31 março 2010

Ideológico e sem coração: Blogueiro PTista usa morte de crianças para atacar governo!

Achei que estava demorando, mas até que enfim os assessores da prefeitura resolveram comprar um óleo de peroba pra esses PTralhas.

O interessante disso tudo é que toda a cidade lamentou as mortes de crianças ocorridas em Imperatriz. Se fosse caractetirazado um descaso, o prefeito e a secretaria não seriam perdoados pela população, mas como a cituação é grave e o municipio não consegue reverter por falta de recursos, mostra que a vontade de resolver existe, mas os recursos não!
Desta forma a sociedade abraçou a causa e não condenou o execultivo, a demonstração foi dada também pela governadora que sabe da sua responsabilidade e liberou recursos para que seja implantado mais UTI'S.

Agora, a grande questão, rídicula e condenada pelo Secretário Elson Araujo; A do blogueiro Carlos Hermes do PT em usar a mortes das crianças para fazer sensacionalismo eleitoral, típico, muito típico arti-manha PTralha.

Não reponda a todos secretário, ele não são a voz da sociedade, são PTistas querendo tumultuar o governo, assim como os professores em São Paulo, a CUT hoje, e o MST nas invasões que estam ocorrendo para tumultuar a administração. Foi veinculado no coturno noturno, blog do Jonh Cutrin e Reinaldo Azevedo da veja, a convocação do mensaleiro Dirceu.
Da pra confiar nesse povo? Não dá! São maliciosos, sem projeto e sem coração!
Veja abaixo a nota do secretário que demonstra sua indiguinação com o post do blogueiro, anotem o nome dele, Carlos Hermes, militante do PT.
Até que enfim prefeito, responderam a altura!

Dirigente do PT aproveita caso das UTIs para atacar governo tucano e confundir opinião pública


ELSON


Quarta-feira, Março 31, 2010


Dirigente do PT de Imperatriz, portanto adversário e diretamente interessado em criticar pejorativamente o governo do PSDB, o blogueiro Carlos Hermes usa matéria publicada em O Estado de São Paulo sobre o caso das UTIS para claramente confundir a opinião pública e atacar o governo municipal.


A matéria Ministério Público pede intervenção do governo federal em Imperatriz, trata na verdade do apelo que o promotor de Justiça da Infância e da Juventude João Marcelo Trovão, da Comarca de Imperatriz, fez ao Governo Federal para que amplie a oferta de de leitos de UTI neonatal e pediátrica em Imperatriz, cuja insuficiência tem levado a óbito há vários anos, dezenas de crianças. E não, uma intervenção administrativa como o mencionado blogueiro tenta transparecer.

Na Matéria de O Estadão João Marcelo repete o que tem dito a secretaria de saúde Conceição Madeira “"Se o Ministério da Saúde não ajudar nesse caso, fica impossível resolver esse problema", disse o promotor ao Jornal Paulista.

A Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Imperatriz aproveita o ataque do PT para prestar algumas informações aos leitores


O blogueiro se utiliza do “ titulo da matéria” para atacar , levianamente, o prefeito e a secretaria de saúde.

O blogueiro ataca a secretaria dizendo que com o processo de humanização que ela começou a implementar no Hospital Municipal , com a implantação de um salão de beleza e de uma capela, é uma tentativa de esconder “o caos da saúde de Imperatriz”

Esses mecanismos de humanização já são adotados, com muita eficácia , em várias cidades brasileiras. Aqui em Imperatriz só quem critica a iniciativa são os adversários do governo, como Carlos Hermes.

Vergonha seria a mesmo a secretaria, ciente e consciente dos problemas vividos pelo sistema de saúde da cidade, devido á falta de recursos suficientes para financiar a demanda , “ jogar tudo para debaixo do tapete” e não enfrentá-los de frente , como é o caso das UTIS denunciado anos atrás pela Igreja Católica a organismos internacionais.


Não vale a pena remoer o passado , mas só para efeito de esclarecimento, esse problema da falta de UTI Infantil na rede pública já existia na época do governo de Jomar Fernandes ( PT) a quem o mencionado blogueiro serviu. Naquele governo, como no de agora, foram emitidas diversas ordens judiciais para garantir a internação de crianças necessitadas de UTI.

Naquele tempo a mulher do então prefeito Jomar , também era secretaria, e embora não estivesse na saúde ( ação social) poderia ter intervido e ajudado a resolver o problema.
Na época do governo do PT até ordens de prisão chegaram a ser emitidas, mesmo assim, os dirigentes municipais da época não implantaram nenhuma UTI Infantil no Hospital Municipal , crianças continuaram a morrer na fila de espera.

O problema da falta de UTI Infantil se agravou com o tempo e, só agora, pela primeira vez na história da cidade, o sistema público contará com UTI apropriadas para receber crianças não recém nascidas graças ao “grito de socorro” da secretaria e a conseqüente ajuda do Governo do Estado

Serão implantadas inicialmente dez unidades no Hospital Municipal , na verdade 12, porque duas serão para isolamento, beneficio resultado de uma parceria com o Governo do Estado.


Conceição Madeira não tem nem três meses no comando da saúde e já são visíveis os resultados de seu trabalho com a atualização, gradual do pagamento de fornecedores e prestadores de serviço; a humanização dos hospitais mantidos pela Prefeitura e, agora a conquista , junto ao governo, do Estado de uma bateria de UTIS Infantil. Nesse sentido, se o Governo Federal fizer sua parte essa oferta pode ser aumentada.

Convém esclarecer, mais uma vez , que foi da secretaria Conceição Madeira, a iniciativa de se reunir com Ministério Público, relatar a realidade do sistema de saúde local e convidá-lo a visitar os dois hospitais do município.


Se quisesse esconder algo, como acusa o inquisidor blogueiro do PT Carlos Hermes, ela não teria permitido que essa assessoria acionasse a imprensa.

Sozinho, com os recursos congelados há quatro anos, seria impossível o município resolver essa situação. Foi preciso muita coragem da doutora Conceição se expor ao desgaste, e às criticas virulentas de adversários políticos como o blogueiro dirigente do PT Carlos Hermes, que aproveita a ocasião para tentar desgastar o governo.

Incompetência e irresponsabilidade seria deixar tudo do jeito que a coisa vinha rolando sem revelar nada para a sociedade e não pedir os apoios necessários.
Se a secretaria, a quem o blogueiro chama de incompetente permanecesse calada, a cidade não dobraria, como já foi acordado, o número de leitos de UTIs, incluindo a bateria de UTI Infantil que será instalada no Hospital Municipal, e ainda não teria agendado audiência com o ministro da saúde.
O problema da saúde pública de Imperatriz não reside apenas na questão da UTIS, existem outros problemas, e todos serão corajosamente enfrentados pela secretaria de saúde com o apoio do prefeito Madeira.

Na quarta-feira da semana que vem a secretaria de saúde e o prefeito serão recebidos pelo ministro da saúde ( audiência marcada) onde eles terão a oportunidade, com números, de mostrar um diagnóstico da saúde e cobrar dele maiores investimentos para o sistema de saúde local

PAC: Prometa 2 entregue meio.

O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2. Deve ser caso único na história em que uma nova ação é anunciada sem que a anterior mal tenha começado: até agora, o PAC lançado há três anos e dois meses só completou 11% das obras previstas.


Há um lado bom no evento de hoje: ele escancara com todas as cores o fato de as ações da gestão petista mirarem exclusivamente o marketing e os objetivos eleitorais. Realizá-las e, com elas, beneficiar a população é algo de menor importância para o PT.

O PAC foi uma grande sacada do departamento de propaganda petista. Enfeixa numa marca-fantasia um monte de obra que já existia; junta outro tanto que o setor privado já programara fazer; adiciona cifras liberadas para empréstimos que terão de ser pagos por seus tomadores; e é temperado com uma boa dose de contabilidade criatividade. Tudo adicionado, oferece-se ao distinto público vistosas somas de investimentos, num tom do "Brasil Grande" do regime militar.

Entre a embalagem e a realidade vai distância enorme. O ritmo das obras é sofrível; o descuido com procedimentos prudentes - como licenciamentos adequados e cálculos de custos precisos - é evidente; a manipulação eleitoral é gritante, com "inaugurações" feitas em meio a barro e que a mais barro retornam horas depois. Vejamos isso em números.
Dos 12.163 empreendimentos do PAC 1, apenas 1.378 foram concluídos (10,7%), de acordo com levantamento da ONG Contas Abertas. Além disso, mais da metade (54%) das ações listadas nem mesmo saíram do papel. (Estamos falando de um governo que governa há sete anos e três meses e de um programa que existe há três anos e dois meses!)

Mas a ineficiência não impede que Lula e dona Dilma viajem pelo Brasil para "inaugurar" empreendimentos que voltarão a ser canteiros de obras, como revelou a Folha de S.Paulo. O jornal mostrou que, de 22 obras entregues pelo presidente e pela ministra desde outubro, 13 (60%) não funcionam efetivamente. Em um dos casos, a barragem inaugurada em Jenipapo de Minas (MG) não tem licença ambiental nem prazo para entrar em operação.

Há artimanhas de todos os tipos, para todos os gostos. O repertório também inclui inaugurar obras que não tiveram um centavo investido pelo governo federal, como mostrou O Globo. Os exemplos vão do Hospital da Mulher de São João de Meriti (RJ) a um posto de saúde bancado exclusivamente pela prefeitura de Juiz de Fora e pelo governo de Minas - ambos tucanos.

A pantomima vai mais longe e afronta a lei. Lula e Dilma não se furtaram a inaugurar obras consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU), como foi o caso da Refinaria Presidente Getúlio Vargas, em Araucária (PR), há duas semanas. Ou a "inaugurar" repetidamente obras que ainda nada são, como o Complexo Petroquímico do Rio, três vezes visitado pelo presidente e sua candidata-ministra, e igualmente condenado pelo TCU.

O problema do PAC 1 não é apenas o atraso ou a inexistência das obras. A forma como o programa se apresenta é incrível e deliberadamente enganosa. Dá-se a entender que esforços de municípios, estados, empresas particulares, investidores estrangeiros e mesmo cidadãos sejam méritos exclusivos do governo federal. Na linguagem popular, trata-se da velha cortesia com chapéu alheio.

A participação efetiva do governo federal é irrisória. De todo o conjunto de ações do PAC, estimados em R$ 643 bilhões pelo governo, coube à União desembolsar até agora apenas R$ 27,2 bilhões, de acordo com o Siafi. Isso equivale a 4,2% do anunciado pela propaganda. De novo: tudo isso, passados três anos e dois meses de existência do programa.

Com tantas artimanhas, o PAC revela-se tão artificial quanto a candidata que dele se vale para tentar perpetuar-se no poder. O país precisa de fato de obras estruturantes, mas precisa de alguém que as saiba fazer - algo que os jornais não se cansam de mostrar que está ocorrendo na São Paulo de José Serra. O PT optou pela empulhação, como, mais uma vez, se verá na tarde de hoje, no lançamento do PAC 2. Papel aceita tudo; o eleitor não.
Fonte: Pauta em Ponto

Swot serviços: Empresa ja recebeu 1.3 milhões em três meses para fazer festa para promover Dilma.

O governo federal preparou para esta segunda-feira (29/03) um megaevento para lançar a segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Segundo informações divulgadas no Diário Oficial da União de hoje, o evento custará pelo menos R$ 169,2 mil aos cofres da Presidência da República (veja a publicação). O valor inclui a locação do espaço, coquetel, locação de equipamentos e outros serviços prestados pela empresa Swot Serviço de Festas e Eventos, vencedora da licitação. Para o lançamento da segunda fase do programa, estima-se que aproximadamente 1.200 pessoas foram convidadas, entre ministros, governadores, prefeitos e empresários.


Com a presença de autoridades de todo o país, a cerimônia marca ainda a despedida da ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, que deixa o governo na próxima quarta-feira para dedicar-se integralmente à campanha presidencial. No evento, a ministra apresentará as linhas gerais do programa que prevê investimentos de R$ 1,59 trilhão, especialmente nas áreas de saneamento básico, habitação, além de ações com melhorias em favelas e centros urbanos. A cerimônia de lançamento do PAC 2 acontece desde as 11 horas no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, no centro da capital federal.

Mas a Presidência da República não é o único órgão público federal freguês da Swot Serviços. Em 2009, a empresa recebeu cerca de R$ 845,6 mil de diversos ministérios, tribunais e universidades, além da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Controladoria-Geral da União (CGU). Já nos três primeiros meses deste ano, a empresa recebeu mais R$ 1,3 milhão por serviços prestados aos órgãos federais. Veja aqui a relação de ordens bancárias emitidas em favor da empresa em 2009 e 2010.

Contas Abertas

Não haverá intervenção do PT do Maranhão: "Os petistas consideraram que o PCdoB do Maranhão é mais ligado ao governo de Roseana Sarney do que o próprio PT"

PT decide não intervir no diretório maranhense, que apoiará candidatura de comunista ao governo do estado em vez de Roseana Sarney, do PMDB, e instaura crise entre os dois partidos

De Denise Rothenburg:
O comando nacional do PT já avisou aos petistas maranhanses que, se depender dos principais comandantes do partido, não haverá intervenção no diretório estadual.
A medida foi cobrada pelo PMDB por causa da decisão do PT do Maranhão de apoiar a candidatura de Flávio Dino (PCdoB) ao governo do estado em vez da governadora Roseana Sarney (PMDB), que disputará a reeleição.
A avaliação dos petistas — feita numa reunião entre o presidente da sigla, José Eduardo Dutra, os líderes partidários e ministros filiados ao PT — foi a de que não há muito o que fazer agora.
Os petistas consideraram que o PCdoB do Maranhão é mais ligado ao governo de Roseana Sarney do que o próprio PT. Portanto, caberia ao PMDB maranhense atrair os comunistas a fim de evitar a candidatura de Flávio Dino contra Roseana.
Para completar, afirmam, o PMDB em nenhum momento retirou a candidatura de Geddel Vieira Lima, que concorrerá ao governo da Bahia contra o atual governador, Jaques Wagner (PT), que tentará a reeleição.
A intenção dos petistas em fazer “cara de paisagem” ante a decisão do PT estadual promete abrir uma crise entre os dois partidos que pretendem seguir juntos na campanha presidencial.
O clima de desconfiança foi criado justamente na véspera do dia em que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), deixa o cargo para se dedicar exclusivamente à montagem dos palanques estaduais e à campanha da corrida pelo Palácio do Planalto.

Do blog do Noblat

30 março 2010

O líder da organização criminosa José Dirceu convoca manifestação: Serra, não nos tire o cartão corporativo!


O líder da organização criminosa "José Dirceu" faz a convocação da bagunça. 
No seu blog o mensaleiro consultor organiza uma manifestação para tentar impressionar de forma ruim a saida de José Serra do governo, o que o mala sem alça do Dirceu não abre o olho, é pra perceber que a população não é mais tão idiota. Claro que estarão por lá uma carrada de PTralha, aqueles mesmo que fizeram uma manifestação com os professores em São Paulo e tentam fazer a todo momento invasões com o MST.

O medo de perder o poder e a chave do cofre, leva esse malaco José Dirceu ao extremo, uma mobilização guerrilheira, uma tentativa de manipulação de alguns, que dividem a fatia que o governo remete as ONG'S que depois chegam aos seus cofres particulares.

"Esta chegando a hora, vamos da um chute na bunda desses mensaleiros PTralhas!"

Convocação geral a toda juventude de Imperatriz, não podemos deixar esse ato impune! É amanhã!

Amanhã dia 31/03, na praça Mané Garrincha.


Manifestação contra a violência!


A convocação esta sendo feita pelo prof. Denis, que aguarda alunos, professores e comunidade em geral, que não concordem com injustiças.


Desta vez foi a violência foi praticada contra o prof. Jeferson, mas poderia ser contra qualquer um.


"Ele foi alvejado a tiros por algumas pessoas que acreditam que podem tudo, ou andar acima da lei." 


Não podemos deixar de comparecer a este ato contra a violência, é necessario uma intervenção do MP neste caso, estão querendo abafar, essa é a hora em que a juventude se une e mostra sua força. 


"Governadora, precisamos da sua interferência, mostre que você é do lado da justiça. Mande investigar e puna os culpados!"


Toda a juventude esta convocada, as grandes mudanças ocorreram pela força e união da juventude, precisamos unir novamente, desta vez contra o coronelismo.


Não deixe cair no esquecimento!

29 março 2010

Um convite especial !!!

Flávio Dino, Roseana, Jackson, Dilma e o poste.

FLÁVIO DINO GOVERNADOR

A interferência do presidente Lula não foi o bastante para que os filiados do PT no Maranhão seguisse a recomendação pelo apoio ao PMDB. Dos 172 que compareceram, apenas 2 votos fizeram a diferença e decidiram pela aliança com o PC do B.
O Partido Comunista vem se articulando já algum tempo, mas a diferença dos votos mostraram que ta fácil haver uma interferência externa.
O desejo de alguns petistas em dividir o palanque com Roseana foi por água abaixo. Com o passar do tempo, claro que os que estiveram com o governo, vão continuar com o governo, como a unanimidade não prevaleceu as divisões aconteceram mesmo sem a unidade.
Então fica assim, metade do lado de lá, outra metade mais dois do lado de ká!

COMO TUDO É POSSIVEL...
Como já dizia Jesus Cristo, tudo é possível para aquele que crer... Dino pode vir a ser governador, baseado nesse aspecto, vamos ver quem fará companhia no seu possível mandato:

MÁRCIO JERRY- Ex-assessor de comunicação da prefeitura de Imperatriz, ex-assessor de comunicação de Terezinha Fernandes e ex-PTista.

TEREZINHA FERNANDES- ex-Deputada Federal, eleita com o patrocínio todo especial da Prefeitura Municipal de Imperatriz. E alguns empresários que trocaram o cheque com juros amigáveis de 10% ao mês. Uma barganha!

JOMAR FERNANDES – ex-Deputado Estadual, ex-prefeito, avalista da campanha da sua esposa Terezinha (currilo acima), o prefeito que reformulou os conceitos ambientais do Maranhão, com a construção do aterro sanitário de 2 milhões.

TRÊS PALANQUES PARA DILMA
Com o resultado da eleição do PT, será mais um palanque para Dilma. O PT/PC do B, o PMDB de Roseana e o PDT de Jackson Lago. Isso pelo menos na teoria, mas o que vemos é a decisão do ex-governador em aliar-se com o PSDB, assim contrariando também a indicação nacional, fazer o que? Ou contraria, ou fica sem apoio! Lula não esta e nunca esteve preocupado com Jackson, é só olhar como ocorreu sua cassação.
O único partido que tem reais chances de apoiar Jackson é o partido tucano, que possui as Prefeituras das duas maiores cidades do Maranhão e a Capital.
Se Dilma terá o terceiro palanque... Vai ficar difícil, com a aliança PDT/PSDB os tucanos não aceitariam dividir, mas fazer uma campanha diferente, levando José Serra para o lado Jackson do PDT.

LULA, AMIGO DA GOVERNADORA, SERÁ ?
O presidente Lula vem demonstrando que é um verdadeiro líder da ideologia dele mesmo.
Primeiro a PF aperta fiscalização no irmão de Roseana, Fernando Sarney.
Finge que quer barrar a candidatura de Sálvio Dino, logo depois da decisão, permanece calado para ver o que vai da! Se Lula tivesse interferido, Dino não era candidato, assim, não teria uma segunda opção na eleição petista.
No Maranhão o presidente não deu nem uma demonstração que é aliado de Roseana, a não ser inaugurar algumas maquetes. Quem acredita que não foi tudo combinado!
A briga para ter um palanque com Dilma esta disputado, querem saber o resultado?
O RESULTADO
O resultado é previsível, então vamos ver:

Lula não elegeu Roseana em 2006, olha que o palanque era histórico!
Lula não elegeu Marta em São Paulo, o presidente foi a campo, mas não conseguiu!
Lula não elegeu Mercadante, olha que dizem que ele elege até porte!
Lula não elegeu Tarso Genro e nem Olívio Dutra, falando nisso onde foi parar ele mesmo?
Não sei qual a intenção de Roseana em trazer o simpático e animador de palco Lula, para seu palanque.
Se o presidente elege até poste, vai ficar difícil ele eleger alguém dessa lista, pois o poste não será candidato!
***********************************************************************


Correção: Onde estiver Sálvio Dino por favor me perdoe, é Flávio Dino, não tive a intenção, mas ja que esta, deixa aí, pra que agente não confunda mais. O Sálvio é pai de Flávio e muitíssimo amigo da governadora. correção ás 21:17 h.

27 março 2010

Que país é este? Homenagem a Renato Russo que hoje completaria 50 anos


Ninguém respeita constituição...

Parabéns Renato, com certeza músicas com letras direcionadas pra época, mas que parece ser eternizada, pelo ciclo vicioso que existe em nossos políticos até hoje!
Este hino da banda legião urbana reflete nossa luta atual, contra os que acreditam andar acima da constituição.
Que país é este ?

José Serra volta a crescer nas pesquisas



O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, abriu nove pontos de vantagem sobre a petista Dilma Rousseff e voltou a ser líder isolado na corrida ao Palácio do Planalto.
Pesquisa Datafolha realizada nos dias 25 e 26 deste mês mostra o tucano com 36%. A petista tem 27%. Há um mês, eles tinham 32% e 28%, respectivamente, no mesmo cenário.
Como a margem de erro da pesquisa Datafolha é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Serra apresentou crescimento real -embora tenha retornado ao patamar de dezembro, quando tinha 37%.
Já Dilma, pela primeira vez não apresentou crescimento na sua curva de intenção de votos: a petista oscilou negativamente um ponto percentual.
No mesmo levantamento, Ciro Gomes (PSB) ficou com 11% (tinha 12% em fevereiro e 13% em dezembro). Marina Silva (PV) está estacionada e manteve os mesmos 8% obtidos em dezembro e há um mês. Indecisos, brancos e nulos somam 7% e 11% não souberam responder.
Quando o Datafolha exclui Ciro da lista de candidatos, o cenário fica semelhante. Serra vai a 40% contra 30% de Dilma -a diferença entre ambos passa de nove para dez pontos, mas essa variação está dentro da margem de erro.
Sem Ciro, Marina pula para 10% e continua sem ameaçar o pelotão da frente.
2º turno e rejeição
As simulações de segundo turno seguiram os cenários de primeiro turno, com a recuperação de Serra. Numa hipotética disputa entre Serra e Dilma, o tucano venceria hoje com 48% contra 39% da petista -uma distância de nove pontos. Em fevereiro, os percentuais eram de 45% a 41%.
Em termos de rejeição, do ponto de vista estatístico, os quatro principais concorrentes estão empatados no limite da margem de erro, mas quem numericamente tem o pior índice é Ciro Gomes, com 26%. Colados a ele vêm José Serra (com 25%), Dilma Rousseff (23%) e Marina Silva (22%).
Espontânea e nanicosAs curvas da pesquisa espontânea, quando o entrevistado diz em quem deseja votar sem ver uma lista de nomes, têm uma evolução discrepante do levantamento estimulado.
Diferentemente do que ocorreu na pesquisa em que o eleitor vê seu nome, em que está estabilizada, Dilma continuou sua curva ascendente no levantamento espontâneo. Tinha 8% em dezembro, passou a 10% em fevereiro e agora chegou a 12%.
Esse percentual a coloca à frente de Luiz Inácio Lula da Silva (8%), que, até dezembro, liderava com folga a pesquisa espontânea. Isso mostra que a cada pesquisa o eleitor deixa de citar o nome do atual presidente porque vai percebendo que o petista não será candidato.
Serra pontuou 8%, o mesmo percentual de dezembro. Ciro e Marina marcaram 1% cada. Houve também 3% para "candidato do Lula" e 1% para "no PT/candidato do PT".
Pela primeira vez o Datafolha pesquisou candidatos de partidos pequenos. Por enquanto, só Mario de Oliveira (PT do B) conseguiu menções para pontuar 1%. Todos os demais estão abaixo desse patamar.
.............................................................................................................................................................
A recuperação de José Serra na pesquisa Datafolha tem fatores principais, entre eles seu desempenho na região Sul, no eleitorado mais pobre e com o público feminino. Dilma Rousseff, que havia crescido em todas as regiões em fevereiro, agora ficou estagnada ou até oscilou negativamente em vários segmentos do eleitorado.
No Sul, que concentra 14% dos eleitores do país, Serra subiu dez pontos percentuais, de 38% para 48%. Dilma, que fez carreira política no Rio Grande do Sul, não se consolidou ainda entre os gaúchos e registrou uma queda de 24% para 20%.
Os 28 pontos percentuais de diferença no Sul são a maior dianteira de Serra sobre Dilma no aspecto geográfico das intenções de voto do Datafolha.
Entre os eleitores que ganham até dois salários mínimos (R$ 1.020), ou 52% da amostra do Datafolha, Serra subiu de 30% para 35%. Dilma oscilou de 29% para 26% -apesar de um dos principais programas do governo Lula ser o Bolsa Família, que beneficia a população de baixa renda.
Serra aumentou sua vantagem no eleitorado feminino. Em fevereiro, o tucano já liderava (33% a 24%). Agora, tem 15 pontos a mais (37% a 22%).
Do ponto de vista apenas numérico, os quatro pontos percentuais que Serra obteve na soma geral da pesquisa Datafolha (de 32% para 36% das intenções de voto no país) tiveram as seguintes origens: um ponto de Dilma (que caiu de 28% para 27%), um ponto de Ciro Gomes (cuja taxa oscilou de 12% para 11%) e dois pontos entre os que declaram ter intenção de votar em branco, nulo ou em nenhum nome.
Dilma, que variou negativamente dentro da margem de erro, manteve seus percentuais em segmentos importantes.
Por exemplo, na região Sudeste (42% do eleitorado), Dilma ficou com 24%, o mesmo percentual de fevereiro. Serra oscilou para cima, na margem de erro, de 38% para 40%.
No Nordeste (28% do eleitorado), Dilma tinha 36% em fevereiro e agora está com 35%.Serra saiu de 22% e foi a 25%, numa região na qual o PT conta como seu maior reduto por causa da popularidade de Lula.

PTralhas: Engraçado, da mesma forma que ele aparece... desaparece!

Sr. Marco Sintra! O nome não me é estranho, mas estranho é a forma a qual o sr. aparece. 
 Engraçado, é da mesma forma você se esconde. 
Andei analisando alguns comentários seus nos blogs da cidade, pelo que ví, gosta de da uma apimentadinha nos acontecimentos do governo tucano de Imperatriz. 
Engraçado, da mesma forma que aparece... desaparece!
Com comentários afinados, com uma perfeita demonstração que conhece o que esta falando... 
Mas da mesma forma que aparece... desaparece!  
Por acaso você não seria, aquele mesmo Marco Cintra que trabalhou no governo de Jomar finado  Fernandes? Se é! Deve ser penalizado pela mesma incompetência PTralha. Me mostre suas mãos! O que foi mesmo que você fez pela cidade, a não ser fazer parte da elite dos pontos sociais da época em que a estrela imperava!  Por que com a mesma velocidade que aparece resolve se dissipar? Por que faz um favor para Imperatriz, fica no mesmo lugar que Jomar e Terezinha estão, no sarcófago

Sr. Cintra, seu ódio pela administração tucana deveria ser revertido a seus próprios companheiros, que estiveram no poder e...  Se lambuzaram com ele! 
Quem tomou o governo da incompetência petista, foi Ildon Marques, não foi Madeira. Na verdade Ildon não tomou! Vocês entregaram a ele, de graça! Graças a incompetência petista!
Seu comentário falando que Lula foi melhor que FHC esta liberado, da forma que você quer, bem em cima de um post meu que não tem muito haver com o comentário seu, isso demonstra que sua ideologia mesmo com o passar do tempo, ainda continua no mesmo nível, aquele da escala mais PTralha da civilização.

Parabéns pelo seu comentário! Mostra que você deve ter perdido um bom tempo buscando informações do governo Lula para comentar em nosso blog, devido a sua preocupação, vejo que nossos comentários estão realmente fazendo a função social a qual esperamos, de mostrar a sociedade os péssimos tempos que nosso país pode entrar se a mãe do PAC vir a ser eleita. Quanto a mostrar a evolução do governo Lula, tenho dois comentários:

1- A eleição é entre Serra e Dilma, com todo respeito aos outros candidatos, por que a comparação ridícula de FHC com Lula?  Parece que os PTistas tentam fugir do debate. O que mesmo essa... Dilma fez pelo país? Quantas eleições essa tal de... Dilma disputou? Qual a experiência que essa doutora Dilma tem para governar nosso Brasil?                              
Tenha o senso do ridículo!

2 - Lula e Mantega agradeceu o ótimo país que foi recebido do governo tucano. Por que você não calça a sandalia da humildade e aceita o grande homem que FHC foi para a história recente deste país!?
Para exemplificar minha afirmação uso as palavras copiadas do tunico com a criação de Reinaldo Azevedo;

"Estou certo de que os tucanos, estivessem no governo, não teriam feito, NA ECONOMIA, nada muito diferente do que fizeram os petistas. Mas estou igualmente certo de que, estivessem os petistas no lugar dos tucanos em 1995, e hoje nós seríamos o mais ocidental dos países africanos."


Então Sr. Cintra para que não fique na dúvida, vamos comparar Serra e Dilma, ao final do mandato de Lula ele faz o debate com FHC, para comparar quem foi o melhor governo, isso é! se ele aceitar e não fugir como fez na eleição de 2006. Só pra deixar registrado, Lula nunca ganhou de Fernando Henrique, foram duas surras que Lula tomou, quem sabe no debate de 2011 proposta pela veja, Lula não tome outra surra?!



26 março 2010

Carta a Reinaldo Azevêdo: Zequinha Sarney diz que não tem culpa do sobrenome.


UMA NOTA DE ZEQUINHA SARNEY A ESTE BLOG E UMA RESPOSTA DE REINALDO AZEVEDO

sexta-feira, 26 de março de 2010 | 16:05

Recebo do deputado Sarney Filho (PV-MA) a nota que segue. Faço considerações em seguida:


Ao jornalista Reinaldo Azevedo
À propósito de nota publicada em seu blog em 18 de março, sem entrar no mérito de suas referências à minha família, lamento que no momento em que enfrentamos talvez a mais difícil batalha contra setores atrasados do agronegócio que pressionam para desfigurar o Código Florestal, abrindo brechas para novos desmatamentos, inclusive de matas ciliares você, com a responsabilidade de formador de opinião, tenha preferido embarcar no discurso de alguns parlamentares sem compromisso com a sustentabilidade. Causa-me também perplexidade a tentativa leviana de denegrir a minha luta de mais de 20 anos em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida - como cidadão, ex-ministro do Meio Ambiente e como parlamentar- e de desqualificar o papel da sociedade civil nessa missão. Julgar alguém pelo sobrenome nos remete ao direito romano, no qual as famílias eram escravizadas pelas dívidas dos pais. Na Alemanha nazista, o sobrenome era motivo de prisão e morte. Graças a Deus, a civilização avançou, embora alguns ainda continuem na barbárie.
Sarney Filho
ComentoEpa! Devagar, deputado!
Compreendo que o senhor não queira, especialmente depois de ontem, entrar “no mérito” de minhas referências sobre a sua família. Há 13 milhões de motivos depositados na Suíça para isso, não é mesmo?
Não concordo com a sua leitura do Código Florestal. Acho desinformada e preconceituosa. Se o senhor quer criar a lista de “exterminadores do futuro”, então eu vou incluí-lo na lista dos “promotores da fome”. Sei que isso pode não ser estranho à gente sofrida do Maranhão profundo, se é o caso de falar em barbárie.
“Setores atrasados do agronegócio?” E é o senhor que vem reclamar de “preconceito”?
Quanto a seu sobrenome, huuummm… É certamente um exagero o senhor se comparar a um judeu perseguido na Alemanha nazista. No Maranhão, os Sarneys estão, metaforicamente falando, é claro, mais para quem manda prender do que para quem é preso. Quanto aos romanos, lembro que o senhor jamais sofreria as conseqüências das dívidas da família. No máximo, pode ser beneficiado pelo patrimônio. O senhor não tem culpa, é claro.
Então, se o nome lhe pesa, parafraseio Julieta num de seus momentos intensos com Romeu:
“Zequinha, Zequinha, por que és Zequinha? Renega o pai, despoja-te do nome”!
Viu só como sou, deputado? É falar em Sarney, e eu logo respondo com Shakespeare.

Presi mente Lula entrega casas sem azulejos e diz que o projeto não tinha!

Hoje Lula entregou, em Osasco, cidade administrada por um petista, apartamentos que não tinham azulejos. Ou alguém roubou as peças ou os apartamentos não estavam prontos. Mas Lula preferiu a mentira. Informou que, agora, o Governo Federal não está entregando mais os apartamentos com azulejos, porque as pessoas depois arrancam e querem botar do seu jeito. Acima, podemos ver o Manual do Minha Casa, Minha Vida. Tem 40 páginas e um memorial descritivo completo, que exige azulejos nos apartamentos. Dá até as medidas. Todos os projetos, em todo o Brasil, são obrigados a seguir o regulamento. Menos o prefeito petista de Osasco. Menos o Lula. O Lula pode tudo. Pode até mentir descaradamente que ninguém denuncia. Ninguém, uma ova. Aqui neste Blog, como ele mesmo diz, a gente mata a cobra e mostra o pau! Mas perto da falcatrua da Bancoop, o que é um apartamentinho sem azulejos?


coturno noturno

Dilma presi mente!


Vítima da candidata PTista

A candidata do PT é um saco de pedra na garganta do eleitor brasileiro

Estamos perdendo os valores naturais, o respeito por nossa história. A candidata imposta por Lula, tem um istorico de vergonha.
 Você votaria em um candidato que seu passado é uma vergonha nacional?

25 março 2010

Professores se prezam ao ridículo em São Paulo para carregar bandeira do PT


Professores se prezam a um trabalho ridículo de ser "fantoche" do presidente. Eu achei que ja tinha visto tudo, mas não acreditaria que o presimente poderia conseguir usar pessoas tão cultas, pelo jeito, a forma populista irresponsável de fazer política do Lula não agrada somente a classe mais baixa, com todo o seu sensacionalismo. 
Essa foto vai ficar legal no orkut de um aluno dizendo: Este é meu professor, deFEDENDO o partido mais corruPTo da nação.
Veja onde nossa sociedade esta chegando, em um país onde o partido do presidente é o mais corruPTo, os interessados na continuação da maladragem, se vestem de palhaço e tentam manipular a sociedade com suas palhaçadas. Como sempre, veremos nessas manifestações bandeiras da CUT e do PCdoB, a bandeira antes vista nesse tipo de manifestação ficou no armário dos ditos revolucionários, uma tal bandeira com uma estrela solitária e no fundo escrito demagogicamente, PT. Vivemos, ou sobrevivemos em uma sociedade que facilmente transfere os conceitos assim, o erro, a robalheira, os mensaleiros são vistos como os corretos e os homens que tentam mudar a nossa sociedade, trazer dignidade tende a ser visto como um PTralha é.
Este é o país das inversões, o país da sacanagem, só espero não vê-lo como o país da Dilmaldita!
Pobres idiotas!

Comentando... Comentando... Comentando...

Alianças
Com a aproximação do processo eleitoral as coisas começam a desenrolar, o certo é que nessa eleição quem não tem rabo preso com o executivo tem mostrado que pode esta de qualquer lado e a questão ideológica ficaria em segundo plano, a não ser quem eu acredito não aliar-se por um favorzinho que são os partidos de extrema esquerda e esquerda. Onde não esta incluído o PT, por favor não confundam minha analise!

Madeira
Algo ainda improvável, é a opinião do prefeito quanto a alianças de seus coligados tucanos em relação a alianças com outros partidos, principalmente os ligados a Roseana, que pelo menos na teoria seria de oposição a opinião do psdb no Maranhão.
Segundo Buzuca seu apoio a Cleber Verde é de consentimento do prefeito, será?

Vereadores.
Entre alguns vereadores o sentimento que volta. Que o prefeito teria os deixado sem apoio, na analise de um,  estaria excluindo alguns vereadores, como Zé do Creia, Buzuca, Edimilson Sanches, que os mesmos reclamam do afastamento homem forte do execultivo, segundo o que se ouve, não haveria necessidade de tal distanciamento, o respeito pelo "líder Madeira" ainda existe, seria fácil resolver problemas na mesa do executivo, ou naquela cadeira da sala fria...
O que parece ser, não é exatamente o que é! Vale a pena ouvir suas bases, aqueles que a seu convite, decidiram que o 45 teria a melhor proposta.

Zé do Creia
Na eleição de 2006 ficou por 18 votos na legenda do PRP, quando procurou apoio aos detentores do poder, o prefeito Ildon Marques não acreditou no homem que hoje é liderança. Aí que entra a visão da liderança, uma visão futura de Madeira, que o convidou para compor o seu projeto e hoje é vereador tucano. É ou não é parceiro prefeito? 

Vitórias e Derrotas
Todos nós passamos ou vamos passar por ela um dia! Mesmo aqueles que acreditam na sua superioridade um dia enfrentará algo parecido. 
Nas derrotas aprendemos como não devemos fazer!
Nas vitórias, devemos ser cautelosos, não esquecer aqueles que sempre tiveram do lado. As vezes duram por muito tempo, mas é bom sabermos: Temos que matar um leão todos os dias, mas pode ser que um dia não tenhamos nem um pra matar! 

Golias e Davi
Assim aconteceu com o desesperado Dr.Antonio Pereira, o mesmo tentou de todas as formas derrubar Daniel Macêdo. O Dr. acredita que seus votos estão sendo tomados pelo jovem candidato, que tem se mostrado competente nas escolhas das alianças e articulações dentro da região. Foi por isso que Dr. resolveu boicotar o jovem dentro do governo. É uma novela, e ainda esta no primeiro capítulo!








Adiada a farra da Serra Pelada, o presidente não pode vir, mas pode adiar a esperança de 40 mil pessoas

Lula adiou a farra que seria feita na Serra Pelada neste final de semana. Como tudo neste ano de eleição deve ser um Show, o presidente resolveu que a viagem de 40 mil garimpeiros deveria ser adiada, por um único motivo, o LULA não pode vir este final de semana! rs é boa
Mais uma oportunidade para Lobão, Gessé e Lula e provavelmente a boneca inflável, vir gastar o dinheiro público e fazer a FARRA presidencial.
Assim é fácil, na verdade muito mole, atirar com a pólvora alheia, nossa pólvora!

Madeira: Próximo de concluir o asfaltamento do maior bairro de Imperatriz


ASFALTO: Bacuri 80% da óbra concluída



Imperatriz - Oitenta por cento dos 4, 5 quilômetros de asfalto que a Prefeitura faz no bairro do Bacuri, já estão concluídos. Informa o secretário de infraestrutura Roberto Alencar, que ontem pela manhã convidou o prefeito Madeira para ver o andamento da obra, realizada pela Construtora Guterres, que nosúltimos dias acelerou o serviço.
Uma das ultimas ruas a receber o asfalto foi a General Ernesto Geisel, uma das mais antigas do Bacuri , que há anos não apresentava mais condições de trafegabilidade.
Na semana passada um trecho da Coronel Manoel Bandeira também recebeu asfalto. Outro trecho da mesma rua que também será asfaltado
fica Euclides da Cunha e Henrique Dias. “ Vamos fazer uma festa quando o asfalto chegar” garante a pequena comerciante Edite dos Santos.
Moradores das Rua Sete, 01, 02, 03 e 04 há mais de duas semanas comemoram o asfalto novo. “ Nesse projeto vamos asfaltar um total 4, 5 quilômetros o que deve resultar no final da pavimentação em pelo menos dez ruas; mas com um recurso que a gestão Madeira conseguiu junto ao Governo do Estado será possível realizarmos pelo menos mais 15 quilômetros em outros pontos da cidade” informou o secretário Roberto Alencar.
Assim como ocorrerá na Santa Tereza, as ruas do Bacuri que estão sendo asfaltadas também vão receber novas luminárias o que para a gestão Madeira significa também investir em segurança pública.


Noticias de Imperatriz

24 março 2010

PAC 3 anos: metade das obras permanece no papel


Novo levantamento realizado pelo Contas Abertas, a partir dos relatórios estaduais divulgados na última sexta-feira pelo comitê gestor do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), revela que 1.378 projetos foram concluídos após três anos de existência do programa. O número, que inclui os três eixos: infraestruturas logística, energética e social-urbana, representa 11,3% de um total de 12.163 empreendimentos listados nos relatórios de 24 unidades da federação. Segundo o novo levantamento, 46% das ações do programa estão em andamento ou já foram entregues, enquanto metade (54%) delas sequer saiu do papel desde que o PAC foi lançado em 2007 (veja tabela).

As informações, que englobam investimentos previstos pela União, empresas estatais, iniciativa privada, e de estados e municípios entre o período de 2007 a 2010 e pós 2010, foram atualizadas até dezembro de 2009. Não estão incluídos os resultados de aproximadamente mil empreendimentos nos estados do Goiás, Piauí e Rondônia, cujos relatórios ainda não foram disponibilizados para consulta.

Se excluídas do cálculo as quase 11 mil obras de saneamento e habitação, que representam 89% da quantidade física total de projetos listados no PAC, o percentual de obras concluídas, de acordo com os relatórios estaduais, sobe para 31%. A metodologia de divulgação dos números usada pela Casa Civil nas cerimônias de balanço oficial exclui as duas áreas desde o primeiro anúncio, apesar de estarem previstas no orçamento do programa, que é de R$ 638 bilhões a serem aplicados entre 2007 e 2010. Ainda excluindo as duas áreas (saneamento e habitação), cerca de 30%, que representa 383 projetos, estão em ação preparatória ou licitação. Outros 417 (40%) empreendimentos estão em andamento.

Em relação à quantidade global de empreendimentos, o estado de origem da ministra da Casa Civil e futura candidata à presidência da República, Dilma Rousseff, aparece em primeiro lugar. Em Minas Gerais, são 1.085 projetos, dos quais 136 foram entregues até dezembro do ano passado. No entanto, o estado mineiro é a unidade da federação que concentra uma das maiores quantidades de projetos que ainda não estão em andamento. Ao todo, quase 600 projetos exclusivos ao estado não saíram do papel, enquanto outros 350 estão em andamento. O percentual de projetos nas fases anteriores ao início efetivo das obras é de 55%.

A Bahia ocupa o segundo lugar na lista de estados mais favorecidos pelo programa em relação à quantidade de obras. São 970 empreendimentos previstos para a federação baiana, dos quais 68% ainda não passaram das fases de licitação, contratação ou de estudos. Outros 261 projetos já inauguraram o canteiro de obras e ainda não foram entregues, e somente 51 projetos, o que representa 5,3% do total, foram concluídos. Entre os já inaugurados está a Usina Termelétrica de Camaçari Muricy I e a construção da ponte sobre o Rio São Francisco (BR 116), além da implantação de algumas etapas do programa “Água para Todos”.

Já o estado mais rico do país, São Paulo, é o terceiro mais bem contemplado pelo PAC em termos de quantidade de ações, com 915 projetos exclusivos do programa. Embora seja o estado com o maior número de obras em andamento (429), 41% dos projetos em São Paulo ainda permanecem no papel. Enquanto isso, apenas 107 ações, ou 11,7%, foram inauguradas desde 2007. O trem de alta velocidade que ligará as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas, por exemplo, ainda está listado como “em ação preparatória”, apesar de prever investimentos da ordem de R$ 1,8 bilhão até o fim deste ano.

Nordeste tem piores resultados

No Nordeste, todos os estados apresentam percentual de obras concluídas entre 4% e 11% em relação ao total de empreendimentos em cada unidade federativa. O desempenho dos projetos concluídos na região atinge apenas 7% do total, excluindo os resultados do estado do Piauí.

Em termos percentuais, a maior dificuldade de finalização das obras é encontrada no Maranhão. No estado, de acordo com o relatório estadual divulgado pelo comitê gestor, apenas 4% das ações foram concluídas, enquanto outros 387 projetos estão em fase de contratação, estudo, licenciamento ou em processo licitatório. Significa que 70% dos 555 empreendimentos previstos ainda não se encontram em andamento. O Maranhão também detém um dos índices mais baixos de projetos em execução – 146 obras em andamento, o equivalente a 26% do total.

Sergipe, o quarto estado com menor número total de empreendimentos exclusivos (204), teve apenas 11 projetos inaugurados até dezembro de 2009. É o segundo menor quantitativo de conclusão entre todas as unidades da federação ficando à frente apenas do Distrito Federal. A maior parte dos projetos do PAC no estado está emperrada em ações preparatórias.

Por outro lado, a região Centro-Oeste apresenta o melhor desempenho. Alavancada especialmente pela conclusão de 156 obras no Mato Grosso do Sul, a região, sem os resultados do estado do Goiás, chegou a ter 26% de suas ações concluídas. Somados, a quantidade de projetos exclusivos concluídos apenas nos três estados centrais do país (DF, MT e MS), 248 no total, é superior ao registrado em sete estados do Nordeste (MA, BA, RN, SE, PE, PB e AL).

Obras concluídas representam 40,3% do PAC, diz ministra

De acordo com o último anúncio oficial da ministra Dilma, realizado no começo de fevereiro, o andamento do PAC nesses três anos demonstra uma clara evolução. Para a Casa Civil, 40,3% das ações do PAC estão concluídas, considerando o montante de R$ 256,9 bilhões que foram aplicados em ações entregues até dezembro. “Consideramos que o critério de valor seja mais adequado para calcular o percentual de conclusão de obras, pois o PAC é composto de um número muito grande de obras com dimensões muito diferenciadas. Esse fato provoca distorções, quando considerada apenas a quantidade de obras”, explicou a assessoria de imprensa da Casa Civil.

Nos dados da ministra estão lançados os valores das obras concluídas e, principalmente, os financiamentos habitacionais para pessoas físicas, que nos três anos do programa atingiram à R$ 137,5 bilhões.

Quanto às principais dificuldades encontradas para a execução das obras, a assessoria diz que “qualquer obra precisa cumprir uma série de etapas para ser concluída: estudos de viabilidade, projetos básico e executivo, licenciamento, licitação ou leilão de concessão e obra propriamente dita”. Para a Casa Civil, cada uma dessas etapas traz desafios específicos. “A grande contribuição do PAC foi identificar com clareza as principais dificuldades, estabelecer novos procedimentos e simplificar os antigos para garantir uma gestão mais ágil do investimento público. Essa é uma herança importante que o PAC deixa na administração pública brasileira”, informa.

As expectativas do governo para finalizar as obras previstas para inauguração até o fim de 2010 “são as melhores possíveis, visto que as obras iniciadas ganharam ritmo e outras que estavam em etapa preparatória começam também entrar em obra”. Para a Casa Civil, “os recordes sucessivos de emprego na construção civil, a falta de engenheiros para desenvolver projetos e para tocar as obras são demonstrativos claros do sucesso do programa”.

“É importante também esclarecer, que do conjunto de obras do PAC, uma parte substantiva, especialmente na área de energia, não previam conclusão até 2010. Por exemplo, as grandes usinas do Madeira, usina de Belo Monte, ações de exploração de petróleo, o trem de alta velocidade, saneamento na Baixada Santista, entre muitas outras, por sua complexidade, tinham desde o início data de conclusão prevista para depois de 2010. Dessa forma, o balanço final do PAC será de obras concluídas, mas também de etapas de obras concluídas conforme previsto originalmente”, conclui.

Clique aqui para visitar página especial do PAC

Justiça nega pedido do PT para liberar propaganda



O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) negou nesta terça-feira, 23, por unanimidade, recurso interposto pela Executiva Nacional do PT contra decisão que suspendeu, no dia 15, a veiculação de propaganda do partido. Na inserção televisiva, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiava a pré-candidata petista à sucessão no Palácio do Planalto, a ministra Dilma Rousseff. A decisão confirma pedido de liminar ingressado pelo PSDB e pelo PMDB e concedido pelo desembargador Alceu Penteado Navarro. Cabe recurso à decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Na propaganda tirada do ar, tanto na TV como nas rádios, Dilma dizia que tinha "muito carinho e respeito" por São Paulo, e Lula afirma que a ministra é uma "mineira com a cara e a alma de São Paulo". Ao acolher a representação das duas legendas, Navarro destacou que o PT usou o programa para promover a ministra, ferindo o artigo que trata, entre outras coisas, da "proibição de propaganda de candidatos a cargos eletivos e a defesa de interesses pessoais ou de outros partidos". Com a suspensão, o PT ganhou o direito de substituir as peças, o que se negou a fazer.

Também na semana passada, o TRE-SP tirou do ar inserção do PT estrelada pelo pré-candidato do PT ao governo de São Paulo, senador Aloizio Mercadante. Na peça, o petista elogiava o presidente Lula e se referia, sem citar nomes, à gestão do PSDB à frente do Estado. "Você não acha que depois de tanto tempo já é hora de São Paulo dar ao PT a chance de governar todos os paulistas?", questionava aos telespectadores. Navarro entendeu que a propaganda também contraria a lei que veda a promoção de candidatos a cargos eletivos antes do prazo permitido. O PT ingressou com recurso no TRE-SP, o qual deve ser julgado em abril.



Incognitus

23 março 2010

Serra X Dilma: Pode comparar!

José Serra tem 68 anos, é paulista, filho de imigrantes italianos, o pai vendedor de frutas no Mercado Público, foi criado em uma pequena casa quarto e sala, geminada com outras 24, em São Paulo.

Dilma Rousseff tem 62 anos, é mineira, filha de um imigrante húngaro, rico empreiteiro e dono de construtora, proprietário de dezenas de imóveis em Belo Horizonte, foi criada em um grande e espaçoso apartamento em Belo Horizonte.
Somente quando chegou ao Científico, a família Serra mudou-se para um apartamento de dois quartos, alugado. Antes disso, moraram em uma pequena casa em rua de chão batido.

Imóvel não era problema para a rica famíl ia Rousseff, que passava férias no Rio. Um dos espaçosos apartamentos foi cedido para Dilma utilizar, exclusivamente, como esconderijo seguro para os grupos terroristas dos quais participava, de onde saíam para praticar atentados, roubar e seqüestrar.
No início dos anos sessenta, vinculado à política estudantil, Serra foi presidente da União Estadual de Estudantes, de São Paulo, e da União Nacional dos Estudantes, com apoio da Juventude Católica. Democrata, sempre usou o palanque e a tribuna como armas, jamais integrando grupos terroristas e revolucionários manipulados pelo comunismo internacional.

Dilma, por sua vez, neste mesmo período, fazia política estudantil nas escolas mais burguesas de Belo Horizonte. Em 1963, ingressou no curso clássico e passou a comandar uma célula política em uma das mais tradicionais escolas da cidade, onde conheceu futuros companh eiros de guerrilha, como o atual prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel.
Serra em 1964, exilou-se na Bolívia e, posteriormente, na França, retornando ao Brasil em 1965, na clandestinidade. Ainda nesse ano, foi para o Chile, onde ficou durante oito anos. Com a queda de Allende, foi para a Itália e, posteriormente, para os Estados Unidos. Teve uma vida extremamente produtiva no exílio, onde adquiriu sólida formação acadêmica, foi professor e consultor.

Em 1964, Dilma começou a conviver com terroristas de esquerda, iniciando a sua carreira como militante na luta armada. Neste período ingressou na POLOP Política Operária, onde militou até ingressar na universidade.
Em 1967, Serra casou-se com a psicóloga e bailarina Sílvia Mônica Allende, com quem tem dois filhos e dois netos e continua até hoje casado.

Dilma também casou-se em 1967, com o terrorista e guerrilheiro Cláudio Galeno de Magalhães Linhares ("Aurelio", "Lobato"). Quando o primeiro marido a deixou, para ir cumprir missões em outros países, sequestrando um avião no Uruguai, por exemplo, teve um segundo casamento com Carlos Franklin Araújo, com quem teve uma filha. Desde 2000, não está casada.
Serra interrompeu a sua formação acadêmica em função do exílio, que impediu que seguisse a carreira de Engenheiro. No entanto, no Chile, fez um mestrado em Economia e foi professor de matemática na CEPAL. Posteriormente, nos Estados Unidos, fez mais um mestrado e um doutorado na prestigiada Universidade de Cornell.Tem uma das mais sólidas formações na área no Brasil.

Dilma ingressou em 1967 na faculdade de Ciências Econômicas da UFMG. Ali participou da criação do sanguinário grupo COLINA, Comando de Libertação Nacional. Posteriormente, participou ativamente da fusão entre a COLINA e a VPR, Vanguarda Popular Revolucionária, quando surgiu a violenta VAR-P, Vanguarda Armada Revolucionária Palmares, responsável por dezenas de crimes contra civis e militares.
Serra permaneceu 10 anos longe do Brasil. Retornou em 1977, dois anos antes da Lei da Anistia, sendo um dos únicos que voltou sem nenhuma garantia de liberdade e ainda com os direitos políticos cassados.

Enquanto isso, Dilma estava na clandestinidade, participando de ações armadas, recebendo treinamento para guerrilha no exterior, ministrado por organizações comunistas internacionais. Aprendeu a usar o fuzil com maestria especialmente na atividade de montá-lo e desmontá-lo no escuro. Foi presa em 1970, permanecendo nesta condição até 1973.
Em 1978, Serra iniciou a sua carreira política, que este ano completa 32 anos. Neste ano, teve sua candidatura a deputado impugnada, sob a alegação de que ainda estava com os direitos políticos suspensos. Foi admitido como professor de Economia na UNICAMP, onde ficou.

Em 1973, Dilma Rousseff retomou o curso de Economia na UFRGS, no Rio Grande do Sul, onde estava preso seu segundo marido, Carlos Araújo. Ingressou, junto com o marido, no PDT e recebeu um cargo de estagiária na Fundação de Economia e Estatística, em 1977. Em 1978, Dilma Rousseff começou a fazer o mestrado na UNICAMP e, depois, o doutorado. Durante anos, mentiu em seu currículo que tinha concluído os dois cursos quando, na verdade, mal cursou alguns  créditos, que representam, quando muito, 10% de um título acadêmico strictu sensu até 1984.
Em 1983, Serra iniciou, efetivamente, a sua carreira como gestor, assumindo a Secretária de Planejamento do Estado de São Paulo.

Em 1985, Dilma assumiu a Secretaria Municipal da Fazenda, em Porto Alegre, no governo do pedetista Alceu Collares, com quem tem uma dívida de gratidão. Hoje Collares é conselheiro de Itaipu.
Em 1986 Serra foi eleito deputado constituinte, com a maior votação do estado de São Paulo. Foi o deputado que aprovou mais emendas no processo da Constituinte: apresentou 208 e aprovou 130, uma delas criando o Fundo de Amparo ao Trabalhador. Liderou toda a reformulação orçamentária e de planejamento do país, no período, que começaram a estruturar as finanças brasileiras, preparando-as para o futuro Plano Real.

Dilma saiu da Secretaria da Fazenda de Porto Alegre em 1988, sendo substituída pelo hoje blogueiro Políbio Braga, que afirma: "ela não deixou sequer um relatório, e a secretaria era um caos."
Serra foi um dos fundadores do PSDB, em 1988. Foi derrotado por Luiza Erundina, do PT, nas eleições para prefeito de São Paulo. Em 1990, foi reeleito deputado federal com a maior votação em São Paulo.

Em 1989, Dilma foi nomeada Diretora-Geral da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, na cota do marido no PDT. Alguns meses depois foi demitida, pois não obedecia horários e faltava a todas as reuniões, segundo Valdri Fraga, o presidente da Casa, na época. 

Em 1994, Serra foi um dos grandes apoiadores do Plano Real, mesmo com idéias próprias que o indispuseram, por exemplo, com Ciro Gomes. Neste ano, foi eleito senador por São Paulo, com mais de seis milhões de votos. Em seguida, assumiu o Ministério do Planejamento.

Em 1995, voltou para a FEE, mas como funcionária, já que o PDT havia perdido a eleição. Ali editou uma revista de indicadores econômicos, enquanto tentava acertar o seu “doutorado” na UNICAMP.
Em 1998, José Serra assumiu o Ministério da Saúde, criando os genéricos e o Programa de Combate a AIDS. Criou a ANS e ANVISA. Foi considerado, internacionalmente, como uma referência mundial em gestão na área.

Em 1998, na cota do PDT, assume a Secretaria de Minas e Energia, no governo petista de Olívio Dutra, eleito governador gaúcho.Vendo que o partido de Brizola estava decadente, ingressou no PT.
Em 2002, Serra candidatou-se à Presidência, sendo derrotado por Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2002, Dilma foi nomeada ministra das Minas e Energia do governo Lula, puxando o tapete de Luiz Pinguelli Rosa, mestre em engenharia nuclear e doutor em física, que coordenava o grupo de transição.
Em 2004, Serra elegeu-se Prefeito de São Paulo.

Em junho de 2005, Dilma assumiu o lugar de José Dirceu, o chefe da sofisticada organização criminosa do mensalão, sendo saudada por ele como “companheira de armas e de lutas”, em memória aos tempos da guerrilha.
Em 2006, elegeu-se Governador de São Paulo, cargo que exerce até os dias de hoje. É o candidato natural da oposição à Presidência da República.

De lá para cá, vem sendo imposta por Lula como a candidata biônica do PT à presidência da república. No dia 20 de fevereiro de 2010, foi ungida, sem nunca ter co nquistado um só cargo público pelo voto ou por concurso, a candidata da situação à sucessão de Lula.
"VOCE PODE ATÉ NÃO CONCORDAR COMIGO, MAS NÃO VAI PODER NEGAR-ME O DIREITO DE LUTAR PELA DEMOCRACIA EM NOSSO PAÍS!"



 por email de um amigo ex-PTista.