Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




PAC: Prometa 2 entregue meio.

por Holden, em 31.03.10
O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2. Deve ser caso único na história em que uma nova ação é anunciada sem que a anterior mal tenha começado: até agora, o PAC lançado há três anos e dois meses só completou 11% das obras previstas.


Há um lado bom no evento de hoje: ele escancara com todas as cores o fato de as ações da gestão petista mirarem exclusivamente o marketing e os objetivos eleitorais. Realizá-las e, com elas, beneficiar a população é algo de menor importância para o PT.

O PAC foi uma grande sacada do departamento de propaganda petista. Enfeixa numa marca-fantasia um monte de obra que já existia; junta outro tanto que o setor privado já programara fazer; adiciona cifras liberadas para empréstimos que terão de ser pagos por seus tomadores; e é temperado com uma boa dose de contabilidade criatividade. Tudo adicionado, oferece-se ao distinto público vistosas somas de investimentos, num tom do "Brasil Grande" do regime militar.

Entre a embalagem e a realidade vai distância enorme. O ritmo das obras é sofrível; o descuido com procedimentos prudentes - como licenciamentos adequados e cálculos de custos precisos - é evidente; a manipulação eleitoral é gritante, com "inaugurações" feitas em meio a barro e que a mais barro retornam horas depois. Vejamos isso em números.
Dos 12.163 empreendimentos do PAC 1, apenas 1.378 foram concluídos (10,7%), de acordo com levantamento da ONG Contas Abertas. Além disso, mais da metade (54%) das ações listadas nem mesmo saíram do papel. (Estamos falando de um governo que governa há sete anos e três meses e de um programa que existe há três anos e dois meses!)

Mas a ineficiência não impede que Lula e dona Dilma viajem pelo Brasil para "inaugurar" empreendimentos que voltarão a ser canteiros de obras, como revelou a Folha de S.Paulo. O jornal mostrou que, de 22 obras entregues pelo presidente e pela ministra desde outubro, 13 (60%) não funcionam efetivamente. Em um dos casos, a barragem inaugurada em Jenipapo de Minas (MG) não tem licença ambiental nem prazo para entrar em operação.

Há artimanhas de todos os tipos, para todos os gostos. O repertório também inclui inaugurar obras que não tiveram um centavo investido pelo governo federal, como mostrou O Globo. Os exemplos vão do Hospital da Mulher de São João de Meriti (RJ) a um posto de saúde bancado exclusivamente pela prefeitura de Juiz de Fora e pelo governo de Minas - ambos tucanos.

A pantomima vai mais longe e afronta a lei. Lula e Dilma não se furtaram a inaugurar obras consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas da União (TCU), como foi o caso da Refinaria Presidente Getúlio Vargas, em Araucária (PR), há duas semanas. Ou a "inaugurar" repetidamente obras que ainda nada são, como o Complexo Petroquímico do Rio, três vezes visitado pelo presidente e sua candidata-ministra, e igualmente condenado pelo TCU.

O problema do PAC 1 não é apenas o atraso ou a inexistência das obras. A forma como o programa se apresenta é incrível e deliberadamente enganosa. Dá-se a entender que esforços de municípios, estados, empresas particulares, investidores estrangeiros e mesmo cidadãos sejam méritos exclusivos do governo federal. Na linguagem popular, trata-se da velha cortesia com chapéu alheio.

A participação efetiva do governo federal é irrisória. De todo o conjunto de ações do PAC, estimados em R$ 643 bilhões pelo governo, coube à União desembolsar até agora apenas R$ 27,2 bilhões, de acordo com o Siafi. Isso equivale a 4,2% do anunciado pela propaganda. De novo: tudo isso, passados três anos e dois meses de existência do programa.

Com tantas artimanhas, o PAC revela-se tão artificial quanto a candidata que dele se vale para tentar perpetuar-se no poder. O país precisa de fato de obras estruturantes, mas precisa de alguém que as saiba fazer - algo que os jornais não se cansam de mostrar que está ocorrendo na São Paulo de José Serra. O PT optou pela empulhação, como, mais uma vez, se verá na tarde de hoje, no lançamento do PAC 2. Papel aceita tudo; o eleitor não.
Fonte: Pauta em Ponto

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:08

O governo federal preparou para esta segunda-feira (29/03) um megaevento para lançar a segunda versão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Segundo informações divulgadas no Diário Oficial da União de hoje, o evento custará pelo menos R$ 169,2 mil aos cofres da Presidência da República (veja a publicação). O valor inclui a locação do espaço, coquetel, locação de equipamentos e outros serviços prestados pela empresa Swot Serviço de Festas e Eventos, vencedora da licitação. Para o lançamento da segunda fase do programa, estima-se que aproximadamente 1.200 pessoas foram convidadas, entre ministros, governadores, prefeitos e empresários.


Com a presença de autoridades de todo o país, a cerimônia marca ainda a despedida da ministra Dilma Rousseff, da Casa Civil, que deixa o governo na próxima quarta-feira para dedicar-se integralmente à campanha presidencial. No evento, a ministra apresentará as linhas gerais do programa que prevê investimentos de R$ 1,59 trilhão, especialmente nas áreas de saneamento básico, habitação, além de ações com melhorias em favelas e centros urbanos. A cerimônia de lançamento do PAC 2 acontece desde as 11 horas no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, no centro da capital federal.

Mas a Presidência da República não é o único órgão público federal freguês da Swot Serviços. Em 2009, a empresa recebeu cerca de R$ 845,6 mil de diversos ministérios, tribunais e universidades, além da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e a Controladoria-Geral da União (CGU). Já nos três primeiros meses deste ano, a empresa recebeu mais R$ 1,3 milhão por serviços prestados aos órgãos federais. Veja aqui a relação de ordens bancárias emitidas em favor da empresa em 2009 e 2010.

Contas Abertas

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:42

PT decide não intervir no diretório maranhense, que apoiará candidatura de comunista ao governo do estado em vez de Roseana Sarney, do PMDB, e instaura crise entre os dois partidos

De Denise Rothenburg:
O comando nacional do PT já avisou aos petistas maranhanses que, se depender dos principais comandantes do partido, não haverá intervenção no diretório estadual.
A medida foi cobrada pelo PMDB por causa da decisão do PT do Maranhão de apoiar a candidatura de Flávio Dino (PCdoB) ao governo do estado em vez da governadora Roseana Sarney (PMDB), que disputará a reeleição.
A avaliação dos petistas — feita numa reunião entre o presidente da sigla, José Eduardo Dutra, os líderes partidários e ministros filiados ao PT — foi a de que não há muito o que fazer agora.
Os petistas consideraram que o PCdoB do Maranhão é mais ligado ao governo de Roseana Sarney do que o próprio PT. Portanto, caberia ao PMDB maranhense atrair os comunistas a fim de evitar a candidatura de Flávio Dino contra Roseana.
Para completar, afirmam, o PMDB em nenhum momento retirou a candidatura de Geddel Vieira Lima, que concorrerá ao governo da Bahia contra o atual governador, Jaques Wagner (PT), que tentará a reeleição.
A intenção dos petistas em fazer “cara de paisagem” ante a decisão do PT estadual promete abrir uma crise entre os dois partidos que pretendem seguir juntos na campanha presidencial.
O clima de desconfiança foi criado justamente na véspera do dia em que a ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff (PT), deixa o cargo para se dedicar exclusivamente à montagem dos palanques estaduais e à campanha da corrida pelo Palácio do Planalto.

Do blog do Noblat

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:19


O líder da organização criminosa "José Dirceu" faz a convocação da bagunça. 
No seu blog o mensaleiro consultor organiza uma manifestação para tentar impressionar de forma ruim a saida de José Serra do governo, o que o mala sem alça do Dirceu não abre o olho, é pra perceber que a população não é mais tão idiota. Claro que estarão por lá uma carrada de PTralha, aqueles mesmo que fizeram uma manifestação com os professores em São Paulo e tentam fazer a todo momento invasões com o MST.

O medo de perder o poder e a chave do cofre, leva esse malaco José Dirceu ao extremo, uma mobilização guerrilheira, uma tentativa de manipulação de alguns, que dividem a fatia que o governo remete as ONG'S que depois chegam aos seus cofres particulares.

"Esta chegando a hora, vamos da um chute na bunda desses mensaleiros PTralhas!"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:08

Amanhã dia 31/03, na praça Mané Garrincha.


Manifestação contra a violência!


A convocação esta sendo feita pelo prof. Denis, que aguarda alunos, professores e comunidade em geral, que não concordem com injustiças.


Desta vez foi a violência foi praticada contra o prof. Jeferson, mas poderia ser contra qualquer um.


"Ele foi alvejado a tiros por algumas pessoas que acreditam que podem tudo, ou andar acima da lei." 


Não podemos deixar de comparecer a este ato contra a violência, é necessario uma intervenção do MP neste caso, estão querendo abafar, essa é a hora em que a juventude se une e mostra sua força. 


"Governadora, precisamos da sua interferência, mostre que você é do lado da justiça. Mande investigar e puna os culpados!"


Toda a juventude esta convocada, as grandes mudanças ocorreram pela força e união da juventude, precisamos unir novamente, desta vez contra o coronelismo.


Não deixe cair no esquecimento!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:14

Um convite especial !!!

por Holden, em 30.03.10

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:06

FLÁVIO DINO GOVERNADOR

A interferência do presidente Lula não foi o bastante para que os filiados do PT no Maranhão seguisse a recomendação pelo apoio ao PMDB. Dos 172 que compareceram, apenas 2 votos fizeram a diferença e decidiram pela aliança com o PC do B.
O Partido Comunista vem se articulando já algum tempo, mas a diferença dos votos mostraram que ta fácil haver uma interferência externa.
O desejo de alguns petistas em dividir o palanque com Roseana foi por água abaixo. Com o passar do tempo, claro que os que estiveram com o governo, vão continuar com o governo, como a unanimidade não prevaleceu as divisões aconteceram mesmo sem a unidade.
Então fica assim, metade do lado de lá, outra metade mais dois do lado de ká!

COMO TUDO É POSSIVEL...
Como já dizia Jesus Cristo, tudo é possível para aquele que crer... Dino pode vir a ser governador, baseado nesse aspecto, vamos ver quem fará companhia no seu possível mandato:

MÁRCIO JERRY- Ex-assessor de comunicação da prefeitura de Imperatriz, ex-assessor de comunicação de Terezinha Fernandes e ex-PTista.

TEREZINHA FERNANDES- ex-Deputada Federal, eleita com o patrocínio todo especial da Prefeitura Municipal de Imperatriz. E alguns empresários que trocaram o cheque com juros amigáveis de 10% ao mês. Uma barganha!

JOMAR FERNANDES – ex-Deputado Estadual, ex-prefeito, avalista da campanha da sua esposa Terezinha (currilo acima), o prefeito que reformulou os conceitos ambientais do Maranhão, com a construção do aterro sanitário de 2 milhões.

TRÊS PALANQUES PARA DILMA
Com o resultado da eleição do PT, será mais um palanque para Dilma. O PT/PC do B, o PMDB de Roseana e o PDT de Jackson Lago. Isso pelo menos na teoria, mas o que vemos é a decisão do ex-governador em aliar-se com o PSDB, assim contrariando também a indicação nacional, fazer o que? Ou contraria, ou fica sem apoio! Lula não esta e nunca esteve preocupado com Jackson, é só olhar como ocorreu sua cassação.
O único partido que tem reais chances de apoiar Jackson é o partido tucano, que possui as Prefeituras das duas maiores cidades do Maranhão e a Capital.
Se Dilma terá o terceiro palanque... Vai ficar difícil, com a aliança PDT/PSDB os tucanos não aceitariam dividir, mas fazer uma campanha diferente, levando José Serra para o lado Jackson do PDT.

LULA, AMIGO DA GOVERNADORA, SERÁ ?
O presidente Lula vem demonstrando que é um verdadeiro líder da ideologia dele mesmo.
Primeiro a PF aperta fiscalização no irmão de Roseana, Fernando Sarney.
Finge que quer barrar a candidatura de Sálvio Dino, logo depois da decisão, permanece calado para ver o que vai da! Se Lula tivesse interferido, Dino não era candidato, assim, não teria uma segunda opção na eleição petista.
No Maranhão o presidente não deu nem uma demonstração que é aliado de Roseana, a não ser inaugurar algumas maquetes. Quem acredita que não foi tudo combinado!
A briga para ter um palanque com Dilma esta disputado, querem saber o resultado?
O RESULTADO
O resultado é previsível, então vamos ver:

Lula não elegeu Roseana em 2006, olha que o palanque era histórico!
Lula não elegeu Marta em São Paulo, o presidente foi a campo, mas não conseguiu!
Lula não elegeu Mercadante, olha que dizem que ele elege até porte!
Lula não elegeu Tarso Genro e nem Olívio Dutra, falando nisso onde foi parar ele mesmo?
Não sei qual a intenção de Roseana em trazer o simpático e animador de palco Lula, para seu palanque.
Se o presidente elege até poste, vai ficar difícil ele eleger alguém dessa lista, pois o poste não será candidato!
***********************************************************************


Correção: Onde estiver Sálvio Dino por favor me perdoe, é Flávio Dino, não tive a intenção, mas ja que esta, deixa aí, pra que agente não confunda mais. O Sálvio é pai de Flávio e muitíssimo amigo da governadora. correção ás 21:17 h.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:19

Atualizações na segunda. De novo, não estou conseguindo postar!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:56

Sem comentários...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:39


Ninguém respeita constituição...

Parabéns Renato, com certeza músicas com letras direcionadas pra época, mas que parece ser eternizada, pelo ciclo vicioso que existe em nossos políticos até hoje!
Este hino da banda legião urbana reflete nossa luta atual, contra os que acreditam andar acima da constituição.
Que país é este ?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50



O pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, abriu nove pontos de vantagem sobre a petista Dilma Rousseff e voltou a ser líder isolado na corrida ao Palácio do Planalto.
Pesquisa Datafolha realizada nos dias 25 e 26 deste mês mostra o tucano com 36%. A petista tem 27%. Há um mês, eles tinham 32% e 28%, respectivamente, no mesmo cenário.
Como a margem de erro da pesquisa Datafolha é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, Serra apresentou crescimento real -embora tenha retornado ao patamar de dezembro, quando tinha 37%.
Já Dilma, pela primeira vez não apresentou crescimento na sua curva de intenção de votos: a petista oscilou negativamente um ponto percentual.
No mesmo levantamento, Ciro Gomes (PSB) ficou com 11% (tinha 12% em fevereiro e 13% em dezembro). Marina Silva (PV) está estacionada e manteve os mesmos 8% obtidos em dezembro e há um mês. Indecisos, brancos e nulos somam 7% e 11% não souberam responder.
Quando o Datafolha exclui Ciro da lista de candidatos, o cenário fica semelhante. Serra vai a 40% contra 30% de Dilma -a diferença entre ambos passa de nove para dez pontos, mas essa variação está dentro da margem de erro.
Sem Ciro, Marina pula para 10% e continua sem ameaçar o pelotão da frente.
2º turno e rejeição
As simulações de segundo turno seguiram os cenários de primeiro turno, com a recuperação de Serra. Numa hipotética disputa entre Serra e Dilma, o tucano venceria hoje com 48% contra 39% da petista -uma distância de nove pontos. Em fevereiro, os percentuais eram de 45% a 41%.
Em termos de rejeição, do ponto de vista estatístico, os quatro principais concorrentes estão empatados no limite da margem de erro, mas quem numericamente tem o pior índice é Ciro Gomes, com 26%. Colados a ele vêm José Serra (com 25%), Dilma Rousseff (23%) e Marina Silva (22%).
Espontânea e nanicosAs curvas da pesquisa espontânea, quando o entrevistado diz em quem deseja votar sem ver uma lista de nomes, têm uma evolução discrepante do levantamento estimulado.
Diferentemente do que ocorreu na pesquisa em que o eleitor vê seu nome, em que está estabilizada, Dilma continuou sua curva ascendente no levantamento espontâneo. Tinha 8% em dezembro, passou a 10% em fevereiro e agora chegou a 12%.
Esse percentual a coloca à frente de Luiz Inácio Lula da Silva (8%), que, até dezembro, liderava com folga a pesquisa espontânea. Isso mostra que a cada pesquisa o eleitor deixa de citar o nome do atual presidente porque vai percebendo que o petista não será candidato.
Serra pontuou 8%, o mesmo percentual de dezembro. Ciro e Marina marcaram 1% cada. Houve também 3% para "candidato do Lula" e 1% para "no PT/candidato do PT".
Pela primeira vez o Datafolha pesquisou candidatos de partidos pequenos. Por enquanto, só Mario de Oliveira (PT do B) conseguiu menções para pontuar 1%. Todos os demais estão abaixo desse patamar.
.............................................................................................................................................................
A recuperação de José Serra na pesquisa Datafolha tem fatores principais, entre eles seu desempenho na região Sul, no eleitorado mais pobre e com o público feminino. Dilma Rousseff, que havia crescido em todas as regiões em fevereiro, agora ficou estagnada ou até oscilou negativamente em vários segmentos do eleitorado.
No Sul, que concentra 14% dos eleitores do país, Serra subiu dez pontos percentuais, de 38% para 48%. Dilma, que fez carreira política no Rio Grande do Sul, não se consolidou ainda entre os gaúchos e registrou uma queda de 24% para 20%.
Os 28 pontos percentuais de diferença no Sul são a maior dianteira de Serra sobre Dilma no aspecto geográfico das intenções de voto do Datafolha.
Entre os eleitores que ganham até dois salários mínimos (R$ 1.020), ou 52% da amostra do Datafolha, Serra subiu de 30% para 35%. Dilma oscilou de 29% para 26% -apesar de um dos principais programas do governo Lula ser o Bolsa Família, que beneficia a população de baixa renda.
Serra aumentou sua vantagem no eleitorado feminino. Em fevereiro, o tucano já liderava (33% a 24%). Agora, tem 15 pontos a mais (37% a 22%).
Do ponto de vista apenas numérico, os quatro pontos percentuais que Serra obteve na soma geral da pesquisa Datafolha (de 32% para 36% das intenções de voto no país) tiveram as seguintes origens: um ponto de Dilma (que caiu de 28% para 27%), um ponto de Ciro Gomes (cuja taxa oscilou de 12% para 11%) e dois pontos entre os que declaram ter intenção de votar em branco, nulo ou em nenhum nome.
Dilma, que variou negativamente dentro da margem de erro, manteve seus percentuais em segmentos importantes.
Por exemplo, na região Sudeste (42% do eleitorado), Dilma ficou com 24%, o mesmo percentual de fevereiro. Serra oscilou para cima, na margem de erro, de 38% para 40%.
No Nordeste (28% do eleitorado), Dilma tinha 36% em fevereiro e agora está com 35%.Serra saiu de 22% e foi a 25%, numa região na qual o PT conta como seu maior reduto por causa da popularidade de Lula.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:58

Sr. Marco Sintra! O nome não me é estranho, mas estranho é a forma a qual o sr. aparece. 
 Engraçado, é da mesma forma você se esconde. 
Andei analisando alguns comentários seus nos blogs da cidade, pelo que ví, gosta de da uma apimentadinha nos acontecimentos do governo tucano de Imperatriz. 
Engraçado, da mesma forma que aparece... desaparece!
Com comentários afinados, com uma perfeita demonstração que conhece o que esta falando... 
Mas da mesma forma que aparece... desaparece!  
Por acaso você não seria, aquele mesmo Marco Cintra que trabalhou no governo de Jomar finado  Fernandes? Se é! Deve ser penalizado pela mesma incompetência PTralha. Me mostre suas mãos! O que foi mesmo que você fez pela cidade, a não ser fazer parte da elite dos pontos sociais da época em que a estrela imperava!  Por que com a mesma velocidade que aparece resolve se dissipar? Por que faz um favor para Imperatriz, fica no mesmo lugar que Jomar e Terezinha estão, no sarcófago

Sr. Cintra, seu ódio pela administração tucana deveria ser revertido a seus próprios companheiros, que estiveram no poder e...  Se lambuzaram com ele! 
Quem tomou o governo da incompetência petista, foi Ildon Marques, não foi Madeira. Na verdade Ildon não tomou! Vocês entregaram a ele, de graça! Graças a incompetência petista!
Seu comentário falando que Lula foi melhor que FHC esta liberado, da forma que você quer, bem em cima de um post meu que não tem muito haver com o comentário seu, isso demonstra que sua ideologia mesmo com o passar do tempo, ainda continua no mesmo nível, aquele da escala mais PTralha da civilização.

Parabéns pelo seu comentário! Mostra que você deve ter perdido um bom tempo buscando informações do governo Lula para comentar em nosso blog, devido a sua preocupação, vejo que nossos comentários estão realmente fazendo a função social a qual esperamos, de mostrar a sociedade os péssimos tempos que nosso país pode entrar se a mãe do PAC vir a ser eleita. Quanto a mostrar a evolução do governo Lula, tenho dois comentários:

1- A eleição é entre Serra e Dilma, com todo respeito aos outros candidatos, por que a comparação ridícula de FHC com Lula?  Parece que os PTistas tentam fugir do debate. O que mesmo essa... Dilma fez pelo país? Quantas eleições essa tal de... Dilma disputou? Qual a experiência que essa doutora Dilma tem para governar nosso Brasil?                              
Tenha o senso do ridículo!

2 - Lula e Mantega agradeceu o ótimo país que foi recebido do governo tucano. Por que você não calça a sandalia da humildade e aceita o grande homem que FHC foi para a história recente deste país!?
Para exemplificar minha afirmação uso as palavras copiadas do tunico com a criação de Reinaldo Azevedo;

"Estou certo de que os tucanos, estivessem no governo, não teriam feito, NA ECONOMIA, nada muito diferente do que fizeram os petistas. Mas estou igualmente certo de que, estivessem os petistas no lugar dos tucanos em 1995, e hoje nós seríamos o mais ocidental dos países africanos."


Então Sr. Cintra para que não fique na dúvida, vamos comparar Serra e Dilma, ao final do mandato de Lula ele faz o debate com FHC, para comparar quem foi o melhor governo, isso é! se ele aceitar e não fugir como fez na eleição de 2006. Só pra deixar registrado, Lula nunca ganhou de Fernando Henrique, foram duas surras que Lula tomou, quem sabe no debate de 2011 proposta pela veja, Lula não tome outra surra?!



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 04:06


UMA NOTA DE ZEQUINHA SARNEY A ESTE BLOG E UMA RESPOSTA DE REINALDO AZEVEDO

sexta-feira, 26 de março de 2010 | 16:05

Recebo do deputado Sarney Filho (PV-MA) a nota que segue. Faço considerações em seguida:


Ao jornalista Reinaldo Azevedo
À propósito de nota publicada em seu blog em 18 de março, sem entrar no mérito de suas referências à minha família, lamento que no momento em que enfrentamos talvez a mais difícil batalha contra setores atrasados do agronegócio que pressionam para desfigurar o Código Florestal, abrindo brechas para novos desmatamentos, inclusive de matas ciliares você, com a responsabilidade de formador de opinião, tenha preferido embarcar no discurso de alguns parlamentares sem compromisso com a sustentabilidade. Causa-me também perplexidade a tentativa leviana de denegrir a minha luta de mais de 20 anos em defesa do meio ambiente e da qualidade de vida - como cidadão, ex-ministro do Meio Ambiente e como parlamentar- e de desqualificar o papel da sociedade civil nessa missão. Julgar alguém pelo sobrenome nos remete ao direito romano, no qual as famílias eram escravizadas pelas dívidas dos pais. Na Alemanha nazista, o sobrenome era motivo de prisão e morte. Graças a Deus, a civilização avançou, embora alguns ainda continuem na barbárie.
Sarney Filho
ComentoEpa! Devagar, deputado!
Compreendo que o senhor não queira, especialmente depois de ontem, entrar “no mérito” de minhas referências sobre a sua família. Há 13 milhões de motivos depositados na Suíça para isso, não é mesmo?
Não concordo com a sua leitura do Código Florestal. Acho desinformada e preconceituosa. Se o senhor quer criar a lista de “exterminadores do futuro”, então eu vou incluí-lo na lista dos “promotores da fome”. Sei que isso pode não ser estranho à gente sofrida do Maranhão profundo, se é o caso de falar em barbárie.
“Setores atrasados do agronegócio?” E é o senhor que vem reclamar de “preconceito”?
Quanto a seu sobrenome, huuummm… É certamente um exagero o senhor se comparar a um judeu perseguido na Alemanha nazista. No Maranhão, os Sarneys estão, metaforicamente falando, é claro, mais para quem manda prender do que para quem é preso. Quanto aos romanos, lembro que o senhor jamais sofreria as conseqüências das dívidas da família. No máximo, pode ser beneficiado pelo patrimônio. O senhor não tem culpa, é claro.
Então, se o nome lhe pesa, parafraseio Julieta num de seus momentos intensos com Romeu:
“Zequinha, Zequinha, por que és Zequinha? Renega o pai, despoja-te do nome”!
Viu só como sou, deputado? É falar em Sarney, e eu logo respondo com Shakespeare.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:21

Hoje Lula entregou, em Osasco, cidade administrada por um petista, apartamentos que não tinham azulejos. Ou alguém roubou as peças ou os apartamentos não estavam prontos. Mas Lula preferiu a mentira. Informou que, agora, o Governo Federal não está entregando mais os apartamentos com azulejos, porque as pessoas depois arrancam e querem botar do seu jeito. Acima, podemos ver o Manual do Minha Casa, Minha Vida. Tem 40 páginas e um memorial descritivo completo, que exige azulejos nos apartamentos. Dá até as medidas. Todos os projetos, em todo o Brasil, são obrigados a seguir o regulamento. Menos o prefeito petista de Osasco. Menos o Lula. O Lula pode tudo. Pode até mentir descaradamente que ninguém denuncia. Ninguém, uma ova. Aqui neste Blog, como ele mesmo diz, a gente mata a cobra e mostra o pau! Mas perto da falcatrua da Bancoop, o que é um apartamentinho sem azulejos?


coturno noturno

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:11

Dilma presi mente!

por Holden, em 26.03.10

Vítima da candidata PTista

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25

Pág. 1/6





Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D