachin, Rosa Weber, Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski defenderam o direito de greve dos servidores públicos com o recebimento dos salários. O corte de ponto seria possível apenas se a justiça declarar que a paralisação é ilegal. O ministro Celso de Mello não participou do julgamento.

ONU cala a boca dos advogados de Lula e diz que não examinou admissibilidade

De acordo com a Jovem Pan, a Organização das Nações Unidas emitiu uma nota desmentindo o boato levantando pelos advogados e militantes de Lula, que afirmaram ontem que a entidade havia aceitado sua denúncia contra Sérgio Moro.

A verdade, no caso, é que a ONU apenas formalizou a entrada do pedido, mas retificou o posicionamento original de que o caso não foi analisado e que provavelmente só o será em 2017, talvez até em 2018.

O julgamento completo do caso pode levar cinco anos.

Fonte: Jornal Livre

Atriz ofende nordestinos e fica só por isso...

A atriz racista Alexia Dechamps ofendeu os nordestinos ontem (26) em audiência ocorrida na Câmara dos Deputados, que avalia legalidade da atividade de vaquejada.

Por enquanto o resultado foi um grande bate-boca na câmara federal e até agora nenhum anuncio de medida legal contra o racismo praticado pela atriz.

Veja o vídeo da polêmica:



"Um sonho antigo que vira uma realidade", destaca Léo Cunha sobre a criação da UEMASUL na Região Tocantina


O deputado estadual Léo Cunha (PSC) comemorou a aprovação do projeto de lei que instituiu a criação da Universidade Estadual da Região Tocantina (UEMASUL). A votação do projeto ocorreu na manhã dessa quarta-feira (26), durante sessão na Assembleia Legislativa. A Universidade terá sede em Imperatriz com a proposta de regionalização do Ensino Superior na região sul do Maranhão.



“Quero parabenizar a iniciativa do governador Flávio Dino de implantar a UEMASUL em nossa região. Parabenizo também os secretários e a todos que têm se empenhado para que este projeto siga em frente. Há anos enfrentamos muitas dificuldades com o objetivo de levar melhorias para o campus da Uema de Imperatriz, pois tínhamos que recorrer a Uema em São Luís, mas o projeto UEMASUL garante autonomia administrativa e financeira, e isso possibilitará melhor desenvolvimento em suas atividades. Um antigo sonho que agora vira uma realidade”, esclareceu o deputado.

O parlamentar aproveitou para agradecer aos demais deputados que votaram a favor do projeto e que compreenderam a importância de investir em uma Universidade com autonomia no local. “Agradeço aos colegas deputados que se sensibilizaram com nossa região e apoiaram o projeto desde o início, hoje, um grande passo foi dado e o voto favorável de cada um trará um retorno satisfatório com o desenvolvimento da educação em nosso estado”, enfatizou.

Com a aprovação do projeto de lei, a nova Universidade passará a constar no orçamento de 2017. O início de seu funcionamento está previsto para o próximo ano. O projeto especifica que todos os bens e imóveis pertencentes a região passam a fazer parte do patrimônio da UEMASUL e serão aplicados de acordo com as especificidades da localidade.

“Estamos vivenciando um momento ímpar para a nossa região, um momento de transição em que a educação passa a ser descentralizada, deixando a dependência da capital. A UEMASUL vai propor um ensino de qualidade com infraestrutura e docentes capacitados além de gerar projetos inovadores. Novas oportunidades se abrirão com a garantia de um ensino mais qualificado para preparar nossos jovens para o futuro, nossa região está pronta para receber este grande projeto”, pontuou Léo Cunha.

assessoria

26 outubro 2016

V Congresso de Educação recebe milhares de professores da Rede Municipal de Ensino


Imperatriz já recebeu cinco edições do Congresso Municipal

Direitos Humanos, Direito de aprender, Desenvolvimento e Aprendizagem, O brincar na infância e o Papel do professor diante da violência contra criança e adolescente; são alguns dos subtemas trabalhados no V Congresso Municipal de Educação.

Realizado pela Prefeitura de Imperatriz por meio da Secretaria Municipal de Educação (SEMED), o congresso teve a participação de servidores de todas as 157 unidades escolares da rede municipal.

"Quero agradecer a escolha de cada professor e professora que decidiu participar do V Congresso Municipal de Educação de Imperatriz. Estes optaram em não abrir mão do seu direito de aprender. Nossos alunos têm direito de aprender e nós também temos esse direito. Direito à Formação Continuada que o município de Imperatriz tem garantido desde 2009 e não podemos retroceder"; esclareceu Marinalva da Silva, secretária de Educação.

Professores, auxiliares de magistério, gestores, coordenadores pedagógicos, vice-gestores, supervisores, orientadores e cuidadores integram o público deste evento.

"Vivemos um momento ímpar na educação de Imperatriz. Participar de um evento de formação deste nível é motivo de alegria. Esta é a quinta edição do Congresso Municipal e todas foram realizadas por esta administração, do prefeito Sebastião Madeira"; revelou a professora Diná Brasil, coordenadora pedagógica da Escola Jucimar Rodrigues.

O prefeito Sebastião Madeira declara o compromisso que a Prefeitura de Imperatriz tem com a educação.

"Todas as cinco edições do Congresso Municipal foram realizadas nos últimos oito anos, o que revela o empenho dessa administração que tem investido em formação continuada para os professores, melhorando assim a qualidade da educação".

Luana Barros [ASCOM]

Projeto do Governo que cria UemaSul é aprovado por todos os Deputados Estaduais


Os deputados estaduais aprovaram, na sessão plenária desta quarta-feira (26), o Projeto de Lei (PL) que dispõe sobre a criação da Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul). Por unanimidade, os parlamentares acolheram o PL 006/2016, de autoria do Poder Executivo, que agora segue para sanção do Governo do Estado.

A mensagem encaminhada pelo governador Flávio Dino aos deputados estaduais ressalta que o objetivo da UemaSul em garantir maior acesso ao ensino superior de qualidade à população maranhense que vive na Região Tocantina do estado, a partir de uma atuação educacional eficiente.

“O projeto leva em conta a grande extensão territorial do Maranhão, recomendando uma maior proximidade entre os gestores universitários e uma realidade regional tão singular e relevante para o estado”, pontua a mensagem encaminhada ao Legislativo.

De acordo com o deputado Marco Aurélio, há mais de 20 anos que a comunidade acadêmica da Região Tocantina luta e espera por esse momento de autonomia para a Universidade Estadual da Região Sul. Ele ressaltou que a atual dependência da Uema de Imperatriz da reitoria, que fica localizada em São Luís, retarda o desenvolvimento universitário para a região.

“Nós vamos ganhar uma reitoria presente. Vendo as necessidades e sendo cobrados todos os dias pela comunidade acadêmica. Coisa que é uma distância tão grande, não só os 630 km de distância, mas o distanciamento institucional, acima de tudo. O que temos a ganhar? A nossa liberdade como região, o fortalecimento do nosso ensino superior”, disse o parlamentar em discurso no plenário.

Quem também enfatizou os ganhos com a aprovação da criação da UemaSul foi o deputado Bira do Pindaré. Segundo o parlamentar, só quem não conhece a Região do Sul do Maranhão é que pode ser contra uma proposição como essa.

“Tenho certeza que vai ser uma experiência exitosa. Eu não posso crer que o Ceará tenha universidade regional, que Paraíba tenha universidade regional, que Pernambuco tenha universidade regional, que o Pará e o Piauí tenham e alguém quer me convencer que o Maranhão, não pode ter Universidade Regional”, explicou Bira.

UemaSul

Além de objetivar o desenvolvimento de acordo com a vocação produtiva da região, o projeto de lei garante autonomia administrativa à nova Universidade. De acordo com o texto enviado à Assembleia, todos os bens imóveis e móveis atualmente pertencentes à Universidade Estadual do Maranhão (Uema) na região passam a fazer parte do patrimônio da UemaSul e serão aplicados de acordo com as especificidades da localidade. O projeto especifica ainda que a lista de municípios que será atendida pela nova universidade será fixada em decreto posterior à aprovação da lei.

25 outubro 2016

PEC do Teto é aprovada em segundo turno na Câmara


Fonte: Estadão

Texto-base da proposta que limita os gastos públicos à inflação por 20 anos teve 359 votos a favor e 116 contra; proposta agora vai ao Senado

BRASÍLIA - O plenário da Câmara dos Deputados aprovou em segundo turno, por 359 votos a 116, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que institui um teto de gastos para a União por 20 anos. Houve ainda duas abstenções. O placar mostra que o Palácio do Planalto perdeu sete votos em relação ao primeiro turno, embora viesse apostando inclusive em uma margem maior na segunda votação.

Deputados votam neste momento destaques e emendas à PEC. Ao todo, estão sendo votados seis destaques, a maioria da oposição. Líderes da base aliada demonstram preocupação com a votação dos destaques. O medo é de que o governo não consiga os 308 votos necessários para rejeitar as mudanças, por falta de quórum. Alguns deputados já deixaram a Casa após a votação do texto-base. Sem a garantia de 308 votos para derrubar cada um dos seis destaques apresentados pela oposição, há risco de atraso no cronograma de tramitação da medida, que o governo pretende ver aprovada até o fim deste ano.

Pelo regimento, caso algum destaque ao texto da PEC seja aprovado, o texto terá de retornar à comissão especial para a confecção da nova redação e depois passar por novo turno de votação no plenário da Câmara. Só após duas votações de um texto igual é que a proposta pode seguir ao Senado.

No dia 10, a medida foi aprovada em primeiro turno por 366 votos a 111, com duas abstenções. Com isso, a criação de um teto de gastos, principal aposta da equipe econômica para reequilibrar as contas públicas, está pronta para ir ao Senado, onde também será apreciada em dois turnos. A estimativa é que a primeira análise do texto pelos senadores ocorra em 29 de novembro. A votação final deve ficar para 13 e 14 de dezembro.

Nos últimos dias, o governo repetiu a receita adotada no primeiro turno para tentar ampliar a "gordura" no placar de aprovação da PEC na Câmara. Dois ministros foram exonerados e voltaram à Câmara para votar a favor da medida: Bruno Araújo (Cidades) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia). O Planalto também fez chegar aos partidos políticos que as nomeações para cargos na Caixa Econômica Federal e no Banco do Brasil devem sair em breve, um agrado aos aliados.

Além disso, na noite de segunda-feira, membros da base se reuniram em um coquetel na residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para acertar os últimos detalhes da votação - também uma maneira de garantir o quórum em meio à semana decisiva para o segundo turno das eleições municipais. O encontro ainda contou com a presença do principal fiador da proposta, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Mas a estratégia não deu certo, e a oposição à PEC inclusive ampliou em cinco votos. "Alguns deputados sofreram pressão de suas bases, outros viajaram", avaliou o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (DF). Ao longo do dia, a oposição mostrou que fez a lição de casa e conseguiu dificultar a votação. Prova disso é que as 7h30 necessárias em 10 de outubro para apreciar o texto-base não bastaram para que a mesma missão fosse cumprida pelos parlamentares da base aliada na noite de ontem. A discussão até a aprovação do mérito desta vez durou 8h30.

Já as votações de requerimentos, uma espécie de termômetro, tiveram placares abaixo dos 308 votos necessários para a aprovação da PEC, um retrato bastante distinto do que se viu no primeiro turno, quando a base garantia folga até mesmo nas votações de menor relevância. A realização de reuniões e comissões à tarde, contudo, pode ter contribuído para a diferença.

Saúde e educação. As regras da PEC para as despesas com saúde e educação continuaram a ser o principal alvo de críticas de parlamentares da oposição. Ontem, durante a sessão, os deputados contrários à medida promoveram um ato e entregaram a Maia caixas que simbolizavam as mais de 320 mil assinaturas em uma petição online que pede a rejeição da proposta.

O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ), promotor da petição, disse que o teto de gastos apresenta risco aos recursos destinados às duas áreas e classificou a medida de "PEC da desigualdade". O ato ocorreu de forma ordenada e durou poucos minutos. O relator Darcísio Perondi, no entanto, defendeu que a medida será a salvação para as contas públicas.

Mais tarde, manifestantes que ocupavam as galerias do plenário e entoavam gritos contrários à PEC foram ameaçados de expulsão pelo presidente da Casa. A sessão chegou a ser suspensa. "1, 2, 3, 4, 5 mil. Ou para essa PEC, ou paramos o Brasil" e "Ô deputado, preste atenção, você foi eleito com o voto do povão" eram alguns dos gritos entoados pelos manifestantes, que acabaram sendo expulsos de fato à noite.

Medidas. O texto-base da PEC, já aprovado em primeiro turno na Câmara, prevê que o crescimento das despesas do governo estará limitado à inflação acumulada em 12 meses até junho do ano anterior por um período de 20 anos. A exceção é 2017, quando o limite vai subir 7,2%, alta de preços prevista para todo o ano de 2016, como já consta no Orçamento. A medida é a principal aposta do governo de Michel Temer para reequilibrar as contas públicas.

A partir do décimo ano de vigência, a regra da PEC poderá ser alterada uma vez a cada mandato presidencial. Saúde e educação, por sua vez, têm critérios específicos: as despesas nessas áreas continuarão a seguir um patamar mínimo, que serão os valores previstos para 2017. No caso da educação, são 18% da receita de impostos. Na saúde, 15% da Receita Corrente Líquida (RCL). A partir de 2018, o mínimo em ambas as áreas passará a ser atualizado pela inflação e não estará mais vinculado à receita.

O rol de penalidades em caso de descumprimento do limite de despesas - ainda mais duro do que na proposta enviada pelo governo - também foi referendado pelo plenário da Câmara. As principais delas é a proibição de reajuste do salário mínimo além da inflação (em caso de estouro do teto pelo Executivo) e o congelamento de salários do funcionalismo público.

A partir do dia primeiro é obrigatório CNH para moto cinquentinha...

50 cc são motivos de acidentes envolvendo idosos que transitam sem cnh
Após adiamento, falta de habilitação de 'cinquentinha' dará multa a partir de 1º de novembro. DENATRAN confirmou a data e a Infração é gravíssima e multiplicada por 3, chegando a R$ 880,41.

O Denatran chegou a dizer que a cobrança começaria em junho último, mas depois voltou atrás e declarou que seria apenas a partir de novembro. Na época, vários estados chegaram até a emitir as multas e o órgão indicou que os usuários podiam recorrer.A aplicação dessas multas foi adiada 3 vezes: a previsão inicial era começar em março passado.

Quem for pego conduzindo "cinquentinha" sem habilitação cometerá infração gravíssima com multa agravada, que é multiplicada por 3. Assim, como a penalidade para infração gravíssima subirá para R$ 293,47 em 1º de novembro, a cobrança por rodar sem habilitação chegará a R$ 880,41. O veículo também poderá ser apreendido.

Para guiar "cinquentinha" é preciso ter a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria A, para motos, ou a ACC, um documento pouco conhecido do público, mas que tem sido pouco procurada em função do valor cobrado que fica proximo de tirar a habilitação permanente. 

Em Imperatriz, não é dificil encontrar um acidente com uma 50 cilindradas trafegando, geralmente, sem respeitar nenhuma norma de transito, o que resulta em acidentes graves e que muitas vezes custam a vida. Idosos e menores de idade trafegam livremente e são as principais vitimas da falta de conhecimento minimo para trafegar em um transito tão complexo. 

Ao certo a nova lei vai livrar muito idoso da morte no trânsito. 

WELLINGTON E FLÁVIO DINO ENTRAM NO JOGO ELEITORAL DE SÃO LUIS


O deputado estadual Wellington do Curso (PP) declarou, na tarde desta segunda-feira, 24, da tribuna da Assembleia Legislativa, o apoio ao candidato a prefeito Eduardo Braide-33.
Dono de um prestígio popular legitimado em mais de 100 mil votos conquistados no primeiro turno da eleição em São Luis, o apoio de Wellington pode agregar valor eleitoral a Braide a ponto de decidir o pleito a favor do adversário do prefeito Edivaldo-12.
O ideal seria que o anúncio tivesse sido feito logo nos primeiros dias após o resultado do primeiro turno para dar maior volume à campanha do "33", mas, é aquela história: antes tarde do que nunca.
A declaração de apoio de Wellington a Braide não só foi o grande fato político deste segundo turno, como obrigou o governador Flávio Dino a sair da "toca" e, enfim, vir a público pedir voto para a reeleição do prefeito Edivaldo, que há tempos vinha lutava por tal declaração.
O fato é que esta segunda-feira acabou com jeitinho de disputa entre deputado Wellington e o governador Flávio, hoje, talvez, os dois maiores cabos eleitorais de São Luis.
No domingo, 30 de outubro, as urnas dirão que vai levar a melhor.
Se de Edivaldo é vitória de Dino.
Se der Braide, não há como negar que é mais uma vitória desse lutador que atende pelo nome político de Wellington do Curso.
Que pode, inclusive, vir se tornar um dos principais líderes da oposição ao governo comunista no Maranhão.

Por Robert Lobato

Comissão discute projeto que reconhece vaquejadas como manifestação cultural


A Comissão de Educação, Cultura e Esporte discutiu nesta terça-feira (18) o projeto que reconhece como patrimônio cultural imaterial brasileiro o rodeio, a vaquejada e manifestações relacionadas (PLC 24/2016). A proposta dividiu opiniões e ganhou mais destaque em razão da decisão do Supremo Tribunal Federal de declarar inconstitucional uma lei do Ceará que regulamentava os eventos como prática esportiva e cultural no estado. O relator na CE, senador Otto Alencar (PSD-BA), disse que os rodeios são parte essencial da cultura nordestina e lembra que a atividade gera 600 mil empregos diretos e indiretos, além de movimentar cerca de R$ 600 milhões por ano. Vários senadores pediram vista para analisar o projeto, que volta à pauta na próxima reunião. O senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) anunciou que vai apresentar um voto em separado pela rejeição da proposta.

fonte: Agência Senado

Roberto Veloso (presidente da Ajufe) rebate Renan


A Associação dos Juízes Federais (Ajufe) rebateu em nota as declarações de Renan Calheiros, que chamou de "juizeco" o juiz Vallisney de Souza Oliveira, responsável pela operação que prendeu o chefe da Polícia do Senado.
Roberto Veloso, presidente da Ajufe, classificou o comportamento de Renan como "típico daqueles que pensam que se encontram acima da lei". "Só leva à certeza que merece reforma a figura do foro privilegiado, assim como a rejeição completa do projeto de lei que trata do abuso de autoridade."
Abaixo, a íntegra da nota.
A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) vem a público manifestar repúdio veemente e lamentar as declarações do presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, que chamou de "juizeco" o juiz da 10ª Vara Federal de Brasília/DF, Vallisney de Souza Oliveira, responsável pela Operação Métis, a quem se presta a mais ampla e irrestrita solidariedade.
Vale lembrar que tal operação refere-se a varreduras, por agentes da polícia legislativa, em residências particulares de senadores para identificar eventuais escutas telefônicas instaladas com autorização judicial, com o propósito de obstruir investigações da Operação Lava Jato, o que, se confirmado, representa nítida afronta a ordens emanadas do Poder Judiciário.

Tal operação não envolveu qualquer ato que recaísse sobre autoridade com foro privilegiado, em que pese o presidente do Senado Federal seja um dos investigados da Operação Lava Jato, senão sobre agentes da polícia legislativa de tal casa, que não gozam dessa prerrogativa, cabendo, assim, a decisão ao juiz de 1ª instância.

De outro lado, havendo qualquer tipo de insurgência quanto ao conteúdo da referida decisão, cabem aos interessados os recursos previstos na legislação pátria, e não a ofensa lamentável perpetrada pelo presidente do Senado Federal, depreciativa de todo o Poder Judiciário.

Esse comportamento, aliás, típico daqueles que pensam que se encontram acima da lei, só leva à certeza que merece reforma a figura do foro privilegiado, assim como a rejeição completa do projeto de lei que trata do abuso de autoridade, amplamente defendido pelo senador Renan Calheiros, cujo nítido propósito é o de enfraquecer todas as ações de combate à corrupção e outros desvios em andamento no País.

Roberto Veloso
Presidente da Ajufe

24 outubro 2016

Corpo encontrado no Rio Tocantins é do jovem Frederico

Nas primeiras horas da tarde de hoje (24) foi localizado o corpo do jovem Frederico Oliveira Silva, morador do Bairro Vila Nova.

Informações preliminares confirmam que o corpo foi localizado boiando em frente ao Porto da Balsa no vizinho Estado do Tocantins. 

O jovem Frederico pulou da ponte Dom Afonso Felipe Gregory no final da tarde de domingo. A policia localizou sua moto estacionada na ponte e previu o ocorrido. 

O corpo foi encaminhado para o IML e seguirá para a sua residencia no Bairro Vila Nova, próximo a Escola Vespasiano Ramos, onde deve ser velado. 

IMPERATRIZ_ Morre pipoquinha

foto: do arquivo pessoal de Paulo Ney
Figura carismática da infância de muitas crianças, pipoquinha, não resistiu ataque fulminante do coração e morreu na tarde ontem em sua residência. 

Algumas pessoas marcam a infancia de muitas crianças e para que fiquem eternizado sua imagem, publicamos em nosso blog a imagem simpática deste senhor que vendia pipoca na frente das escolas.

Vá em paz!!!

22 outubro 2016

Crimes diversos anunciam o final de semana em Imperatriz

Foi um verdadeiro pan-demônio na cidade de Imperatriz no final do dia de ontem (21), iniciando com vários crimes. 

Além disso, roubos e assaltos de motos a todo momento também amedronta a população.

Diariamente é possível registrar até mais de uma moto tomada de assalto nas ruas da cidade de Imperatriz, independente do bairro, seja centro ou periferia. Ontem a noite, além dos assassinatos com indícios de acertos de conta de trafico ou crimes passional, uma camioneta foi tomada por assaltantes em pleno centro da cidade. 

Apesar da policia estar mais presente nas ruas, ainda é pouco o índice de recuperação dos veículos roubados. No caso de ontem, a policia agiu rápido e conseguiu encontrar o veiculo que foi abandonado após a perseguição. 

Superintendência de Chicos

Após 8 anos o Chico do Planalto vai sair da superintendência da Defesa Cívil (até que enfim!!!), segundo ele, deixará um grande legado, o prédio da Defesa Civil localizada na área doada pela Industria SUZANO. Apesar de ostentar o mérito, o prédio também já estava construído na mesma área doada pela industria. 

Mas um nome em comum insiste em permanecer. Com o anuncio do prefeito eleito Assis Ramos sobre quem ocupará a superintendência, esta será a terceira vez seguida que o nome 'Francisco' assume a pasta, considerada em tempos de emergências na sua maioria causada por ações naturais, a força máxima de ação e operação do sistema público, que trabalha ou deveria trabalhar em conjunto com a Defesa Cívil Estadual, o Corpo de Bombeiros, no entanto, com a gestão polêmica do Chico atual, as duas instituições sempre foram marcadas por intrigas e polêmicas.

Na ultima gestão Ildon, o Francisco ou Chico Pelicano foi o superintendente, seguido por Francisco ou Chico do Planalto e agora o Chico ou Francisco Vaz, já que todo Francisco é Chico. 

Serão 16 anos seguidos de Chico, o que não altera em nada em competência, portanto, deixamos claro que o texto apresenta apenas o fato da coincidência.

Não conhecendo o histórico do Francisco Vaz, vamos torcer para que as polemicas não sejam a principal marca da nova gestão, e que a organização das barracas da praia seja coordenada pela Cultura ou Turismo, que não exista favorecimento nas casas do PAC, que o barco doado pela CESTE (que está sem adesivo da doação la no yate clube) não esteja com um som automotivo em cima e que os triciclos não sirvam para passear com o cachorro na praia.


Uma bomba de proporção Republicana

A bomba acionada no congresso após a prisão de Eduardo Cunha (PMDB), ex-presidente da Camara dos Deputados, por conta da Operação Lava Jato, que investiga desvios de recursos e propina, parece ter precedentes muito maiores que o previsto. As prisões de agentes do Congresso também norteiam a PF a evitar e punir culpados que sondam as mais diferentes formas de bloquear a operação Lava Jato. 

Por enquanto, quase toda a sociedade aplaude as operações que tiram a limpo a alta esfera da politica brasileira, com exceção dos petistas e aliados que ainda choram sob a faixa da ex-presidente Dilma. 


21 outubro 2016

Canal “Saúde na Estrada” mostra bons resultados da Secretaria de Saúde de Imperatriz


A TV está mostrando o bom funcionamento de projetos vinculados ao SUS. Consultório na Rua e Unidade Móvel Oncológica foram os escolhidos do Maranhão a serem exibidos no Programa

            Durante essa semana a equipe de TV do Canal Saúde na Estrada, ligada a Fundação Oswaldo Cruz, está em Imperatriz acompanhando o trabalho da Unidade Móvel Oncológica e do Consultório na Rua. As gravações iniciaram na segunda feira (17) e seguem até sexta feira (21). Os programas foram escolhidos pela produção da TV em função dos bons resultados apresentados pelo trabalho desenvolvido desde quando foram implantados no município.

            Segundo o produtor, Geraldo Borowski, sua equipe viaja por todo o Brasil em busca de experiências bem sucedidas no SUS. “Nós levamos em consideração a própria experiência dentro do SUS, buscando projetos diferenciados, que desenvolva as boas práticas preconizadas pelo Ministério da Saúde e pelos resultados alcançados junto ao seu público alvo; sempre priorizando os profissionais envolvidos e os usuários beneficiados”, informa Borowski.
            No Maranhão, a Unidade Móvel e o Consultório na Rua são os primeiros projetos a serem mostrados no canal Saúde na Estrada que tem abrangência nacional. Vale ressaltar que além do nosso Estado, na região Norte/Nordeste em 2016 foram mostradas experiências da Bahia, Pernambuco, Alagoas e Tocantins.
                 “A gente viaja o Brasil inteiro, em busca de projetos bem sucedidos dentro da Rede SUS, então nós descobrimos a existência dessa Unidade Móvel e do Consultório na Rua de Imperatriz, e viemos atestar o funcionamento destes serviços, e pelo que já conversamos com alguns usuários, são realmente projetos que tem levado melhorias na qualidade de vidas das pessoas”, diz o repórter do canal Saúde, Eduardo Souza.

Canal Saúde  é uma emissora de televisão do Sistema Público de Saúde (SUS), sediada na Fundação Oswaldo Cruz. Em atividade há 20 anos, está no ar diariamente, das 8h às 24h, com produções próprias e em parceria com produtores independentes e outras instituições. Com um espaço próprio de transmissão, abrange o país todo através de antena parabólica, Web TV diretamente no site http://www.canal.fiocruz.br/, na TV aberta digital pelo canal 2.4 para Brasília e Rio de Janeiro e 3.4 em São Paulo, além canais parceiros (http://www.canal.fiocruz.br/como-assistir/ ). Os programas veiculados no Canal Saúde são produzidos com o propósito de alcançar públicos variados com conteúdos específicos sobre políticas públicas, medicina, cidadania, tecnologia, meio ambiente, sustentabilidade, entre outros. 

Unidade Móvel  Os pacientes atendidos na Unidade Móvel que tem diagnósticos suspeito já passam pelo especialista automaticamente, sem a necessidade de ir atrás de marcação de consulta. Os exames complementares também já são marcados e autorizados pela equipe da Unidade Móvel que dar sequencia ao atendimento que o usuário necessita. Vale ainda ressaltar, segundo Vilenice, que o paciente diagnosticado com câncer por meio da Unidade Oncológica inicia o tratamento bem antes do tempo determinado por lei (no máximo 60 dias após o diagnóstico), o que possibilita maiores chances de cura do paciente “que tem se demonstrado contente com nosso atendimento!”, destaca a coordena­­dora.

Satisfação  No total, aproximadamente 70 mil atendimentos já foram realizados pela Unidade Móvel de Prevenção e Combate ao Câncer que começou a prestar os serviços em novembro de 2013 em Imperatriz. Entre milhares de imperatrizenses que já passaram pela Unidade está a aposentada Aciolina de Araújo que descobriu um câncer através dos profissionais da Unidade. “Eu tinha uma ferida no nariz que coçava e não cicatrizava, daí eu fui consultar na Unidade Móvel que estava aqui perto da minha casa, na Vila Nova; E para minha surpresa, eu fui diagnosticada com câncer de pele, mas graças ao atendimento da Unidade Móvel, eu já fiz logo a biopsia e o tratamento, além de está sendo acompanhada pelo Oncologista. Para mim o atendimento foi ótimo, e graças a Deus, hoje estou curada”, afirma a usuária em seu depoimento a reportagem, ao ressaltar a alegria de ter recebido a assistência necessária dentro do Sistema Único de Saúde por meio da Unidade Móvel.
            Assim como a aposentada Aciolina, milhares de pessoas estão satisfeita, a exemplo de Jessica Gonçalves e Joana Oliveira – que se emociona ao falar do atendimento que recebeu. “Uma vez eu vi duas pessoas na TV pedindo ajuda para tratamento fora, porque estava com câncer em estágio avançado, e eu fique pensando, o que está faltando para essas pessoas é informação, porque se já tivesse descobrido o ‘ônibus’ não estaria nessa situação, porque eu fui atendida com diagnóstico e tratamento em um tempo bem pequeno, e graças a essa equipe, estou curada de uma doença que eu descobri em uma simples consulta de rotina ao ver o ‘ônibus’ no meu bairro”, relata Joana, ao deixar cair uma lágrima do olho.
            Jéssica também está sendo assistida pela Unidade e fala da facilidade que o Programa trouxe para sua vida: “Eu e meu irmão já nascemos praticamente com câncer de pele porque não temos uma proteção natural que as pessoas tem contra o sol, e em função disso, eu fazia tratamento em Teresina, e agora depois da Unidade Móvel, toda vez que a lesão aparece eu venho aqui, o dermatologista, retira com a biopsia e resolve meu problema”, afirma.

Consultório na Rua – Funcionando em Imperatriz há cerca de cinco anos, o Programa Consultório na Rua, leva a centenas de pessoas, atendimento em saúde, possibilitando uma nova realidade aos moradores em situação de rua, que passam a ter uma expectativa de dias melhores. O Projeto, mantido pela Prefeitura Municipal de Imperatriz por meio da Secretaria de Saúde leva atendimento clínico aos moradores de rua independentemente dos locais onde eles se encontram. Praças e Postos de Gasolina são os principais pontos visitados diariamente, pois são os lugares que servem como ponto de encontro destas pessoas.
            O Programa já reconhecido regionalmente pela excelência com que desenvolve suas atividades. Hoje o programa atende cerca de duzentas pessoas, entre elas, moradores de rua, usuários do centro POP e internos do Centro Terapêutico. Estas pessoas são acompanhadas regularmente por uma equipe multidisciplinar, composta por Médico, Enfermeiro, Assistente Social, Técnicos de Enfermagem, Psicóloga e Agente Social.

Maria Almeida/ASCOM

20 outubro 2016

Governo Madeira está pronto para realizar transição para o novo governo


Imperatriz é a única cidade do Maranhão a ter esse procedimento - vamos fazer uma transição responsável e transparente, diz Daniel Souza

            O prefeito Sebastião Madeira instituiu por meio de decreto [nº 039/16] a criação e instalação da Comissão de Transição de Governo, formada por 16 membros, sendo 8 designados pelo atual prefeito e 8 formalmente indicados pelo prefeito eleito Assis Ramos.

            Os titulares das secretarias de Governo, chefe de gabinete do prefeito, Saúde, Educação, Administração e Modernização, Infraestrutura, Fazenda e Gestão Orçamentária, e Procuradoria Geral do Município de Imperatriz integram a Comissão de Transição do prefeito Madeira.

O coordenador da Transição, Daniel Pereira de Souza, assinalou que a iniciativa atende a uma recomendação do Ministério Público do Maranhão e a legislação federal, cuja premissa diz  que não haja interrupção de continuidade na administração pública.

            A meta, explica Daniel, é para que os munícipes e a administração pública continue funcionando normalmente dando vazão as suas demandas, de acordo com o que foi planejado e o que já existe na gestão atual.

            “O novo governo a partir de janeiro, querendo, deverá adotar as medidas que achar necessárias para fazer seu corpo técnico e medidas do novo governo; o nosso compromisso moral é fazer com que haja total transparência a todos os atos da gestão que se encerra até o dia 31 de dezembro”, frisou.

            Ele também mostrará aos técnicos do novo governo, que assumirão uma gestão cujos titulares das pastas não praticaram atos de desvios, de documentos ou bens e poderão seguir o caminho, inclusive pegando o “manche” da administração atual antes mesmo de assumirem o mandato.

            Daniel Souza ressalta que durante esse processo de transição a equipe do prefeito eleito tomará conhecimento de como funciona a “máquina pública” da Prefeitura de Imperatriz.

            “O compromisso da nossa gestão, pelo perfil que é o nosso governo, honrado e de compromisso com a cidade, é não fazer como os que nos antecederam,  que ‘caparam’ os HDs dos computadores, levaram os ar condicionados, saquearam os processos de pagamento e de prestação de contas, e deixaram nossa gestão quase um ano ‘navegando’ às escuras”, comparou.

            Souza também lembra que a maioria do patrimônio público não estava tombado e que foram perdidas cerca de 100 audiências na Justiça do Trabalho por falta de repasses dessas informações à Procuradoria Geral do Município de Imperatriz.


Gil Carvalho-Sidney Rodrigues/Ascom